FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

New Girl

Quem simplesmente não adora Zooey Deschanel? Ela é linda, talentosa, ícone do universo indie e agora tem sua própria série de TV. Sua escalação como protagonista de New Girl foi a decisão executiva certa e isso já é meio caminho andado para o sucesso da comédia. E o episódio piloto coloca a série exatamente aí, no meio. Partindo de uma premissa simplória (que nem sempre é algo ruim), da garota traída pelo namorado que vai morar com três solteirões, Zooey interpreta Jess, uma nerd esquisitinha e cheia de manias como inventar jingles sobre situações corriqueiras e assistir Dirty Dancing sem parar quando está triste. O piloto apresenta-a, mas de forma exagerada. OK, entendemos, Jess é diferente, mas não é necessário colocá-la fazendo dancinhas forçadas e abusar da comédia física o tempo todo, o que é um erro básico de roteiro e direção, e não da atriz (fora que já é difícil imaginar uma série onde Zooey Deschanel precisa correr atrás de homens e não o contrário). Seus “companheiros de quarto” são os típicos bobalhões de comédias românticas, que no fundo têm um coração bom. Aqui eles soam genéricos e pouco contribuem para o desenvolver da história. Aliás, curioso notar como que o episódio piloto não acrescenta nada com relação ao trailer divulgado há alguns meses. Ah, mas New Girl é “adorável”, como virou senso comum se referir a esta comédia. Pode até ser, mas raramente faz rir e não empolga. A comédia precisa ser mais afiada e, principalmente, dosar as esquisitisses da protagonista sem transformá-la numa caricatura ambulante (e o um bom exemplo de como não deixar isso acontecer está na personagem de Phoebe Buffay, de Friends).

Será um sucesso? Provavelmente, mas mais pelo carisma de sua estrela principal do que pela série em si. Se New Girl tivesse uma atriz mais apagada interpretando Jess, certamente seria ignorada (ou até cancelada) nas primeiras semanas de exibição. Quero ver a comédia melhorar para valer a atenção que anda recebendo.  New Girl estreia no próximo dia 20/09 na FOX americana (veja datas de outras séries do Fall Season em nosso calendário) e ainda não tem previsão ou canal no Brasil estreia no Brasil dia 04/04 também pela FOX. O episódio piloto está disponível gratuitamente no iTunes. Curiosidade: o personagem de Damon Wayans Jr., o “Coach”, deixará a série após o piloto e, a partir do segundo episódio, será substituído pelo ator Lamorne Morris, interpretando um outro sujeito chamado Winston. Isso porque a série Happy Endings, da qual  Wayans participava, foi renovada e ele fará parte do elenco fixo. Recasts são comuns em séries estreantes, pois os episódios pilotos geralmente são gravados bem antes da série receber a encomenda de produção de uma temporada.

Siga do Ligado em Série no Twitter e curta nossa fan page no Facebook!

19 respostas para “New Girl”

  1. “(fora que já é difícil imaginar uma série onde Zooey Deschanel precisa correr atrás de homens e não o contrário)” é realmente difícil imaginar!!

    Mas gostei do lance dela assistir Dirty Dancing sem parar! :p Amo esse filme!

    Não vi nada da série ainda, acho que vou esperar “engrenar”. ;)

  2. @fernandoironic disse:

    A série é boa, mas concordo com o que você falou na questão de dosar a comédia física pra não parecer tudo forçado. Senão cansa, e logo perde a graça. Achei que os atores tiveram uma boa química no piloto, e teve algumas referências engraçadas como ao filme Dirty Dancing e ao Senhor dos Anéis HAHAHAHAH. Enfim, torço pra série engatar.

  3. gabs disse:

    ai ai, eu gostei do piloto, ri bastante e me identifiquei em muitas coisas hahahahaha mas também acho que os momentos jim carrey foram desnecessários. enfim, acho que a série deve seguir nesse ritmo superficial né? não vou esperar nada, prefiro supresas à decepções (:
    bom texto!
    :*

  4. Christiano disse:

    Fraca essa série, só a Zoey salva…

  5. Bela Levin disse:

    Concordo que com outra atriz a série já poderia começar dando seu adeus. Mas mesmo com Zooey Deschanel segurando a série por pelo menos uma temporada, não vejo muito futuro para New Girl não.
    Para mim, tira os atores, muda o roteiro, deixa Zooey e pronto, temos a série pronta para ser um sucesso que esperávamos. Tudo muito fraco, tirando sua personagem, que eu achei caricato em um nível já esperado dela mesmo. Exagerado ou não, as caras e bocas são parte do que nos atraem na atriz.
    Vamos ver se o desenrolar da história vai dar um pouco mais de entusiasmo e mudar a nossa opinião.

