FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

Eu Tentei Ver The River, Mas…

Não deu. Foram 26 minutos e 27 segundos dolorosos presenciando esta subprodução que o canal ABC teve (não sei como) a coragem de por no ar. Esta é mais uma porcaria assinada por Steven Spielberg na TV (que se junta às pedestres Terra Nova e Falling Skies), provando que, à exceção de Smash, ter esse nome nos créditos não é qualquer sinônimo de qualidade. The River, “drama” criado por Oren Peli (da série de filmes Atividade Paranormal) pretende contar a história de um apresentador de documentários sobre animais que desaparece numa expedição no Rio Amazonas, enquanto sua família, acompanhada por uma equipe de reality-show, decide resgatá-lo. Nos primeiros minutos – e foram só esses que vi, pois minha análise é propositalmente incompleta – a irritante câmera subjetiva que simula os cinegrafistas de um programa de TV já dá o tom de como será insuportável acompanhar a narrativa desta forma. Isso sem falar no excesso de incômodos absurdos como o de retratar supostos nativos em pleno Tocantins falando espanhol, evidenciando a total falta de cuidado do roteiro. Aliás, nem podemos chamar de “roteiro” a sequência de diálogos expositivos e ralos que amontoam as falas dos personagens enquanto estes são atacados pelo espírito “Corpo Seco”, uma espécie de exú amazônico que esconde em conchas de madeira e caça pessoas para comer sangue. Eu parei aí. The River é uma baboseira tapa-buracos e eu duvido que os 8 episódios encomendados sejam exibidos pela ABC na íntegra conforme planejado.

74 respostas para “Eu Tentei Ver The River, Mas…”

  1. Natália disse:

    Eu achei o 1º Episódio um pouco fraco…mas no 2º foi ficando melhor..e eu acredito ainda que a série possa ficar mais interessante…até porque assistir apenas 1 episódio não dá pra julgar o resto da série.

  2. Ketsura disse:

    Treco chato mesmo, mas pelo menos eu dormi fácil depois de ver isso ai.

  3. Leonardo do Monte disse:

    Pensava que iria ser uma ótima série, infelizmente me decepcionei também! :/

  4. Claudia disse:

    “The River, “drama” criado por Oren Peli (da série de filmes Atividade Paranormal)”

    Agora que eu não assisto MESMO. Filmes overrated demais, um pior que o outro haha

  5. Igor disse:

    Tava com esperança q seria muito foda. Mas não foi isso q vi….

  6. Felipe Maistro disse:

    Também tentei ver, vi e não achei nada demais nessa série, nada me assustou, as câmeras se mexem muito e isso causa até tontura as vezes, você não sabe o que ta acontecendo e no que olhar, é tudo muito rápido. O primeiro episodio foi muito superficial mas deu pra assistir, já o segundo, queria parar de assistir nos primeiros 6 minutos, deu uma preguiça de ver e já estava ficando com sono e quase dormindo, mas nos últimos 10 minutos meu sono foi indo embora, tava começando a ficar interessante mas as câmeras “terremoto 9.1” não ajudaram muito e esse estilo documentário mostrando os nomes deles a cada minuto não me agradou.

  7. sronald disse:

    “brasileiros em pleno Tocantins falando espanhol…” hahahahahaha

  8. Rafael disse:

    Curioso como grande parte da crítica americana, que já viu em torno de 4 episódios, gostou da série. Não sei se posso colocar links, mas se quiserem, é só avisar. E respeito sua opinião, mas não posso deixar de destacar que ela é extremamente mal fundamentada e argumentada e me parece ser derivada de uma falta de compreensão de como funciona e de quais seriam os efeitos esperados de um filme/série de “found footage”.
    Gosto muito do site e essa é a primeira vez que vejo uma crítica não fundamentada. Até as de Glee são muito bem fundamentadas hehehe

  9. Helio Francis disse:

    The River é uma mistura de “Supernatural” com “A Vida Marinha com Steve Zissou”, chega a ser engraçado de tantos furos.

    Mas o segundo ep foi bem bacana! Melhor que muitos ep de supernatural desta temporada!

    Só tem que deixar o cerebro off que dá pra se divertir!

  10. Leonardo Souza disse:

    Mas enche a bola dessa Smash hein..

