FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

Revista Época Afirma Que "A Dublagem Venceu as Legendas"

A Revista Época, publicação semanal da editora Globo, veicula esta semana uma matéria afirmando que “A dublabem venceu as legendas“. A peça assinada por Tônia Machado e Danilo Venticinque, contudo, mais parece um editorial encomendado por distribuidoras para forçar a aceitação de seus leitores à imposição de conteúdo dublado no cinema e na TV. Com 7 páginas (na versão tablet e 2 na versão impressa), a “reportagem”, que não está no editorial de opinião, gasta mais de 60% de seu espaço para enaltecer o áudio dublado sobre o original, dentre os quais destaca: o aumento da bilheteria e audiência, a “classe média acostumada com filmes dublados na TV aberta“, a popularização de filmes dublados em alguns países da Europa (ei, se lá é assim é porque deve ser chique ver dublado, né?), que “abrir mão das legendas pode até ser uma experiência prazerosa“, chegando ao cúmulo de postar – em nome da própria revista e não de um entrevistado – este absurdo argumento na imagem abaixo:

É muita leitura para quem não está acostumado”. O lobby da dublagem no Brasil parece ser tão grande a ponto de fazer com que uma revista que vive do hábito da leitura publique esta triste frase que não apenas tolera e  justifica, como também incentiva a escolha da dublagem pelo espectador que tem preguiça de ler. A matéria oferece um pequeno contraponto com alguns prejuízos que a dublagem pode oferecer com exemplos retirados sem créditos deste texto sobre os Malefícios da Dublagem editado pelo crítico Pablo Villaça. E antes que digam que estou acusando a revista de cópia sem provas, eu que passei o link para a repórter e, se você comparar, verá que os exemplos (especialmente aqueles que citam o trabalho de interpretação de atores como Meryl Streep e Sean Penn) são os mesmos. Nas 7 páginas, a matéria também citou em uma linha o Movimento Dublado, Sem Opção, Não, após uma entrevista de uma hora que prestei sobre a necessidade de termos a opção e sobre as conquistas obtidas. E mesmo eu tendo enfatizado diversas vezes que o movimento busca a opção (afinal, como a própria matéria diz, a dublagem já venceu), ela preferiu citar os esforços dos signatários da petição como o de meros “defensores de legendas” na foto, de forma a polarizar (e polemizar) a situação.

Enfim, segue abaixo o texto que, ainda que assumidamente tendencioso, prova que esta já é uma guerra perdida e que quem prefere assistir filmes e séries do jeito que foram feitos depende agora apenas da boa vontade dos canais e de donos de cinema em oferecer a opção pelo áudio original e legendas. Direito do consumidor (e também daqueles que são portadores de deficiência auditiva) não mais importa. Eu não diria apenas que “a dublagem venceu as legendas”, diria que a mediocridade venceu. Embora necessária para crianças, analfabetos, pessoas com deficiência visual total ou parcial e para idosos com dificuldades de enxergar, a dublagem hoje não é imposta por esses motivos e para estas pessoas, e sim porque a maioria, plenamente capaz de ler (mas não “acostumada” em ler 30 páginas em 2 horas), já abandonou o hábito da leitura em prol da comodidade de ter um filme ou uma série narrada por estranhos à tela.

Leia aqui.

72 respostas para “Revista Época Afirma Que "A Dublagem Venceu as Legendas"”

  1. Matheus Souza disse:

    Eu prefiro filmes/séries legendados. Mas nada contra a dublagem. Eu só acho que existem pessoas que preferem um, e existem pessoas que preferem o outro. O mínimo que a mídia pode fazer é oferecer a opção de cada um escolher o que prefere na hora de assistir, e não fazer todos engolirem dublagens (ou legendas, em um universo paralelo) só porque a maioria gosta mais assim.

  2. Luan B. disse:

    Depois eles reclamam da pirataria. Se essa é a única opção para assistir os filmes e séries com áudio original, o que eles querem que faça?

  3. Snow White406 disse:

    Bom, daqui a pouco então até as revistas (como a própria Época) vão ter q vir em cd’s, pq a preguiça do povo é tanta que nem uma revista eles vão querer ler.

