FOTO: REPRODUçãO

Por: Davi Garcia

The Following: um insulto diferente a cada novo episódio

Série policial se transforma numa ‘piada’ de mau gosto depois de início promissor

thefollowing[com leves spoilers do 7 primeiros episódios] Assim como muitos, eu também gostei do Piloto de The Following e a partir dele tive a esperança de que, enfim, teríamos uma boa série policial vinda da tv aberta (nos EUA, ela é exibida pela FOX). Afinal, era no mínimo curiosa a ideia de vermos o embate físico e psicológico entre Ryan Hardy, um atormentado agente aposentado do FBI (papel de Kevin Bacon) e Joe Carroll (James Purefoy), o serial killer que ele capturara anos antes e que agora ressurgia como a voz inspiradora para novos psicopatas em potencial.

The Following Carroll e Hardy

O problema é que se até o final do 2ᵒ episódio ainda dava para aceitar o fato de que algumas pessoas doentes (como o trio que sequestra o filho de Carroll, por exemplo) realmente se propusessem a seguir o “elaborado” plano de seu mentor para espalhar terror com ações diversas, a coisa começa a desandar feio quando os roteiros (alguns escritos pelo próprio Kevin Williamson, criador da série e da franquia Pânico) resolvem tentar relacionar TODA e qualquer ação pensada pelo vilão à obra de Edgar Allan Poe mesmo que na grande maioria das vezes não exista qualquer conexão orgânica entre elas que ultrapasse o nome de personagens, o que demonstra claramente a tentativa da série de parecer intelectual quando na verdade não é. Além disso, com o passar dos episódios e da investigação, fica cada vez mais difícil comprar a história à medida em que cada nova virada na trama implica revelar um novo seguidor (ou colaborador) de Carroll em todos os níveis e circunstâncias, sejam elas quais forem, em outro sinal evidente de que insultar a inteligência do espectador parece ser o objetivo maior da série sempre. E como se isso já não fosse o bastante para evidenciar a farsa que The Following é…

O FBI é um poço absurdo de incompetência. Um exemplo? No episódio 6 quando eles encontram o cativeiro de Claire Matthews (ex-esposa de Joe Carroll) e o captor joga uma bomba de fumaça para fugir pela porta, ninguém corre atrás do cara. “Ele fugiu, chefe” é tudo que um agente diz. ¬¬

Os péssimos flashbacks. Além de surgirem repentinamente no meio de um diálogo qualquer, pouco (ou nada) contribuem para o desenvolvimento dos personagens.

O coração de Ryan Hardy. Não, não estou falando do romance que ele nutre com a ex-mulher de Carroll. Agora, já repararam que o marcapasso do cara só “reclama” quando ele está prestes a pegar um vilão? Foi assim, por exemplo, na cena em que ele persegue Emma pela floresta no fim do ep. 6. Conveniente, não?

O ingênuo Joey Matthews. Tá certo que ele é só uma criança, mas mesmo ouvindo e testemunhando tanta coisa absurda ele nunca suspeita das atitudes da babá, Emma? Ah, vá ser burro assim lá na…

O plano  infalível de Carroll. Tudo bem que o cara “planejou” tudo de dentro da prisão (aliás, incrível que ele tenha recebido visitas frequentes de tanta gente sem jamais levantar suspeitas, não?), mas outro insulto que a série comete a cada episódio é mostrar que independente das possibilidades, cada ação sempre ocorre e resulta exatamente naquilo que ele quer.

Qual o objetivo real dos seguidores e o que eles ganham com isso? Pois é, há algum ou todo mundo se reúne em ações elaboradas só pela adrenalina de matar? Aliás, quem financia toda aquela estrutura e por quê?

E a advogada, hein? Ok, Carroll conseguiu fugir da prisão de novo porque chantageou o diretor do lugar ao sequestrar sua filha, mas e a advogada que não sofreu qualquer tipo de pressão parecida e sabe-se lá por qual motivo resolveu ajudar o serial killer mesmo parecendo fazê-lo a contragosto?

*****

O resumo da ópera? Mesmo fraquinha, The Following é um sucesso razoável nos EUA e já ganhou 2ᵃ temporada, o que só comprova que o público médio abraça obras medíocres e que a tv aberta já não é mesmo lugar para procurarmos séries dramáticas de qualidade. Triste.

13 respostas para “The Following: um insulto diferente a cada novo episódio”

  1. Pinheiro Rai disse:

    Para a Advogada eu tenho uma defesa. Ela já tinha sido vítima de seguidores do Carrol, ocasião em que levaram-lhe um dedo. Tá explicado.

