FOTO: REPRODUçãO

Por: Davi Garcia

Anger Management: A Nova Série de Charlie Sheen

Por Davi Garcia

Uma confusa saída de Two and a Half Men seguida de manifestações bizarras na imprensa e no twitter (lembram do Winning e do Tiger Blood?), uma tentativa frustrada de emplacar turnê de stand up comedy e uma homenagem num divertido Roast. A vida de Charlie Sheen foi bem agitada nesse último ano, mas com a poeira baixada e a cabeça aparentemente no lugar, o polêmico astro está prestes a voltar para o estúdio onde começa a gravar, a partir de março, Anger Management, sitcom livremente inspirada no filme homônimo de 2003 estrelado por Jack Nicholson e Adam Sandler e que no Brasil ganhou o título Tratamento de Choque.

Programada para estrear em junho na tv americana (e já vendida para o Canadá, América Latina e parte da Europa), a sitcom a ser produzida pela Lionsgate (responsável por Mad Men e Boss) é a grande aposta do canal a cabo FX para o gênero, já que, mesmo sem verem um único rascunho de roteiro da série, seus executivos fecharam um acordo que garantirá a produção de 100(!) episódios se a comédia atingir um determinado índice de audiência durante a exibição de seus 10 primeiros episódios.

Anger Managament mostrará Charlie Sheen como Charlie (pois é, o cara vai usar o próprio nome como já ocorrera em TaHM), um ex-jogador de baseball que tem problemas para controlar sua raiva e que se re-inventa ao começar a atuar como uma espécie de terapeuta que ajuda pessoas que também sofrem do mesmo mal. Ou seja, se em Two and a Half Men, Sheen fez a versão sexista e mulherengo de si mesmo, nessa nova produção ele provavelmente aparecerá mais ou menos como aquele cara loucaço que o mundo viu após sua demissão da comédia de Chuck Lorre. Se essa ideia vai render eu não sei, mas não nego que bate uma grande curiosidade, sobretudo quando consideramos que a série será exibida no cabo, que é sempre um espaço com mais liberdade.

No elenco de apoio de Anger Management, a atriz Shawnee Smith (a vilã Amanda da franquia Jogos Mortais) fará Jennifer, a sexy e perturbada ex-mulher de Charlie. A jovem Daniela Bobadilla (que aparecerá em alguns episódios da série Awake) por sua vez, será a filha adolescente com transtorno obsessivo-compulsivo do protagonista, enquanto Selma Blair (cujo último trabalho de destaque na TV foi na fracassada Kath & Kim) aparecerá como Kate, a neurótica terapeuta de Charlie com quem o personagem mantém uma amizade colorida. Será que sai alguma coisa boa dessa mistura?

5 respostas para “Anger Management: A Nova Série de Charlie Sheen”

  1. @tiagosector disse:

    Penso que Anger Management será como New Girl: se sustentará por ter um ‘grande astro’ no elenco. Porque pela sinopse eu não vi nada inovador, sinceramente.

  2. Claudia disse:

    O elenco é bom, a ideia é boa, tomara que dê certo.

  3. andre disse:

    @tiagosector :
    Penso que Anger Management será como New Girl: se sustentará por ter um ‘grande astro’ no elenco. Porque pela sinopse eu não vi nada inovador, sinceramente.

    onde esta esse grande astro no new gilr? a atriz (Zooey Deschanel) aparece em poucos filmes de “sucesso” como 500 dias com ela, sim senhor, e mais uns que eu nao lembro agora… para mim, ela eh so a irma da bones (Emily Deschanel)… e mesmo ela aparecendo em poucos filmes de sucesso eu era muito fa dela… ate o dia que lancou new girl… achei tremedamente forcado a atuacao dela….. bom, mais de qualquer jeito sou muito fa do charlie sheen, e acho que ele fara sucesso em qualquer serie de comedia que ele fizer… principalmente uma que ele vai ser maluco a ponto de precisar de um tratamento de choque….. bom eu adorei o filme com o adan sandler e espero adorar a serie com charlie sheen…… se seguir o mesmo conceito do filme, concerteza vai ser um sucesso… ainda mais com charlie sheen… bom , e isso…

  4. reca disse:

    kkkkkk MANDOU MT BEM ANDRE. comparar fama de charlie sheen c zooey e d++++……

  5. @tiagosector disse:

    Espera aí, não comparei o Charlie com a Zoey em nenhum momento. Você forçou na interpretação. A Zoey ser tão famosa quanto o Charlie não entra em questão, o ponto que quis chegar é que a serie só vai se sustentar pela fama do Charlie. Assim como New Girl se sustenta pela Zoey, sendo famosa ou não (como você diz). Mas espero queimar a lingua, por que não?

Deixe uma resposta

ss