  4. Emille Cândido disse:

    Que continuem dublando enquanto eu continuo baixando…

  5. Felipe Nato disse:

    Eles colocam a legenda como algo maléfico a sociedade, como se fosse uma espécie de discriminação. Além disso colocam a legenda como algo antigo, ultrapassado, chegam a comparar a legenda e a dublagem com o cinema mudo e falado. É ridículo ver isso em uma revista de suposto prestígio.

  6. “É muita leitura pra quem não está acostumado”
    Hmm… Revista Época. Revista. Letras, palavras… daqui a pouco vai ser audiorevista.

  7. SR.SURDO disse:

    BRASILEIROS! gte prequisoça!!! du caralho! fdp! legendas eh melhor q voz original….GLOBO e sua REVISTA Q SE CUIDE os anonimos vao te invandir seus viados de merdinhas prequiçosas!

  8. tamy disse:

    triste ler uma materia assim, viu… ir no cinema já é difícil pq povo ñ fica quieto, se todos forem dublados aí acaba até a vontade.

  9. Mercado é uma coisa foda. Hoje qualquer um pode ter TV a cabo, classe C e D inflaram o contingente de telespecs da fechada e querendo ou não, eles gostam é de coisas dubladas.    E como a audiência não está caindo, mas sim subindo [ e subindo bem] a tendência é só piorar mesmo. Então por mais tendenciosa que a matéria possa ser, ela não tá falando muita mentira não: o dublado realmente venceu o legendado.
    Só acho que o colunista daqui, sempre levantando o estandarte do que ele pensa com unhas e dentes, se perde ao tentar, muitas vezes, desqualificar o dublado. A questão, meus caros, não é quem é melhor, ou pior. A questão é a falta de opção que nos dão. Cada um sabe o que gosta, se x quer assistir dublado, bom pra ele. Eu só quero ter meu direito de assistir as coisas com o áudio original.

  10. Fernando Miaise disse:

    “A mediocridade venceu.” Precisa falar mais nada. Bruno Carvalho excelente!! [2]

  11. VelkanVar disse:

    Tudo que envolve a Globo pode esperar por coisas desse tipo…

  12. SON-EL disse:

    pra mim e simples se o cinema estiver passando so filmes dublado  eu NAO ENTRO

  13. Juan Lopes disse:

    Bitch, please. É revista Época. Além disso estão se baseando em blockbusters onde quem vê é uma platéia gigante, desde o analfabeto até o vovô que enxerga borrões coloridos, incluindo claro os preguiçosos e/ou analfabetos funcionais que não conseguem ler na velocidade do filme.
    Agora peguem o público que consome filmes do Bergman ou Kubrick ou qualquer obra clássica. 
    Muito tendenciosa essa reportagem. Ah, claro… é revista Época. Esqueci disso. 

    Só pra constar: NÃO estou desmerecendo o trabalho de dublagem que, no Brasil, temos exemplos fantásticos. 

  14. Lucasloja disse:

    a dublagem antiga é otima é muito bom ouvir as belas vozes de antigamente mas essa dublagem brasileira atual tá terrivel

  15. Fabricio Martins disse:

    Não entendo a revolta, a matéria só esta falando o que esta acontecendo na realidade. Tudo que tem ali é verdade: No cinema as cópias dubladas fazem mais sucesso; os estúdios de dublagens estão se aperfeiçoando técnica e artisticamente; na Europa, quase tudo é dublado, sendo que os legendados tem sessões em forma de nicho; que o povo não gosta de ler e prefere legendado, que as TV’s fechadas estão dublando tudo para ter mais audiência; etc e tal!

  16. Ayrton Jordan disse:

    CONCORDO PLENAMENTE: A Dublagem é muito sem comparação melhor do que as legendas.É isso ai #DubladoSemOpçãoSIIIMMM!

  17. E qual o problema em dar a opção? Só pra ser o do contra?

  18. @ffronza disse:

    Pagar 20 conto pra ver filme dublado no cinema? Sorry mas nessa hora sou a favor da pirataria. Vou pra casa, baixo em 1080p e vejo legendado. Dizer que copias dubladas promovem inclusao cultural é absurdo. Inclusao é baixar o ingresso pra R$ 1,99.

  19. Clayton disse:

    Mais um capítulo vergonhoso da revista Época, que já se notabiliza pela desonestidade e mera obsessão comercial.