  11. Renata Riveri disse:

    “The River é uma baboseira tapa-buracos e eu duvido que os 8 episódios encomendados sejam exibidos pela ABC na íntegra conforme planejado.”

    Nunca duvide, infelizmente. Até aquela porcaria “Rob” ainda tá com audiência boa.

    Bem, depois de péssimas experiências com “Flash Foward”, “The Event” e “Falling Skies” eu decidi esperar no mínimo uns 6 episódios antes de começar a ver uma nova série, independente dos nomes por trás dela.

    Nota:
    Helio Francis, adorei sua definição para a série! =D

  12. Victor disse:

    Está longe de ser uma obra-prima. O método que usaram para filmar não me parece ter sido a melhor escolha. As atuações são no máximo medíocres.

    Mas produções do gênero não são feitas para serem levadas a sério. É tão “racional” um boneco passar a abrigar a alma de um assassino ou um espírito ligar para a pessoa sete dias antes de matá-la quanto ser atacado por um Corpo Seco que estava preso em um casulo.

    Nem de longe The River foi tão ruim quanto eu imaginava que seria. Naturalmente não se pode assisti-la tendo em mente o padrão de programas de outros gêneros. Quem vê Breaking Bad nota que o nível dramático de The River é tosco, mas a finalidade da série é outra: levar o telespectador à se despir de suas exigências e mergulhar naquele mundo totalmente surreal como um passatempo enquanto o episódio durar. Se a pessoa já não gosta de suspense provavelmente não gostará de The River. E, mesmo assim, as cenas de tensão poderiam ter entregue muito mais do que realmente fizeram, mas não são um lixo total.

    É uma série que funciona para quem não busca uma produção excelente, entretendo pessoas que se contentam com um rápido divertimento barato. Até porque divertimento de alta qualidade é coisa rara nesses dias.

  13. OzzyCrazy disse:

    Consegui assistir uns 45 minutos e parei.
    Muito ruim!

  14. Bruno Carvalho disse:

    Prezado, leia esta ressalva em meu texto: “e foram só esses que vi, pois minha análise é propositalmente incompleta –”

    Meus argumentos se fundam nos 26 minutos que vi. E só. Se melhorará ou não nos próximos episódios, não é esta a proposta do meu texto.

  15. Como diz sempre o saudoso Pablo Villaça: “meu cérebro não vem com chave de on/off”.

  16. Victor disse:

    “Isso sem falar no excesso de incômodos absurdos como o de retratar brasileiros em pleno Tocantins falando espanhol, evidenciando a total falta de cuidado do roteiro.”

    A cena que se passa enquanto eles estavam no Tocantins ocorre no dia 2. Naquele tempo eles não entraram em contato com a população local. Quando eles chegam à aldeia já é dia 4. A legenda passa a ser “River Mataqa” (Rio Mataqa), que se não me engano fica na Bolívia, daí eles falarem espanhol.

    Quanto ao homem que cuida do barco e sua filha, eles são mexicanos.

  17. Rafael disse:

    Bruno, eu entendi a proposta, mas tu não acha que vale muito mais a pena fazer uma crítica embasada, argumentada e que traga algo de novo e interessante para os leitores do blog? Qualquer um pode dizer “adorei” ou “é uma bosta”, mas vendo as outras críticas do blog (inclusive as negativas, como Glee, que citei) sempre tive a impressão de que o objetivo além de um apenas gostei/não gostei. Não estou falando em ser imparcial (porque esse debate é idiota), mas não pude deixar de me lembrar do debate entre o Pablo e Maurício Saldanha depois de ler esse texto. E só estou falando isso porque gosto muito do blog e nunca havia visto uma crítica não fundamentada e argumentada ser publicada…

  18. Murilo disse:

    Mesmo comentarios que fiz em outros blogs.
    Definitivamente dispensavel.

  19. Bruno Carvalho disse:

    Rafael,

    Se você ler o texto COM ATENÇÃO, verá que não simplesmente emiti uma opinião como “adorei” ou “é uma bosta”.

