Séries:

Visitei os sets de Manual Para se Defender de Aliens, Ninjas e Zumbis!

A Terra está tomada por uma grande força do mal e a única salvação está nas mãos de jovens que entendem tudo de cultura geek, são viciados em videogames e cresceram como fãs de grandes heróis do cinema. É assim Manual para se Defender de Aliens Ninjas e Zumbis, primeira série nacional da Warner, que estreia hoje dia 12 de março, às 22h30.

Em 2016 estive nos gigantescos sets da produção em São Paulo: um imenso galpão na Zona Oeste da capital onde foi montado um verdadeiro QG. Erguido em diversos andares em uma produtora e com um ar “industrial”, os tecnológicos cenários davam o tom para a aventura de luta entre a Nazca, uma força do bem liderada pelos jovens Sput (Michel Joelsas), Wes (Thalles Cabral) e Tina (Daphne Bozanski) contra os vilões da Aliança (composta por , claro, Aliens, Ninjas e Zumbis), que quer dominar a terra.

Assisti a uma cena de um episódio bem avançado, por isso não darei detalhes, mas que trazia o trio de herois invadindo uma espécie de sala de controle do mal, onde eram surpreendidos pelos vilões, sob a direção atenta de André Moraes. Diversos dublês que incluiam dançarinos profissionais faziam as vezes dos ninjas e aos montes dominavam o local.

A produção tinha toques hollywoodianos. Recentemente visitei os sets de duas grandes séries norte-americanas (mais sobre isso quando cair o embargo) e o que vi nos bastidores de Manual não deixou nada a desejar frente a elas. Aliás, a quantidade de gente envolvida para levar esse projeto na tela da Warner era imensa, o que evidencia o cuidado que o canal e a produtora tiveram com esse título.

A talentosa Daphne falou comigo entre um take e outro e disse estar muito animada para entrar nesse mundo das séries:

Mal posso esperar pra ver o resultado no ar. A série tem de tudo: ação, comédia e muitas referências ao universo geek que tanto eu como Thalles [Cabral] e Michel [Joelsas] adoramos. Está sendo uma experiência incrível”.

Thalles Cabral, revelado pela novela Amor à Vida, contou que estava muito animado e feliz em participar de uma série nacional de ficção científica, algo raro de se ver:

Acho que não só os jovens, como também os adultos vão gostar muito dessa história. Ela tem uma linguagem bem atual e o roteiro tem várias reviravoltas. É um prato cheio pra quem gosta de séries de todos os tipos”.

O trio será guiado por Juarez (André Abujamra), um açougueiro maluco que usa essa fachada enquanto carrega sozinho o fardo de liderar a Nazca. Ele é um veterano na luta contra os aliens e, junto com Sput, Tina e Wes, está cada vez mais próximo de encontrar o vaidoso Garcia (Branco Mello), o líder dos aliens na Terra e que está prestes a executar seu grande plano de dominação.

A série promete uma trama cheia de ação, humor e mistério que ainda reserva outros personagens misteriosos, como Davi (André Bankoff), que mata zumbis por instinto e desconhece tanto a Nazca quanto a Aliança, o ninja Alex (Nicolas Trevijano), um antigo professor de Tina que já trabalhou para os aliens, e Margarida (Jandira Martini), a típica vovó mais fofa do mundo que cuida do neto Sput com devoção.

O elenco de Manual ainda tem Ana Clara Machado, Victória Vasconcelos, Juan Manuel, Thogun Texeira, Rodrigo García, Rodrigo Fernandes, Arthur Kohl, Thomas Huszar, Cacau Lemos, Hugo Moura, Bryan Ruffo, Gabriel Blotto e Felipe Carettoni, e as participações especiais de José Celso Martinez, Rita Lee, Zéu Britto e Jair Oliveira.

Manual para se Defender de Aliens, Ninjas e Zumbis é uma série criada e dirigida por André Moraes. A primeira temporada conta com 13 episódios de 30 minutos e vai ao ar com episódios inéditos sempre aos domingos, na Warner, e na sequência, às 23h, o episódio, na íntegra, estará disponível no canal oficial da Warner no Youtube.

Bruno Carvalho
é crítico e especialista em TV, tradutor, advogado e fã de séries desde que foi fisgado por Friends em 1994 e hoje é o editor-chefe do site de séries mais seguido do Brasil! Contato: contato@ligadoemserie.com.br
http://twitter.com/ligadoemserie

Categorias: Manual, Notícias

Postado em: 12/03/2017 | 14:00

  • adrianotenorio

    Mandou ver no textão elogioso ein? ok, faz parte …
    Torço pra série não se preocupar tanto em ser um amontoado de referências nerd que acabe não tendo um roteiro legal… ah, e que a atuação do elenco jovem não seja nível “malhação”. Vamos conferir !

  • O texto é elogioso porque durante toda a visita ao set não encontrei nada que desabonasse a produtora ou o canal. Pelo contrário. Então não entendi seu comentário. Eu deveria não ser elogioso?

  • adrianotenorio

    Olha cara, sei que este é o seu blog e que você não tem obrigação de ser imparcial – no final das contas sempre acho que uma crítica de filme ou série, por exemplo, sempre é uma opinião pessoal (não tem como ser diferente). Só me destacou ter lido em outras análises de vocês alguma coisa sempre precavida mesmo em meio aos elogios à séries que pareciam promissoras. Não foi o caso deste, um entusiasmo do começo ao fim.

  • O texto não foi um elogio à série, sequer uma análise da mesma, tanto que foi postado antes dela estrear. Nem assisti ainda.

    O texto é sobre o SET da série.

  • adrianotenorio

    OK, aguardemos o texto sobre os EPISÓDIOS então.