  20. Wilian disse:

    Um absurdo essa reportagem da Época defendendo ridiculamente a dublagem. Concordo que a dublagem em filmes e séries facilita a vida das crianças, deficientes visuais e idosos, mas ter a opção de legendas é ter respeito por quem não quer ver o filme dublado. 
    O pior é que ainda chamaram os brasileiros de analfabetos e preguiçosos ao dizerem que a legenda “é muita leitura pra quem não está acostumado”.
    Daí citam umas duas ou três linhas com os benefícios das legendas e enaltecem com o resto do texto a popularização das dublagens. ¬¬

  21. Ismael disse:

    E nessas horas, com uma entrevista nesse nível de qualidade, fica impossível questionar se não há o interesse.

    O Bruno falou do “Lobby da dublagem”, mas acho que precisa deixar mais claro. Falando assim parece que é uma entidade externa pagando para outra produzir uma reportagem.

    Mas a Época é da globo, que é dona/tem parte da Net e da Sky, tem canal aberto líder que é marca de fazer gambiarras em séries e filmes.

    E assim, se você nunca entendeu porque monopólios são ruins, acabou de ler a respeito.

  22. DouglasL... disse:

    Mais um capítulo triste pra nós, qe gostamos de Legendado, por isso qe muita gente prefere baixar e estão com a razão sim! Qe coisa mais horrível qe a revista Época fez, e qe o público tbm está fazendo! Antes não erá só legendado, então pronto! Qe baixaria!

  23. macgaren disse:

    É simples: querem forçar o dublado? meu dinheiro eles não verão…Engraçado é que se a dublagem nacional fosse essa maravilha toda não precisaria dessa imposição. será que tem medo de se derem opção o pessoal não assiste? E interessante notar que essa imposição cresce à medida que a qualidade dos leitores de textos,vulgos dubladores, cai.

  24. Eu prefiro muito mais assistir à séries e filmes legendados. Simplesmente porque eu gosto de ouvir as vozes e expressões originais, já que muitas vezes as escolhas para as dublagens não são muito boas – vozes que não combinam com as personagens. Não li o artigo na íntegra, mas pelo o que você falou, achei ridícula essa “reportagem” da Época. É claro que hoje em dia muita gente prefere assistir um filme dublado do que legendado, mas os motivos que eles deram é que são ridículos. E essa de “(…) é muita leitura para quem não está acostumado.” é o pior, principalmente por vir de uma revista! Sério, estou indignada!

  25. Igor disse:

    Do mesmo jeito que acho absurda a imposição de legendas, acho absurda a falta de dublagens em alguns DVDs, como por exemplo as séries Dexter e Breaking Bad.

    Gosto de legendas e gosto de dublagens bem feitas.

    Ridícula essa matéria

    OPÇÃO JÁ

  26. JP disse:

    Nos cinemas da minha cidade tinha a opção de Avengers dublado e legendado, só que legendado era exibido apenas às 16h. Quem estuda ou trabalha só poderia ver o filme legendado nos finais de semana… Como raios eles querem comparar bilheteria dessa forma ?

  27. MattRibeiroS disse:

     Morra então, ou aprenda a ler…

  28. pethy disse:

    Acho q o movimeto perde forças a partir do  momento em que são feitos comentários defendendo as legendas usando como argumeto algo como dublagens são uma porcaria ou que tiram a graça do filme/seriado…..o que de fato não é verdade. O Brasil tem excelentes estudios de dublagem, formados por profissionais preocupados em fazer um bom trabalho. A tecnologia ajuda muito hoje em dia, uma vez que apenas os diálogos são modificados e não os sons de fundo que antigamente precisavam ser retirados.
    Existem dublagens ruim?? Sim, muitas. Assim como existem legendas ruins também….inclusive em grandes canais de televisão como a Warner (lembro que houve uma época em que as legendas de Two and a Half Men apresentaram problemas durante semanas). Falam com tanto orgulho em “baixar os filmes/séries pela internet”. Sério? E as legendas baixadas feitas por amadores são de boa qualidade? Não digam que são porque……NÃO SÃO!!
    Muitos que defendem as legendas são aqueles que têm um bom domínio da lingua inglesa, o que ajuda muito uma vez que podem se dar ao luxo de não ler determinados diálogos e prestar atenção na interpretação dos atores. Infelizmente a maioria dos brasileiros não tem esse privilégio =.

