Séries:

Damages: Se Arrependimento Matasse…

Damages (3×11 – 3×13): Provavelmente o final de temporada de Damages foi o final de uma das melhores séries da atualidade. E se confirmado o cancelamento pelo FX americano, eu ficaria completamente satisfeito com o desfecho da trama. Desde o início do 3º ano a série vem preparando o terreno para este final, e não me  refiro somente à morte de Shayes. Ao longo de vários episódios o drama plantou elementos sobre as personagens Patty e Ellen até que a verdade viesse à tona. E tudo nesta temporada esteve relacionado à família, inclusive a dos mesquinhos e perigosos Tobin que foram responsáveis pelas tragédias pessoais e coletivas que testemunhamos, numa sequência interminavelmente errática de tristes acontecimentos. E tudo pra quê? Por quê? Pelo dinheiro. A ganância dos Tobin foi geneticamente partilhada por Louis, sua  mulher e pelo filho Joe, que de inocentes nesta história nunca tiveram nada. Foi pra cobrir os erros do pródigo filho que o pai se enrascou e, encurralada, Marylin fez com que o primogênito matasse Tessa, sem saber que dela era pai. Uma pena que Patty, Tom e Ellen precisaram ser arrastados para esse antro. Mas uma grande virtude de Damages foi a de nunca romantizar seus protagonistas, sempre apresentando suas diversas falhas de caráter, tornando-os ainda mais fascinantes. Por isso, quando Michael Hewes afirma que quem cruza o caminho de sua mãe acaba deixando-a ou morrendo e, logo depois, quando sobrevém a revelação de como a brilhante advogada perdeu sua filha, um ciclo de culpa e tristeza se fecha e imediatamente conseguimos compreender as controversas decisões e atitudes que a arrependida Patty tomou em sua vida. A cada conquista de Patricia Hewes veio a sucumbência: a lembrança do preço que ela pagou pela ambição. Em Damages não existe sorte ou azar. Todos ali direta ou indiretamente, querendo ou não, acabaram contribuindo para seu destino, incluindo Tom, Ellen, Frobisher, Wes e Leo Winstone. Eu não queria este incrível drama cancelado por nada. Mas por mais que eu goste desta série, é inegável que este foi o final ideal e perfeito.

Bruno Carvalho
é crítico e especialista em TV, tradutor, advogado e fã de séries desde que foi fisgado por Friends em 1994 e hoje é o editor-chefe do site de séries mais seguido do Brasil! Contato: contato@ligadoemserie.com.br
http://twitter.com/ligadoemserie

Categorias: Damages

Postado em: 03/05/2010 | 0:01