Séries:

Você Decide: Netflix quer tecnologia para usuário escolher o rumo das histórias!

Que a Netflix revolucionou a maneira como filmes e séries são assistidas pelo público, isso todos já sabem. Porém, parece que agora o serviço de streaming está disposto a dar um salto ainda mais ousado… De acordo com fontes do The Daily Mail, a Netflix estaria brincando com a ideia de certas produções filmarem múltiplas versões, e permitir que o espectador escolhesse a sua própria história.

Caso você não tenha entendido bem, aqui está um exemplo: os produtores poderão filmar vários finais alternativos, e o espectador irá escolher a sua versão favorita e decidir as escolhas e os destinos dos personagens no decorrer da trama. O público poderia escolher, por exemplo, se uma personagem de Orange is The New Black iria ou não se unir à uma determinada gangue, se uma personagem de The Crown se casará com alguém ou não, e por aí vai.

É uma espécie de Você Decide, programa de sucesso exibido na Rede Globo na década de 90, mas 100% interativo, imediato e customizado para cada usuário.

De acordo com as fontes do The Daily Mail, a tecnologia pode ser inicialmente testada com uma futura série infantil: “Todo o conteúdo estará lá, e então as pessoas poderão seguir por caminhos diferentes… Nós veremos como isso funcionará. É um experimento. Nós veremos se fará muito sucesso. Para os criadores, é um novo território“. Aparentemente, o presidente da Netflix, Reed Hastings, também gostou da ideia, afirmando que “Uma vez que você tenha interatividade, você pode tentar qualquer coisa“.

Com certeza, tanto os especialistas quando o público questionarão as possíveis consequências dessa estratégia, do ponto de vista artístico e financeiro: seria certo dar ao público exatamente o que ele quer? E o que os showrunners acham disso? Eles concordariam em criar diversos caminhos alternativos para as suas histórias, cientes de que isso iria exigir uma demanda de produção e complexidade nas próximas temporadas?

Ou seria melhor optar por deixar as veteranas (como House of Cards e Stranger Things) de lado e testar em séries inéditas ou produções infantis como as já mencionadas? Inovador!

Allan Verissimo
é formado em cinema e autor convidado do Ligado em Série.
http://twitter.com/verissimoallan

Categorias: Netflix, Notícias

Postado em: 09/03/2017 | 10:18

  • Filipe Degani

    Sou completamente contra e acho perigoso. Vai contra a função autoral da arte e contra sua propriedade de questionar nossos conceitos e valores.
    Imagina um bolsominion podendo decidir o final de Orange Is The New Black, p.ex.!!!

  • Stevan Lemes

    Faz bastante sentido. Acho que depende muito do impacto da serie tambem. Acho que mudar algo no final de friends nao seja algo tao impactante agora mudar o final de series impactantes como breaking bad seria algo assustador. Acho que dependendo da serie a ferramenta ate que pode ter sucesso.