The Good Wife: Long Way Home

Por Bruno Carvalho

[com spoilers do episódio 3x17] Colin Sweeney é sem dúvida uma das figuras mais interessantes e complexas de The Good Wife. Livre das garras da justiça e de volta aos negócios, Sweeney acionou o escritório Lockhart/Gardner mais uma vez para cuidar de seus assuntos mais “legítimos”. E toda vez que Sweeney está no banco dos réus vemos um brilhante e inescrupuloso desfile de rechaçamento da moral e dos bons costumes. Aqui ele precisou se defender das acusações de uma ex-funcionária da empresa Herold Equity, da qual ele pretende resumir a posição de stakeholder majoritário, interpretada pela sempre convincente Morena Baccarin (Homeland). Mas o caso seguiu em segundo plano, com um desfecho tão incomum como o próprio sujeito. No escritório, todos nós lembramos que na semana anterior Alicia se viu encurralada pela rápida ascensão da jovem Caitlin, mas numa virada de mesa a loira simplesmente decidiu encerrar sua carreira jurídica em prol da família (algo que Alicia fez e aparentemente se arrependeu) e isso veio no pior momento possível.

Will, por sua vez, proibido de praticar direito, vai encontrando sua função como consultor de seus antigos casos, sob as curtas rédeas da Ordem dos Advogados de Illinois. Mas em Long Way Home a política ganhou o maior destaque na procuradoria, com Peter novamente enfrentando um pesado jogo de bastidores, desta vez envolvendo também a moralidade e até mesmo uma potencial acusação de racismo (pena o assunto ter sido abruptamente interrompido). Afinal, se as regras são aplicáveis a todos, elas devem servir para o sempre íntegro, mas fiel Cary, que assim como o casal de homossexuais negros, também protagonizou seus momentos de indiscrição na repartição. Senti falta neste episódio, contudo, de uma continuação dos fatos tensos que se organizaram nos capítulos anteriores. Apesar de sabermos que nada ficará na calmaria por muito tempo, a súbita virada de tom do capítulo, fazendo Alicia remoer-se por seu casamento com a possível recompra de sua antiga casa soou fora de tempo e lugar. The Good Wife sempre se sai melhor quando as coisas estão pegando fogo e espero ver mais disso nos próximos segmentos. Ainda assim, a série sempre consegue fazer um episódio positivo e bem construído, numa média muito acima de qualquer outra produção dramática da TV aberta americana.

Tags: , , , ,

Comente no Facebook