  29. Livia disse:

    É isso aí Matheus!! A pergunta é: porque não podemos escolher???
    Eu, particularmente, prefiro o som original e as legendas, mas não posso escolher. Na TV por assinatura alguns canais tinham essa opção e era ótimo pois cada um escolhia o que preferia, mas nem isso tem mais!! O que houve??

  30. Andrea Nunes disse:

    Também sou a favor da escolha. Se a pessoa prefere legendado, assista assim e quem prefere dublado. Só acho que com a imposição da dublagem vai fazer com que as pessoas baixem os seriados e assistam legendandos, mesmo que muitas legendas não sejam 100%, mas ao menos são bem mais fieis que a dublagem. Semana passada mesmo assisti Game Of Thrones dublado e com legenda e a legenda era totalmente diferente da dublagem.  Agora se não pudermos escolher, o que pode acontecer é uma redução do número de espectadores dos cinemas nas sessões dubladas e lotação nas legendadas. Os distribuidores só vão ver que fizeram besteira em impor a dublagem quando doer no bolso.

  31. Mauricio Sampaio disse:

    Sou fã da dublagem e considero que tal situação irá com o tempo mudar, haja vista a tv a cabo estar cada vez mais inserida nos lares das camadas mais simples da população.

    Dêm tempo e uma chance a estas mudanças e principalmente, não se esqueçam que tem pessoas como eu, deficientes visuais, que precisam da dublagem para um auxilio melhor na hora de curtir o programa preferido.

    Em tempo, antes que alguem me jogue pedras, considero 24 horas melhor legendado do que dublado, entre outro varios programas que tenho visto.

    Mas há casos em que a dublagem tem que ser obrigatória, como em desenhos, filmes e series mais antigas da nossa época de sessão da tarde.

    Abs.

  32. Mauricio Sampaio disse:

     Excelente comentario, equilibrado e fundamentado.

  33. Infelizmente, a tendência é que o conteúdo dublado domine a programação da TV fechada, sem a opção de áudio original e legendas (o que é uma vergonha, pois estamos na época da TV digital). Nisso, a matéria da Época está correta em abordar. Só que seus argumentos são fracos pra justificar essa preferência pelo conteúdo dublado.

    Não tenho uma opinião tão radical quanto a do Pablo Villaça sobre o total malefício da dublagem, mas concordo com ele de que esta é uma modificação drástica do conteúdo original, o que é um absurdo e apenas isso já é motivo suficiente para se ter opções de áudio e legendas. Apenas não concordo com você, Fernando, quando você diz que o autor deste post condena o “dublado” com unhas e dentes. Tanto não é verdade que o Bruno é um dos caras por trás do Movimento “Dublado Sem Opção, Não!”.

  34. Maurício Muniz disse:

    Isso, vamos incentivar que as pessoas continuem sem o hábito de ler. Assim, no futuro, em vez de a coisa melhorar e termos cada vez mais gente com o hábito da leitura, teremos cada vez menos, né?

  35. Arthur disse:

    Falou tudo.

  36. Luisagllima disse:

    Não é só brasileiro que é assim, não. (Aliás, muitos brasileiros não são assim. E os que são devem isso à educação que recebem.) Essa é a imagem que a revista quer passar.
    Os campeões de dublagem e “reedição” são EUA (vide o caso do seriado SKINS). 

  37. Felippe disse:

    Ou aprenda a escrever…

  38. Marcia disse:

     Acabei de voltar do Chile, e lá não vi os canais a cabo com áudio dublado. Assisti Lost na AXN no som original e legendado em espanhol, assim como Greys Anatomy tb (Canal Sony). Na verdade, não tinha NADA dublado nos canais a cabo.

  39. Eu disse:

    Nada contra dublagens, apesar de eu achar que não chega aos pés de assistir ao filme ou seriado com o áudio original. Agora, esse tipo de comentário depreciativo dessa reportagem, além de chamarem o povo de BURRO (pq dizer q ler 30 páginas é demais e assumir isso como regra geral é sim chamar todo mundo de burro) foi absurdo. Ridículo. 

