Séries:

É 2017 e ainda temos que baixar séries?

O ano é 2017. Serviços de streaming prosperam no mundo moderno trazendo conteúdo dos quatro cantos do mundo direto aos nossos dispositivos conectados. Além de Netflix e Amazon Prime, temos os Plays e GOs da vida atrelados às nossas caras assinaturas de TV, que por sua vez são atreladas a serviços de Internet e telefonia fixa (da qual não mais usamos), consistindo na melhor oferta de venda casada que o mercado de teles brasileiro pode oferecer.

Compramos tudo isso e, em pleno 2017, não é possível assistir ao primeiro episódio da 4ª temporada Sherlock.

Pelo menos não “legitimamente”.

O feito não é impossível. Inúmeros canais como HBO, FOX, Sony, AXN, FX e outros já provaram ser possível trazer conteúdo day & date para cá. Afinal, vivemos em um mundo quase 100% conectado.

Mas nesse 1º de janeiro, quem quiser assistir ao retorno do detetive interpretado por Benedict Cumberbatch e seu fiel escudeiro vivido por Marin Freeman terá que baixar. Tirando o episódio especial (o excelente The Abominable Bride), não vemos uma temporada de Sherlock há 2 anos inteiros.

Oficialmente no Brasil existem alguns canais e serviços que veiculam Sherlock, sendo Netflix um deles. Mas até o momento ninguém divulgou a exibição do episódio que amanhã estará na boca do povo no mundo todo.

Mesmo pagando uma tonelada de dinheiro para serviços cuja única função é nos trazer conteúdo, o ano é 2017 e a gente, infelizmente, ainda precisa baixar séries.

Bruno Carvalho
é crítico e especialista em TV, tradutor, advogado e fã de séries desde que foi fisgado por Friends em 1994 e hoje é o editor-chefe do site de séries mais seguido do Brasil! Contato: [email protected]
http://twitter.com/ligadoemserie

Categorias: Críticas, Sherlock

Postado em: 01/01/2017 | 20:16

  • Léo

    Ai vem a Polícia Federal e tira uns 20 sites de filmes e séries online.

  • joe_wb

    A terceira temporada estreou em janeiro de 2014, sendo assim esperamos TRES anos pela temporada nova, e nao apenas dois. E sim, acionarei o torrent, sem duvida.

  • umnome qualquer

    Eu pago Netflix (simplesmente é muito barato). Minha operadora faz traffic shapping do Netflix.
    Resultado: uso Netflix para descobrir algumas series, baixo todas essas ilegalmente e assisto em 1080p com som 5.1. Claro, baixo 5x mais series que assisto pois tenho de ter tudo offline, mas minha operadora é burra mesmo.
    2017 será o mesmo que 2007: todo o dinheiro do mundo não compra a variedade e qualidade que a pirataria gratuita fornece. E isso nunca vai mudar.

  • theTaripy

    traffic shapping do Netflix é osso viu… Operadora mercenária! Tenho internet de um provedor local aqui na Bahia, apenas 5Mb e roda tranquilamente em Full HD.