    Releia as partes que escrevi e que transcrevo abaixo:

    “(…) a irritante câmera subjetiva que simula os cinegrafistas de um programa de TV já dá o tom de como será insuportável acompanhar a narrativa desta forma (…)”

    “(…) excesso de incômodos absurdos como o de retratar supostos nativos em pleno Tocantins falando espanhol, evidenciando a total falta de cuidado do roteiro (…)”

    “(…) sequência de diálogos expositivos e ralos que amontoam as falas dos personagens (…)”

    Entendo que, para 26 minutos de episódio, tais argumentos sejam suficientes para expor o motivo de eu não ter continuado a assistir.

  20. Alcimar Azevedo disse:

    The River, voce assistiu 26 minutos e eu assistir todo, foram 1h 26 minutos perdidos de minha vida! Um espirito que vem em uma libebula? Alan Kardek deve tá querendo se matar! The River, é uma verdadeira porcaria!

  21. renata disse:

    “uma espécie de exú amazônico que esconde em conchas”

    Que SE esconde em conchas.

  22. Marco disse:

    Até que fui até o fim do episódio 2, sabe se lá como. Essa série é facil, uma das piores séries que ja pude ver, não tem NADA que salva isso (acho que é até um alívio saber que só tem 8 episódios, e que tem mais gente que concorda comigo), sem contar os furos inacreditáveis de roteiro, ja citados aqui. Oren Peli conseguiu criar algo pior do que a série Atividade Paranormal, não achava que isso era possivel. De resto, ótima resenha, você até que viu muito! hahaha e claro, sempre vai ter gente pra discordar disso….

  23. Zac disse:

    Tive a coragem de assistir os dois episódios de uma vez só, e olha, não melhora não.
    Segundo episódio tem direito a uma libélula azul entrar na boca da espanhola e ser o espirito do tal pai lá, depois libélula sai e vai voando leve e feliz como se nada tivesse acontecido, tal qual a menina que continua com a cara de que sabe tudo e não fala nada por medo.
    Não precisava ver mais que 26 minutos pra se julgar a porcaria, mas há bravos, como eu, que assistiram :P

  24. Sandra Regina disse:

    é mesmo ? que pena ! queria ver… pois é,Spielberg não tem acertado uma ultimamente

  25. Igor disse:

    Assino embaixo. Fui tomado por uma cólera desmedida quando vi a “brasileira” falando espanhol, me irritou muito. Também não terminei de ver o piloto, mas dizem que o segundo é ligeiramente melhor, razão pela qual darei uma chance.

  26. Paulo França disse:

    Também achei esta série um lixo.

  27. Rafael disse:

    Não estou defendendo a série, estou defendo uma crítica com argumentos, como esse site sempre teve. E “notória” porcaria? Você certamente não lê nenhum site de crítica dos EUA. Sobre os argumentos: o 1º é exatamente o que disse sobre falta de compreensão do que seria esperado de um filme/série de “found footage”, é óbvio que as câmeras teriam aquele estilo; sobre o 2º, desculpe-me mas não considero um argumento fundamentado dizer que não gostou da série porque um personagem fala uma língua e não outra, isso beira a infantilidade; o 3º argumento, sim, é bem fundamentado (o único do texto), pois de fato os diálogos são a pior parte da série, pelo menos no piloto.
    Não gostei da série e não estou defendendo ela, só acho que a crítica dela está muito abaixo da qualidade que o site pode atingir e acho errado, mesmo que você tenha odiado a série, mentir descaradamente no twitter ao dizer que a série é uma “notória” porcaria, sendo que a maioria da crítica dos EUA gostou dela.

  28. Rafael disse:

    Desculpe-me o post duplo, mas apenas para completar o meu 1º argumento: dizer que o estilo “found footage” de uma série “found footage” lhe irritou é o mesmo que ficar irritado porque um filme de terror lhe assustou.

  29. Bruno Carvalho disse:

    Vamos listar as publicações americanas que criticam The River de forma negativa, então?

    The Huffington Post: lista mais motivos para NÃO assistir The River do que para assistir – http://www.huffingtonpost.com/maureen-ryan/river-review-abc_b_1259082.html

    The New York Times: chama a série de “profundamente boba”, “nada intrigante nem particularmente assustadora” e critica o formato que você defende de “found footage”, que rotineiramente traz planos que não foram feitos por ninguém ali, inclusive aéreos – http://www.nytimes.com/2012/02/07/arts/television/the-river-on-abc-review.html

    BuddyTV – critica o trabalho de câmera subjetiva: http://www.buddytv.com/articles/the-river/the-river-review-the-good-the-43824.aspx

    The San Francisco Chronicle – chama a série de superficial, critica a fotografia e os “diálogos ridículos” e caracteriza os personagens como unidimensionais: http://www.sfgate.com/cgi-bin/article.cgi?f=/c/a/2012/02/05/DDHJ1N2BUA.DTL

    TV Line – Repetitiva, sem coerência lógica, abusa de efeitos quieto/barulhento para assustar: http://www.tvline.com/2012/02/review-abc-the-river/

    IMDb – “original, mas nem sempre eficaz” – http://www.imdb.com/news/ni22369648/

    St. Louis Today – o título da matéria chama a série de “ridícula”: http://www.stltoday.com/entertainment/television/gail-pennington/tv-review-abc-s-ridiculous-the-river/article_5b5829ee-5137-11e1-9dc8-001a4bcf6878.html

    Best Horror Movies.com (site especializado) – lista mais “contras” do que “pros” – http://ossuary.best-horror-movies.com/m/news/view/24579/The-River-Review-Episodes-1-and-2-The-Found-footage-Style-Falls-

    Seriable – http://seriable.com/the-river-producers-promise-not-to-do-a-killing-share-lost-lessons/

    Além desses, vários sites brasileiros como Série Maníacos, Nova Temporada, Caldeirão de Séries, Séries em Série, entre outros, detonam a série.

    Então, NÃO, não estou “mentindo” quando digo que a série é notoriamente uma porcaria. Vai encontrar reviews positivas? Certamente, mas é uma falácia dizer que “a maioria nos EUA gostou”.

    Sobre os “fundamentos” dos comentários, conforme meu próprio texto diz, são incompletos, pois eu sequer dei conta de continuar a assistir o piloto de tão desinteressado. O texto enfatiza justamente isso e você certamente poderá encontrar textos bem mais fundamentados sobre outras produções neste blog. Sobre The River, não tenho o menor interesse em continuar escrevendo sobre.

  30. Bruno Carvalho disse:

    Vamos listar algumas das publicações americanas que criticam The River de forma negativa, então?

    The Huffington Post: lista mais motivos para NÃO assistir The River do que para assistir – http://www.huffingtonpost.com/maureen-ryan/river-review-abc_b_1259082.html

    The New York Times: chama a série de “profundamente boba”, “nada intrigante nem particularmente assustadora” e critica o formato que você defende de “found footage”, que rotineiramente traz planos que não foram feitos por ninguém ali, inclusive aéreos – http://www.nytimes.com/2012/02/07/arts/television/the-river-on-abc-review.html

    BuddyTV – critica o trabalho de câmera subjetiva: http://www.buddytv.com/articles/the-river/the-river-review-the-good-the-43824.aspx

    The San Francisco Chronicle – chama a série de superficial, critica a fotografia e os “diálogos ridículos” e caracteriza os personagens como unidimensionais: http://www.sfgate.com/cgi-bin/article.cgi?f=/c/a/2012/02/05/DDHJ1N2BUA.DTL

    TV Line – Repetitiva, sem coerência lógica, abusa de efeitos quieto/barulhento para assustar: http://www.tvline.com/2012/02/review-abc-the-river/

    IMDb – “original, mas nem sempre eficaz” – http://www.imdb.com/news/ni22369648/

    St. Louis Today – o título da matéria chama a série de “ridícula”: http://www.stltoday.com/entertainment/television/gail-pennington/tv-review-abc-s-ridiculous-the-river/article_5b5829ee-5137-11e1-9dc8-001a4bcf6878.html

    Best Horror Movies.com (site especializado) – lista mais “contras” do que “pros” – http://ossuary.best-horror-movies.com/m/news/view/24579/The-River-Review-Episodes-1-and-2-The-Found-footage-Style-Falls-

    Seriable – http://seriable.com/the-river-producers-promise-not-to-do-a-killing-share-lost-lessons/

    Além desses, vários sites brasileiros como Série Maníacos, Nova Temporada, Caldeirão de Séries, Séries em Série, entre outros, detonam a série.

    Então, NÃO, não estou “mentindo” quando digo que a série é notoriamente uma porcaria. Vai encontrar reviews positivas? Certamente, mas é uma falácia dizer que “a maioria nos EUA gostou”.

    Sobre os “fundamentos” dos comentários, conforme meu próprio texto diz, são incompletos, pois eu sequer dei conta de continuar a assistir o piloto de tão desinteressado. O texto enfatiza justamente isso e você certamente poderá encontrar textos bem mais fundamentados sobre outras produções neste blog. Sobre The River, não tenho o menor interesse em continuar escrevendo sobre.

  31. Crazy disse:

    Tá certo que The River é mesmo muito ruim. Vi o Pilot duplo inteiro e, meu deus, como é ruim.

    Mas vcs aqui do Ligado ODEIAM TUDO!

    Se não tivesse visto o pilot e lido isso, teria corrido para ver achando que seria bom…

  32. Bruno Carvalho disse:

    Odiamos tudo? Leia reviews RECENTES de Smash, Parks and Recreation, Touch, 30 Rock, Justified, Grey’s Anatomy, Person of Interest, SouthLAnd, Fringe, The Office, The Good Wife, Sherlock…

    Isso só pra mostrar exemplos positivos da 1ª e 2ª páginas ativas deste blog, o que mostra que não conhece direito o nosso trabalho e/ou posta apenas para contrariar.

  33. Rafael disse:

    Se podemos colocar links, aqui vai um então, provando que sim, você está mentindo quando chamam a série de “notória porcaria”: http://www.metacritic.com/tv/the-river/season-1/critic-reviews
    O link vai para a página de The River do site Metacritic, que avalia as principais críticas à série feitas por veículos norte-americanos, sendo a média 65 de 100 e, das 26 críticas relacionadas, 15 dão nota acima de 70 de 100. Claro que uma nota dessas não é muito boa, mas está absurdamente longe do “notório”, caracterizando, por tanto, uma mentira ou, no mínimo, falta de pesquisa antes de fazer a afirmação.
    E por favor, pare de distorcer meus argumentos. Em nenhum momento defendi o gênero found footage, até porque isso seria idiota, seria o mesmo que defender o gênero comédia, o gênero drama… meu argumento foi de que não faz sentido argumentar que uma série é ruim porque você encontrou características de found footage em uma série de found footage, seria o mesmo que criticar uma série de comédia porque você encontrou piadas ou uma série de terror porque você se assustou.
    Como já disse, não tenho dúvidas de que os outros textos do blog são muito mais fundamentados e de qualidade muito maior, e é exatamente por isso que estou aqui argumentando com você. Se você não pretende ver mais a série e escrever sobre ela, porque não abre o espaço para outra pessoa fazer uma crítica bem fundamentada dela? Se outra pessoa pode fazer isso com Glee, por exemplo, porque não fazer o mesmo com The River e manter a qualidade do site intacta?
    E apenas para deixar claro mais uma vez, não gostei da série, concordo com quase tudo que foi dito sobre ela nos links que você colocou, só acho que o site não merecia um texto que foge do padrão de qualidade estabelecido por vocês.

  34. Bruno Carvalho disse:

    O texto foi propositalmente postado assim – como eu mesmo admito em um dos parágrafos – parcial e incompleto , conforme foi a minha experiência com a série: parcial e incompleta.

    O texto claramente não está estruturado como um review completo e nem tem a pretensão de ser (começo o texto com “TENTEI ver The River, MAS…”), já que escrevi sobre a série apenas para dar uma justificativa aos leitores que pediram a minha opinião e reiterar que eu sequer consegui terminar de ver o episódio piloto por não ter aguentado mais de 20 e poucos minutos desta porcaria.

    Sobre o que o site “merece’ ou não, esta é uma decisão editorial. Agradeço sua opinião e reafirmo que o espaço ESTÁ SIM aberto pra qualquer colunista desta publicação repercutir esta produção de outra forma.

    Eu não o farei e de forma alguma o meu descompromissado post impedirá qualquer um de fazê-lo, seja na própria coluna ou nos comentários.

    P.S: Pra mim, continua sendo uma NOTÓRIA PORCARIA. Bleh.