    E, né por nada não, mas lembrando que a Época é da Globo…

  40. Infelizmente está cada vez maior o número de pessoas que acham a leitura desnecessária e que não possuem capacidade de acompanhar um filme ou série e sua legenda simultaneamente, sendo assim, pessoas que apreciam os originais perdem com isso, e muitas vezes, se prejudicam, como por exemplo pessoas que estão aprendendo outro idioma que se aproveitam do som original para corrigir sua pronuncia dentre outras observações que um filme com som original legendado pode trazer pra quem não tem preguiça!

  41. Jefslv disse:

    Gente não vamos ser falsos moralistas né, o grande crescimento dos filmes dublados se deve ao fato de que as classes menos favorecidas agora podem pagar cinema e outras mídias que promovem seriados, realmente não são acostumados à leitura rápida que uma legenda exige, e eles são a maioria nesse país, paciência, vale lembrar que a maioria dos filmes nos cinemas vem com as 2 cópias legendadas e dubladas, isso não passa de liberdade de escolha, quem quer dublado vai pro dublado, quem quem legendado que vá para o legendado. Não precisa esse choro todo! LIBERDADE E RESPEITO cada é cada um!

  42. Exceto que cada vez mais só existem cópias e opções dubladas nos cinemas e na TV. Pergunte a qualquer pessoa que mora fora dos grandes centros e verá que quase nenhum cinema mais tem cópia legendada. Respeito e liberdade seria se todos tivessem acesso à opção e não apenas aqueles que preferem o áudio dublado como virou.

  43. De fato, há cada vez menos cópias legendadas de filmes nos cinemas brasileiros. Eu já tive que ir num shopping que fica a mais de 10 quilômetros da minha casa porque o cinema que fica a menos de 1 km só tinha cópia dublada de certos filmes, tendo que pagar um ingresso mais caro. Se por um lado, isso aumenta o número de pessoas que vêem filme dublado (por pura acomodação, na minha opinião), por outro lado, ignora um público fiel e que, cada vez mais, dará prejuízo não apenas para as redes de cinemas mas também pras distribuidoras de home vídeo, que não diminuem os preços de DVDs e Blu-Rays e têm que lidar com a concorrência da pirataria.

    Então, esse argumento de “falso moralismo” não cola.

  44. Thiago Ferreira Coelho disse:

    Quer o áudio em português? Prestigie a produção nacional, porra!

    Não entra na minha cabeça
    que canais a cabo com siglas pronunciadas em inglês, que anunciam
    perfumes importados com artistas internacionais falando inglês, francês
    ou italiano (e SEM legenda), transmitam
    séries com o nome em inglês, mas dubladas em português. Isso não é
    lógico, não é sensato, não é inteligente, e é uma merda.

  45. A.B. disse:

    eu não me importo com dublagem, até porque quando tem a opção de áudio em francês eu sempre opto por ela, mas tirar a opção das pessoas de escolher como assistir é uma coisa negativa.

    E vamos la, a reportagem deixou claro que Brasileiros são estúpidos, preguiçosos e que não tem a cultura da leitura, deixou ali entrelinhas.

    E sai mais barato dublar do que legendar?
    ______________________________________________________________________________

    Essa semana eu estava assistindo ‘Clueless’ no Comedy Central, e tinham erros grotescos de dublagem, trocaram Christian Slater por Brad Pitt, Nine Inch Nails por Green Day e por ai vai.

    Tudo bem que ha adaptações regionais, mas essas e nenhuma outra se inclui nisso. Fizeram adaptações para o publico popular e mudando de certa forma o contexto do filme. Ainda mais esse filme que é um retrato da adolescência dos anos 90.

  46. Márcia Hofmeister disse:

     “muito sem comparação melhor do que as legendas”. Entede-se o porque de sua preferência.

  47. Márcia Hofmeister disse:

     Entende-se*

  48. Marcia Hofmeister disse:

     Eu acho que as pessoas têm o direito de achar a dublagem uma porcaria se elas de fato acham. Se tu não achas, opinião tua, respeito da mesma forma que você deveria.
     E honestamente, só porque eu tenho um maior entendimento em inglês e graças a esse fato me torno minoria, por que diabos eu tenho que ser prejudicada?
    Para ser “normal” no Brasil é necessário ser ignorante? Desculpa, mas eu discordo.