  2. Mimi disse:

    Concordo com você… Davi! Essa série é muito ruim!!! O texto é péssimo…os personagens inconsistentes…sem aprofundamento psicologico…e, definitivamente, a desmoralização total do FBI!!!rs Nunca vi tanta incompetência!!! São tantas situações absurdas que nem dá pra enumerar! Mas o que é mais irritante é a tentativa de “intelectualização” da série…querendo sustentar toda a ação na conexão com as obras de Poe! Forçado e superficial demais! O Poe deve estar se revirando na tumba!rs Pra quem já assistiu True Detective… The Bridge…Hinterland…The Killing…ou…mesmo Law and Order…The Following é uma grande piada!

  3. Alexandre disse:

    Sim, o caso da advogada pelo que entendi foi puramente por medo. E mostraram isso com o flash back dos seguidores do Carroll com a tesoura de jardim no escritório dela e em seguida ela sem os dedos quando vai anotar as ordens do maníaco. Mas essa não cola, ficou muito ridículo.

  4. Alexandre disse:

    Decepcionante!!! Sou totalmente viciado em séries e por isso fico muito chateado e indignado quando assisto uma como está. Quando início uma série vou até o fim independente de odiá-la ou amá-la. E esta me embrulhou o estômago devido às cenas absurdas que assisti. Concordo em gênero número é grau com Davi. Odeio quando os roteiristas não conseguem uma boa idéia para algum desfecho e empurram qualquer porcaria goela a baixo dos telespectadores e nesta série fizeram uma avalanche de asneiras. Sinceramente fiquei surpreso desta série ter tido uma temporada completa, que dirá 3. Normalmente torço para que não terminem, mas no caso de The Following torci para terminar logo.

  5. Kleyton Menezes disse:

    O mais engraçado dessa serie e a incompetência de todos os departamentos de segurança (FBI,CIA,SWAT…), surreal.

  6. gabriel disse:

    fraquinha? pelo amor de deus se fosse fraquinha não seria um sucesso.. a série foi cancelada no momento excelente as 3temp foram todas incriveis não valeria far uma possivel 4temp boa e não espetacular.

  7. Sonia Duarte disse:

    Acabei de assistir a 1ª temporada, e como diz aqui piada total, a atuação do FBI, morrem que nem moscas rsrsrsrsrs, a morte da agente Debra Parker, um dos muitos exemplos, enterrada o cara diz onde ela esta, todos no escritório ficam sabendo o local e começam se mexer para sair, ai mostra Ryan e Mike já a caminho, conversando com ela pelo celular, mostra o escritório e todos lá parados, escutando e muito tristes kkkkkkkkkkk, Ryan e Mike chegam lá e Debra que não economizou ar acabou de morrer, Ryan faz duas tentativas de ressuscitar Debra e desiste, ninguém mais do FBI chega. A irritante claire e o filho nunca obedecem que devem ficar onde mandam e vivem caindo nas garras dos bandidos, kkkkkkkk chato demais, pena Kevin Bacon cair nesta, sem mais comentários e sem paciência para continuar a ver esta serie ridicula.

  8. Junior Teles disse:

    achei seu comentário meio tosco.
    primeiro, se tivesse avançado mais na série saberia qual a motivação dos psicopatas que se unem nesse culto. não precisava nem avançar muito, ainda na primeira temporada aparecem alguns motivos.
    eles querem fazer parte de um grupo que os aceite como eles são, conviver com pessoas iguais a eles.
    (parece bobo, mas faz parte da natureza humana. conviver em sociedade, ser aceito)
    além do que, o Carrol usa do seu talento (sem ser o de matar), o da sedução com as palavras. e acaba trazendo algum conforto a essas pessoas doentes, que se afeiçoam ao mesmo. dai junta o já existente instinto assassino deles e dá no que dá.
    e outra, no momento nao me recordo da cena que citou do episodio 6. mas me diz você… tem um maluco assassino na frente e ele taca uma granada de fumaça para se camuflar, você vai mesmo entrar correndo na cortina de fumaça? acha que qualquer organização militar, seja qual for… vai entrar correndo na cortina de fumaça? te respondo, não! ninguém tem culhão ou é maluco pra isso.

  9. Junior Teles disse:

    chato demais e assistiu a temporada inteira…
    não tem o que fazer? vai lavar uma louça e para de assistir série que não gosta pra depois vir esculachar.

  10. Antonio Vinicius Martinho disse:

    concordo e muito e ainda ampliaria ainda mais com absurdos de time.

  11. Renato de Oliveira disse:

    Acabei de assistir as 3 temporadas (Quero uma 4ª) