Séries:

A&E cancela documentário sobre a KKK diante de forte pressão

Generation KKK era o controverso título do documentário que seria veiculado pelo canal A&E nos EUA. O movimento racista e extremista é o tema da nova produção, acusada por muitos de que a real intenção seria “normalizar” o comportamento desse horrendo grupo de pessoas que prega a supremacia branca e cometem atos de racismo, antisemitismo, anticatolicismo e ufanismo. O canal sofreu represálias até de artistas, pois o título indica um espécie de reality-show sobre membros do grupo.

A intenção real do programa, segundo os realizadores, era de falar sobre pessoas que nasceram dentro dessa “filosofia”, mas que desesperadamente buscam uma forma de sair desse mundo de opressão e ódio, pois não concordam com as práticas. O nome, então, foi alterado para Escaping the KKK: A Documentary Series Exposing Hate in America (algo como Fugindo da KKK: Uma série documental que expõe o ódio nos EUA).

Na tentativa de minimizar ainda mais o estrago, o canal fez uma parceria com a entidade Color of Change, que luta em prol da igualdade e contra o preconceito, e vai exibir comerciais sobre o tema durante a atração, além de um programa de debates.

[Atualização]

Mesmo depois da troca do título, a emissora decidiu cancelar a veiculação da produção antes mesmo da estreia. Isso porque além de todos os problemas com o primeiro título, o canal descobriu que a produtora responsável pela atração fez pagamentos em dinheiro para alguns participantes de forma a facilitar acesso aos entremeios do clã, e isso viola as regras do canal

Bruno Carvalho
é crítico e especialista em TV, tradutor, advogado e fã de séries desde que foi fisgado por Friends em 1994 e hoje é o editor-chefe do site de séries mais seguido do Brasil! Contato: [email protected]
http://twitter.com/ligadoemserie

Categorias: Notícias

Postado em: 24/12/2016 | 17:52