  49. Eh simples,bastar boicotar os cinemas, afinal quem tem o direito de dizer se deve haver a opcao de assisitir filmes legendados somos nos que pagamos.Mas isso seria pedir demais de um povo que aguento mais de 20 anos de ditadura de cabeca baixa.

  50. Silvia Orchidea disse:

     Há de se estipular dois horários, LEGENDADO E DUBLADO. alguns canais já estão utilizando essa forma, q democraticamente é a melhor.

  51. Patricia B. disse:

    Vou usar minha inabilidade de ler trinta páginas e não vou ler essa reportagem medíocre da Época. O pior é que eu até gosto de assistir dublado de vez em quando, geralmente quando estou no computador e fica mais confortável só escutar, mas eu deveria ter a opção de escolher dublado ou legendado, principalmente pelo preço abusivo que pagamos nos canais HD, por exemplo, que mesmo quando permitem trocar o áudio, não permitem a inserção das legendas…

    É deprimente, viu… Ainda mais essa justificativa barata de que na Europa é assim… Alô, achei que o período de colonização propriamente dito já havia acabado faz um tempo!

  52. Rodrigo. disse:

    Quanto mais o público que gosta de dublado é atacado, mais vão querer ver dublado mesmo, nem que seja pra e vingar. Na verdade, por mim tanto faz, não vou morrer se não tiver opção legendada. Cinema e tv não são minha vida.

  53. Rodrigo. disse:

      SE o público que vê dublado é maior, é natural que haja mais cópias
    dubladas. Hoje estão fazendo algo proporcionalmente mais justo que
    antes.

  54. Eu quero opção. Se a qualidade da dublagem for boa, eu quero dublado. Se não for, eu não quero. É algo simples que a matéria da pulp fiction Época não abordou, muito tendenciosa. Será mesmo que eles conseguem vender esta revista com este tipo de matéria? Parece um tiro no pé de Bazuca.

  55. Danilo Matos disse:

    Eu realmente não consigo entender como uma pessoa não vê que o trabalho de muita gente competente é interferido e lesado no processo de dublagem. Até uma legenda, se indiscreta, interfere.
    Se o Brasil quer ter programação em Português-BR, que PRODUZA COISA DE QUALIDADE e respeite as produções originais.

  56. Luc Almeida disse:

    É um tiro no pé. Só incentiva a pirataria. Além dos preços absurdos nos cinemas e assinaturas de tv, agora você não pode escolher como quer assistir o filme/seriado.

  57. Gilson Teles disse:

    Sempre gostei de assistir filmes na TV legendados. No passado ainda exibiam na TV aberta. Creio que atualmente seja exibido apenas na Rede Cultura. (antes existiam sessões também na Globo e Bandeirantes e não me recordo das demais) Tenho observado um problema nos canais especificos para a exibição de filmes na TV paga quanto a legenda…a falta de padronização. Raro as vezes que observo legendas com tamanhos que permitam uma leitura sem problemas. E na maioria das vezes legendas bem pequenas. (para quem tem problemas visuais é um martirio) E ainda encontro algumas vezes legenda na cor branca. ( óbvio que o melhor é laranja)

    E filme dublado no cinema….sem chances.

    Quanto a TV já algum tempo existe condições técnicas que permitam a escolha por um filme dublado ou legendado. Talvez falte as emissoras vontade em disponibilizar as opções para o telespectador.

  58. so mais filmes dublados,pois como o Wendel Bezerra (dublador do Bob Esponja e do Goku Db no Brasil) disse: Eu pago para ver um filme,não para ficar lendo