  35. Rafael disse:

    Concordo que quem decide o que o site merece são vocês, obviamente. Espero apenas que entenda que apenas fiquei chateado por não ver uma crítica com o mesmo padrão de qualidade que o site sempre manteve.
    Tenho apenas mais uma coisa a dizer (e você tem todo direito a ignorar): acredito que você deveria deixar claro, ao dizer que algo é uma notória porcaria, que esta é apenas sua opinião e que não se refere à opinião da maioria dos críticos, pois o termo “notória” leva a essa conclusão. Como conheço o site e a sua reputação há muito tempo, tenho certeza de que isso não foi uma tentativa proposital de enganar os leitores, por isso só acho que, sendo um site de críticas que se baseia fundamentalmente na palavra, vocês deveriam ter mais cuidado com o significado das mesmas (novamente essa é minha opinião e você tem direito de ignorá-la, mas reforço que só tenho em vista a qualidade e a reputação do site, mesmo não fazendo parte do mesmo).
    Enfim, agradeço por responder e por manter o nível da discussão (embora nunca imaginei que algo diferente fosse ocorrer).

  36. Bruno Carvalho disse:

    Notoriamente as críticas de The River no Brasil foram negativas. Eu não limitei, concordo, mas também não disse que era um consenso mundial. Dos blogs de colegas que leio e acesso (e cuja opinião confio), todos a criticaram. Retificarei meu comentário no Twitter, sem problema algum, mas o critério de notoriedade é relativo, parcial, depende de vários referenciais e em nenhum momento foi deturpado.

  37. Robson disse:

    Uhul, as estrelinhas tão de volta, galera! haha

  38. ivana disse:

    Putz… vocês têm uma paciência admirável com gente doida… :S

  39. Na boa amigos do Ligado em série, vocês devem ganhar muito dinheiro com esse blog pra aturar tanto mala, só pode. queria ter 1/10 da paciência de vcs

  40. Mortal_Kombat disse:

    Eu até estava lendo tudo, mas já decidi.
    BRUNO CARVALHO WINS!

  41. Rafael disse:

    Claro, concordo que você não disse que era um consenso, mas é o que dava a entender. E também concordo que o critério é parcial e dependente de referenciais, e por isso mesmo acredito que você deveria dar estes referenciais.
    Com relação ao tweet, acredito que ele não se refira a mim, porque nunca defendi a série, pois, como já disse, não gostei dela. Mas se ele se refere a mim, ficaria feliz em provar o contrário em uma crítica negativa bem argumentada, inclusive apontando alguns furos da crítica do The New York Times.

  42. Renan disse:

    Pelo amor de Deus velho, chega. Essa foi a opinião do ligadoemserie dos 20 e tantos minutos do piloto que ele vio e pronto. Voce ja escreveu mais de 30 linhas e continua falando a mesma coisa. Não sei aonde voce viu que a opinião aqui não é fundamentada. Ele diz que não gosta e fala porque, pra mim seu unico problema é em não concordar com a serie ser ruim e só e ta ai inventando desculpas para isso. O ligadoemserie não gostou da serie e deu sua OPINIÃO sobre os minutos que assistiu com detalhes tecnicos portando DEAL WITH IT, PLEASE.

  43. Bruno Carvalho disse:

    Rafael, citei 14 sites, nacionais e internacionais. Não é suficiente pra você? Vá lá apontar os furos da crítica do THE NEW YORK TIMES então, amg. Já tá de bom tamanho aqui, né?

  44. Rafael disse:

    Tudo bem, já que as pessoas passaram a utilizar adjetivos no lugar de argumentos, vou parar de escrever. Só deixo claro, Bruno, que gostei da discussão e de termos mantido o nível, sem ataques pessoais. Obviamente, compreendo que não é culpa do site se alguns leitores são incapazes de compreender o avançar de um argumento ou mesmo de ter argumentos, recorrendo a adjetivos, ou ainda de ver que nunca defendi a série (e sim a qualidade do site) e de entender que duas pessoas, apesar de ter a mesma opinião sobre a série, podem discordar. Aos outros, se ainda se recusarem a entender meus argumentos (e não disse “concordar”, mas “entender”), fiquem a vontade para utilizar-se de qualquer adjetivo, afinal este é um direito de todos, mas não estarei mais lendo o post. E peço desculpas, Bruno, se fui doido ou mala ao defender críticas bem fundamentadas e a verdade ao se afirmar algo sobre uma série.

