FOTO: REPRODUçãO

Por: Davi Garcia

Review Antecipa: Tim Kring Acerta em Touch, Nova Série com Kiefer Sutherland

Por Davi Garcia

Considerando a premissa e o trailer, Touch tem boas chances de ser uma das séries novas mais interessantes do ano. Por outro lado, também é notório o fato de que a produção carrega, desde cedo, dois pesos consideráveis: (1) ter que convencer o público de que Kiefer Sutherland não estará replicando o personagem mais icônico de sua carreira (o Jack Bauer de 24, claro) em outra situação e, (2) que Tim Kring é capaz de conduzir uma boa ideia sem transformá-la numa bagunça irrecuperável como fez com Heroes. Nesse contexto, manter a expectativa em baixa seria salutar, mas como fazer isso quando alguns reviews já antecipam que o Piloto de Touch é realmente bom e que a trama da série é, de fato, bastante promissora?

O blog Tv Done Wright destaca, por exemplo, que embora possamos até enxergar traços de Jack Bauer em Martin Bohm (o protagonista da série), tais como gritar ao telefone, socar alguém e até berrar o famoso “Damn It!”, a carga emocional explorada por Sutherland (que recebe elogios pelo trabalho, diga-se) no episódio Piloto de Touch é bem maior que aquela vista esporadicamente em 24 que, vale lembrar, rendeu prêmios ao ator.

Além disso, ainda segundo o autor do blog citado, o primeiro episódio faz um bom trabalho de introdução da premissa da série ao mostrar não só a luta de Martin (Sutherland) para se relacionar com seu filho autista e para entender o dom manifestado pelo garoto (prever acontecimentos a partir de números), mas também para estabelecer o conceito de que tudo que ocorre no mundo está conectado.

Nisso, Tim Kring, vejam só, recebe elogios pela forma como apresenta os vários personagens da série, uma vez que, tal qual ocorrera em Heroes, a trama de Touch e as conexões que nascem dela, também tomam forma em vários lugares do mundo, o que mais uma vez acaba reforçando a ideia central de que tudo se conecta.

Touch estreia oficialmente na FOX americana no dia 19 de março, mas terá um preview especial que será exibido no próximo dia 25.  Ainda não há data prevista para estreia no Brasil.

 *****

Elogiada, mas igualmente cercada de dúvidas (por conta de seu criador), o resumo da ópera da série parece o seguinte: Touch tem tantas chances de ser a melhor série nova do ano quanto uma de suas maiores bombas. No que você aposta?

9 respostas para “Review Antecipa: Tim Kring Acerta em Touch, Nova Série com Kiefer Sutherland”

  1. Art disse:

    Confesso que desconhecia totalmente a proposta da série, e animei muito lendo o que vi aqui. MAS, sendo uma produção do Tim Kring, eu fico com o pé atrás (muito atrás).
    Ele conseguiu transformar Heroes, que tinha uma premissa ótima e que teve uma primeira temporada até boa, numa bagunça. É a série que eu mais fiquei frustado com o fim que teve, tinha tudo pra dar certo e se equiparar ao hype de Lost, e fizeram tudo dar errado.
    Tá certo que aquela famosa greve dos roteiristas teve sua responsabilidade no caminho sem rumo que a série tomou, mas não dá pra isentar totalmente o Kring.

    Até animo a acompanhar se os primeiros reviews forem bons, mas tendo Heroes no currículo, é pra ver bem prevenido hein!

  2. Bruno Carvalho disse:

    O problema nem é o piloto, é o que o Tim Kring vai fazer com a série depois…

    Sempre com o pé atrás!

  3. Henry815 disse:

    Vamos recapitular: no ano de 2006 estreava na tv americana, a (até então) ÓTIMA série chamada Heroes, ou vai me dizer que vc não gostou da primeira temporada?! MUITO BOA! (tirando o finalzinho da temporada).

    MAAAAS, PORÉM, TODAVIA, CONTUDO.. deu no que deu, né?! uma bananada sem tamanho – “não sei o que fazer com isso” não foram bem essas as palavras de Tim Kring, mas quase isso.

    O meu medo é: a série ser APARENTEMENTE FODA e cagarem tudo no final.

    E AGORA??!

  4. José disse:

    Vou esperar terminarem a série. Talvez demora alguns anos, mas, só verei quando/se, depois de acabada, eu souber que vale a pena.

  5. Lodisval disse:

    Infelizmente não poderá durar muito… afinal o garoto vai crescer e vai ficar no minimo estranho.

  6. Bruna Bottin disse:

    BOMBA. Não consigo (ainda) pensar diferente disso.

  7. Henry815 disse:

    “A primeira temporada de Heroes não é boa” OI???
    Heroes ( a série como um todo) é MUITO ruim e Tim Kring não tem a menor credibilidade? FATO

  8. Lucas M. disse:

    Tim Kring !?%$…no way…tá mais para uma bomba nuclear e Kiefer em papél dramático é difícil de acreditar, mas espero que eles me surpreendam de forma positiva.

  9. Rodrigo disse:

    Se dependesse só de Kiefer, teríamos certeza de um êxito nesta temporada…

    Mas quanto à Kring, vamos aguardar.

Deixe uma resposta

ss