  59. Bia disse:

    Eu assisto tranquilamente um filme ou seriado bem dublado. A dublagem de Dexter, por exemplo, é excelente. É claro que quando passei a assistir legendado eu senti um choque porque a voz é diferente, mas a interpretação do dublador é bem fiel. Filmes de sessão da tarde com aquelas dublagens clássicas, históricas como “Um Tira da Pesada” e “De volta para o Futuro” perdem a graça legendados. Eu nunca assisti Bones legendado mas acho que eu não gostaria tanto porque eu não só teria de ler rápido como teria de pensar rápido também naquelas explicações técnicas. Enfim, não acho dublagem o fim do mundo, nem sempre distorce nada, às vezes até complementa. Mas não vejo como dublar tudo bem. Talvez por isso eu tenha a impressão (e não só eu) de que as dublagens antigamente eram melhores. Menos filmes e seriados estavam disponíveis, a oferta de bons dubladores era compatível com a demanda. Hoje a demanda está muito grande, os bons dubladores querem ganhar mais e as empresas preferem pechinchar. Nessa brincadeira estragaram os Simpsons.
    Acho um tiro de bazuca no pé impor dublagem a qualquer custo, não só por isso mas porque a maioria das pessoas que não gostam de legenda e não sabem inglês são pessoas mais velhas. A cada geração as pessoas podem até não ler mais, mas lêem mais rápido, porque aprendem a “escanear” as coisas na internet e sabem quando a dublagem é uma porcaria, sabem também quando a legenda está fora de contexto.
    A longo prazo essa abordagem não vai se sustentar.

  60. Juliana Machado disse:

    Cara, ridiculo esse negocio de que brasileiro nao aguenta ler 30 páginas, mimimi

    Até curto algumas dublagens brasileiras sim. mas só em filme. quase nenhuma série dá pra comparar a qualidade da dublagem, escolha da voz e as mudanças ridículas de falas, amenizações de palavroes e talz. com as legendas é bem melhor, ainda que feita por amadores e de downloads de internet.

    É ruim essa falta de opção.
    Tem que ter a dublagem sim, pq a maioria prefere. mas nao pode deixar de ter a opção de legendado pq nao é tão pequeno o grupo de consumidores desse tipo de filmes e principalmente séries, pra ser desprezível.

  61. Mariane disse:

    Eu poderia falar de pelo menos uns 300 filmes em que os dubladores descaracterizam COMPLETAMENTE seus personagens, mas vou só comentar que a Época sempre foi uma revista que empurra opiniões garganta abaixo. E eu discordo deste absurdo, claro.

  62. Perfeito o comentário.
    O problema é a falta de opção.

  63. Filme tem que ser é Dublado… se quiser ler leia um livro… deveria existir duas opções audio original e Dublado… sem legendas… se você não souber outros idiomas… vá se fuder!

  64. egpwd disse:

    A Epoca está dizendo que a maioria do Brasil é burra, analfabeta e preguiçosa. Filmes legendados preservam o audio original, o sotaque dos atores e muitas piadas que quando são dubladas perdem a graça. Manda o povo da Época assistir Forrrest Gump dublado e legendado que ele terão uma noção do que estou falando.

  65. andré disse:

    da mesma maneira que você toma a liberdade de dizer que as legendas feitas por amadores não são de boa qualidade, eu tomo a liberdade de dizer que as dublagens são uma merda. fica a palavra de quem defende a dublagem contra a de quem defende a legenda. quem prevalece?

  66. Ivvel disse:

    O pior que esta acontecendo é filme dublado e legendado ao mesmo tempo. Será que estes FDP não podiam colocar opção de escolha? O que está acontecendo é um golpe baixo contra os telespectadores.

  67. Marcio disse:

    O dia que eu entrar em um cinema para ver um filme dublado. Pode me internar que estou demente.

  68. Robertom disse:

    Dublagem é para crianças pré-alfabetizadas e para preguiçosos…

  69. Heimar Santos disse:

    Não falo Inglês gostaria mais não tenho condições de pagar um curso, então creio eu que falo como a maioria no Brasil filmes e series dubladas e mil vezes melhor para se entender, como disse o Matheus Souza em seu comentário deve ser oferecido as duas opções, mas é claro que o dublado vai ter mais audiência.

  70. DrMACCS disse:

    Dizem que o povo tem preguiça de ler, ou que não prestam atenção ao filme se tiverem que ler.
    Deve ser por isso que o Whatsapp é tão pouco usado no Brasil, onde as pessoas preferem falar por telefone.

  71. DrMACCS disse:

    Acredito ser uma “vitória” temporária. A ascenção da classe C e D a princípio aumenta a demanda por produtos dessa categoria, mas os desejos dessa categoria rapidamente se homogeneizam e voltam ao que era exclusividade das classes A e B.

  72. felip disse:

    Dpa pra ver porque prefere o dublado, nem escrever sabe, kkk

Deixe uma resposta

ss