FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

True Blood

True Blood (3×05: Trouble; 3×06: I Got a Right to Sing the Blues): Agora sim! Com o episódio Trouble a trama de True Blood finalmente começou a esquentar, embora somente em seus instantes finais quando Sookie novamente fez uma “demonstração” de seus poderes místicos. “Fangtastic!”, exclamou bem o Rei do Mississipi. Mas é em Bon Temps que as coisas continuam um pouco agarradas. A trama da família de Sam Merlotte não empolga e sinto a cada episódio que Jason Stackhouse e Jessica estão muito subaproveitados pelo roteiro.

Poxa, cadê o desenvolvimento da promissora história do caipira como policial? E pra onde foi o romance da recém-vampira com Hoyt, que sempre rendia bons momentos?  Felizmente I Got a Right to Sing the Blues colocou a série de volta aos trilhos, com um bom destaque à relação do bizarro – e divertidíssimo – vampiro Franklin com Tara e um desfecho (?) pra lá de sangrento. Tivemos também a bem-vinda volta da Rainha e toda aquela interessante movimentação da vingança de Eric que indica que algo maior está se formando, o que estava fazendo falta nos episódios anteriores. True Blood resgatou bem suas raízes, dosando com propriedade as storylines sórdidas como a da paixão não correspondida de Lorena com Bill, o novo romance de Lafayette, a intensa fuga de Tara e mais um cliffhanger matador envolvendo Sookie. A 3ª temporada finalmente começou!

Deixe uma resposta

ss