  6. Fabiana disse:

    Concordo. Acredito que os personagens ainda vão econtrar seu ritmo e passar sair do estado de “vontade de fazer graça” para fazê-la sem forçar. Espero!

  7. Denilson disse:

    “Se New Girl tivesse uma atriz mais apagada interpretando Jess, certamente seria ignorada (ou até cancelada) nas primeiras semanas de exibição”

    Pra dizer a verdade, eu não conhecia Zooey, e mesmo assim gostei da série. Me fez rir mais do que up all night, que é a comédia q eu mais esperei.

  8. Marina disse:

    Será que eu não concordo com nada porque eu vi os três primeiros episódios de uma vez? hmmm…

  9. RafaHTrance disse:

    Parece inicialmente ter seu valor

  10. Marilia disse:

    Péssima série..

  11. Samilly disse:

    Sábias palavras! Esperava bem mais dessa série. Apesar de ter um contexto clássico de comédias americanas que mesmo sem ter nada de produtivo para nos passar se torna interessante, “New Girl” não estimula nem um pouco o telespectador para assisti-la, o que é um problema, pois ninguém aguenta assistir de temporada em temporada sem estímulo algum.
    Concordo no seu comentário no que diz respeito que a série ainda está tendo audiência pela atriz. A Zooey é uma atriz maravilhosa e acredito ser um desperdício de seu talento nessa série.
    Nada de adorável. A série é extremamente entediante e seu humor completamente idiota.

  12. Renan disse:

    Isso foi no seu caso, mas que a serie ja teria cido cancelada se não fosse a zooey ou outra atriz famosa é fato.

  13. Renan disse:

    Noi achei que prestou não, ja tinha visto bem antes mas tudo bem, muito bobinha, humor barato e cliche. Eu gosto da Zooey como cantora, já como atriz não da pra julgar tanto ja que nunca foi exigido muito dela nos filmes que ela fez. 500 days of summer é otimo com creditos merecidos ao Joseph. Mas aonde eu quero chegar é, o fato de ser a Zooey, atrai muito fãzinho idiota, que se diz fã da atriz mas que só vio 500 days por exemplo, ai fica com frescurinha de “só assisto por causa da zooey”, ou “ai é muito amor essa serie”. Sabe, se não ta prestando, fodasse a atriz, que cancelem e bora pra outra coisa melhor.

  14. Juliana disse:

    Ja estou vendo o 11 episodio. A serie é otima e todos os personagens vao se encaixando. Primeiro episodio não pode ser referencia, sempre é um pouco exagerado. E como não amar a Jess?

  15. Genesio Amaro disse:

    ah eu gostei dessa serie… achei bem legal

  16. Aline_dasilvaribeiro disse:

    quem assistiu somente o primeiro episódio e já tem sua opinião formada, não entende do que esta falando…só faltam 2 capítulos para terminar a minha primeira temporada, e estou simplesmente apaixonada por todos os personagens da série…parabéns para que a criou…ah, só lembrando que eu sempre odeiei séries…rs

  17. v s l disse:

    A série lembra bastante “Friends”, mas não com o roteiro tão criativo. No começo confesso que comecei a assistir por causa da Zoey, pois eu a adoro. Estranhei a saída do ator e o substituto me estranhou no começo mas logo o personagem apareceu mais carismático e foi ganhando personalidade e atenção entre os amigos. Acho que quem mais agrada na série é o Schimitz, é meu personagem favorito, até mais que o Nick. O Coach ressurgiu e passou uma temporada inteira na série e depois saiu novamente, vai fazer falta o personagem. Acredito que a série evoluiu bastante durante as temporadas, não é atoa que eu ainda estou assistindo. E como tem bastante história, pois já esta indo para a 5º temporada, é fácil decifrar a personalidade de cada um, é interessante quando eles lembram de acontecimentos de episódios mais antigos e interligam, faz você se familiarizar com o personalidade, tendo a sensação que faz parte do ciclo de amizades deles. É bem legal como essas séries de amigos que moram juntos faz a gente pensar como se o conhecêssemos também, isso prende a atenção do telespectador. A Jess não parece tão boba mais e a 4º temporada teve um desfecho que fez com que tivéssemos boas expectativas da próxima temporada. Gosto muito da série.

Deixe uma resposta

ss