  45. Alan R. disse:

    Na boa, esse sujeito ganhou o título de leitor mala do ano. GIZUIS. o_____O

  46. Rafael disse:

    Bruno, eu quis dizer os furos na parte em que falam positivamente da série, pois já disse que concordo com os argumentos deles.

  47. Alan R. disse:

    VELHO! CHEGA!

  48. reca disse:

    enriqueescudero :
    Como diz sempre o saudoso Pablo Villaça: “meu cérebro não vem com chave de on/off”.

    SAUDOSO? gente, nao sabia q o pablo vilhaça tinha morrido.

    afff viu

  49. reca disse:

    gente, helloooooooooooooooo ate onde entendo aqui ou qq outro siteblog sobre serie, uma review é baseada na OPINIAO PESSOAL de quem a escreve, ou to louca e nao é assim? ficar discutindo pq alguem viu a serie e nao curtiu achou um lixo É FALTA DE COMPREENSAO D+. acho ate normal querer criticar se a review foi mal feita mas criticar a OPINIAO e mt sme noçao.

    oh, pra quem gosta de ver tudo lindo fofo positivo tem o site da WATCH WITH KRISTIN DA E! ONLINE. vejo sendo SEMPRE ela em cima do muro, sem trollarbombar uma serie lixo. pra ela tudo e lindo fofo. e qnd ela da SINK nem zoa esculhamba tanto. ou seja zzzzzzzzzzz

  50. Roni disse:

    Série muito massa!!!!!!!!!!!!!!!! Interessante são as comparações.. parem com isso, ou gostam ou não poxa!

  51. Bruno Fernandes disse:

    Putz. até nos comentários tem exu caveirinha nos comentários. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  52. Bruno Fernandes disse:

    Eu não escutava (ou lia) exu caveirinha faz muito tempo. Totalmente excelente!

  53. Diego disse:

    Xiii a porra ficou feia! E eu nem vou assistir a série

    kkkk

  54. Bruno disse:

    Sinceramente, DECEPCAO absoluta com a serie, que parecia pelo trailer ser uma serie sensacional, alem do fato de terem construido um roteiro sem nenhum fundamento ou pesquisa sobre amazonas, o fato dos indios palarem espanhol , foi uma IMENSA DEMOSRALIZACAO para o Brasil ao meu ponto de ver, alem da estrutura criada sobre a serie não foi nem de longe vista por Steven Spielberg apenas carregando o nome dele, porque se Steven Spielberg permitiu falhas como estas, UMA SERIE DE EXPLOSOES de informação para os fatos, nem ao menos ouve uma expectativa no primeiro episodio sobre os misteriosos seres da amazonia, la estava aos 8 min do primeiro tempo uma explosao de informações simplismente um ser que era para causar medo, chegar assasinado disimando a tripulacao, e os cameras querendo gravar, se analisarem nem siquer ouve uma reacao de receio dos personagens com as criaturas, como se a possibilidade de ver um MONSTRO supernatural matar seus amigos e vocÊ dizer nao esta tudo bem, ou então DURMIR EM UM CEMITERIO DE BONECAS e todo mundo concordar que a ideia e tranquila, não creio que podemos culpar aos atores pela atuação que talvez tenha sido algo que influenciara minha opniao mais PRINCIPALMENTE O ROTEIRO, novamente um descepicao TOTAL calamidade!

  55. Carlos Henrique disse:

    Não é uma série espetacular, mas despertou minha curiosidade. Quero ver até onde isso vai dar…

  56. wellington disse:

    na verdade a serie é muito boa . isso é so o começo

  57. Romildo disse:

    Esse é o POST DO ANO!!! ahUAHuahUHUAhuaUH

    Barracos, intrigas, discussões sem fim e muito, muuuito papo furado.

    Prefiro ler esse post do que assistir The River. ó/

  58. Danilo disse:

    Que celeuma! O Bruno emitiu a opinião dele sobre a série, só isso. Todos tem direito de gostar ou discordar ou concordar com o ponto de vista dele.

