Séries:

#ListaLigada: as mulheres que admiramos nas séries

GirlPower-Destaque

Nesse Dia Internacional da Mulher, acredito que precisamos entregar mais do que mensagens bonitinhas acompanhadas de um buquê de flores. Acredito que é um dia importante para pensar e refletir sobre os direitos das mulheres, analisar a desigualdade dos sexos, a falta de poder sobre o nosso próprio corpo e outros tantos problemas que parecem ser do século passado, mas que ainda estão presentes em nossa sociedade.

O mundo do entretenimento (cinema, TV, música) objetifica as mulheres e isso já sabemos faz tempo. Muitas vezes é de um jeito sutil, que parece inofensivo, mas na verdade está enraizando o pensamento machista que mulheres estão no mundo para dar prazer – seja ele como for. Porém, o meio das séries de TV parece estar quebrando esses tabus, trazendo para as telinhas cada vez mais personagens fortes, complexas, que possuem motivações reais e representam a realidade do nosso gênero. Preparei uma lista sobre essas mulheres que admiramos tanto e que merecem destaque:

Claire Underwood (Robin Wright) – House of Cards

Essa mulher. Essa. Mulher. Preciso começar por ela. Claire Underwood quebra todos os estereótipos que estamos tão acostumadas. O que a move é poder. Ela não quer filhos (pasmem, existem mulheres que não tem essa vontade, ok?) e ela não quer ser apenas um enfeite ao lado do marido. Ao longo de quatro temporadas, a personagem interpretada por Robin Wright já fez alguns discursos que reforçam o empoderamento feminino e retratou problemas sérios e recorrentes, como o direito do aborto.

“Mas eu não vou sentir vergonha. Sim, eu estava grávida. E sim, eu tive um aborto.”

 Alicia Florrick (Juliana Margullies) – The Good Wife

Você pode se enganar com o título de “boa esposa” e achar que Alicia Florrick é apenas mais uma mulher mal representada na TV. Mas como já falamos algumas vezes aqui no site: não se deixe levar pelo título dessa série. A protagonista do drama jurídico sabe se impor e não permite que ninguém a cale.

“Eu decidi que a vida é muito curta para não ser honesta.”

Stella Gibson (Gillian Anderson) – The Fall

Stella Gibson é uma das personagens mais fortes que já vi em séries e merece palmas lentas simplesmente por existir. Juro que ainda não havia visto uma produção como The Fall se dedicar tanto a discussão das mulheres. A cada episódio, temos uma aula de feminismo com a personagem de Gillian Anderson.

“A mídia ama dividir as mulheres entre virgens e vampiras, anjos ou vadias. Não vamos encorajá-los.”

 Peggy Olson (Elisabeth Moss) – Mad Men

Como eu respeito essa personagem. O desenvolvimento dela é tão lindo e perfeito ao longo da extensa jornada de Mad Men. De uma simples e tímida secretária à uma das poucas mulheres da época a ocupar um cargo de diretoria. A escalada de Peggy Olson reflete o machismo corporativo que existe até os dias de hoje.

“Eu sou a pessoa que você precisa impressionar agora.”

Jessica Jones (Kristen Ritter) – Jessica Jones

Essa não poderia ficar de fora. A série da Netflix aborda com maestria um tema tão importante como o abuso físico e psicológico que inúmeras mulheres sofrem no mundo todo – até mesmo uma heroína. Jessica Jones mostra o forte conflito interno que uma pessoa sofre após um trauma como esse.

“Não cabe a você decidir quem sabe a minha história.”

E para vocês, quais são as mulheres que estão arrasando nas séries?!

Bruna Bottin
é fã de séries, estudante de Relações Públicas na UniRitter e autora convidada do Ligado em Série. Snapchat: propriabotts
http://instagram.com/brunabottin

Categorias: Séries/TV

Postado em: 08/03/2016 | 18:53