  59. CARLOS ANDRE disse:

    meu caro Bruno Carvalho: comentarista de TV, tradutor, advogado e fã incondicional de séries. ” amador nato ” , Não deu. Foram 26 minutos e 27 segundos dolorosos, a merda do seu comentario ja começou por ai , vc nem viu o episodio todo . “a irritante câmera subjetiva que simula os cinegrafistas de um programa de TV já dá o tom de como será insuportável acompanhar a narrativa desta forma” – Se ta de brincadeirinha comigo Bruno , pooooo a proposta da serie é essa rapa se é maluco ´´eee

  60. Pedro Neto disse:

    Gente, não acreditem em nada do que este site esta falando…The River é boa sim! e agora só está melhorando!!!

  61. Rodrigo Otávio disse:

    Putz, depois de ler metade dos comentários, deu vontade de assistir. E nem consegui ler todos, parei no meio…

  62. Serie Seca disse:

    Eu parei quando li que o Rio Amazonas fica no Tocantins!!!

  63. amanda disse:

    É, só vi os dois primeiros episódios. Mas concordo que há total falta de cuidado com o roteiro.

    Sabe a história das bonecas? É uma lenda MEXICANA. Nem boliviana, nem brasileira, nem nada relacionado à Amazônia. Simplesmente patético.

    Mas vou continuar assistindo por que fico curiosa de ver o desfecho da série.

  64. Vinícius Andrade disse:

    A série pode até ser ruim, mas aqui no site ela tá campeã de audiência.

  65. Lucascreed disse:

    Bom Bruno, eu assisti os 8 episodios… e acredito que se voce assistir tambem pode ter uma impressao possitiva… eu achei ridiculo o primeiro episodio.. alguns problemas de falas, a relação das cameras… mas se vc tiver um olhar mas critico e justo, voce até consegue terminar o episodio kkk.. Bom.. respeito sua opniao.. vc ja enfatizou varios artigos e comentarios defendendo seu ponto de vista.. mas como bem disse.. conclusoes imparciais… pra mim isso se chama ser acéfalo… acredito que vc saiba o que é isso.. bom.. gosto muito do site.. e ja vi varias artigos seus … eh bom ter uma opniao forte e as vezes contraditoria aos demais.. porem.. se vc continuar assistindo acredito que ira se surpreender..os proximos episodios.. cada um traz uma nova lenda e novos inimigos…:D bom.. é isso.. espero que vc me entenda :D

  66. Dekko disse:

     Então o coerente não é fazer uma crítica de apenas 26 minutos de algo? não seria mais lógico assistir pelo menos o primeiro episodio e dizer o que achou e depois do segundo por uma crítica de fato?

    È como se fica-se em cima do muro!

    Não achei a serie péssima, como também não é uma super serie.

  67. Dekko disse:

     Devia assistir para tirar sua própria idéia da serie… você pode gostar…

  68. eu gostei de Flash Forward….fiquei triste qd soube q iriam cancelar.

  69. roger disse:

    quem escreveu esta critica deve ser a pessoa mais burra que ja conheci,
    como e possivel fazer uma critica  quando apenas viu 26 min de uma serie com episodios de 1,30h???
    vaite fuder po krl

  70. Carol disse:

    Que bosta de texto. The River era tosca, mas era mais interessante que o seu comentario, tao ralo quanto os dialogos.

  71. Alfredo disse:

    Assisti os oito episódios da 1º temporada , todos de uma tacada só, um atrás do outro no fim de semana… e é impossível não querer mais… crítica infundada, sem argumentos, e por que não dizer ridícula, desde LOST, que uma série não me prendia tanto assim… espero que voltem atrás e lancem a 2º temporada, pois é ANIMAL essa série!!!

  72. Itamar de Freitas disse:

    Eu assisti todos os episódios e achei ótima série. Deveria ter continuidade!
    Isso que dá pra contar as séries que não assisti ainda. Sou fã de séries estrangeiras.

  73. Victor Augusto disse:

    caralho, só eu gostei da serie? mas os personagens que falam em espanhol, em nenhum momento da serie é dito que são brasileiros O.O e não é identificável em que lingua os indigenas falam na serie, e sobre o Tocantins, deixa pra lá que esse cara só falou bosta mesmo ‘-‘

Deixe uma resposta

ss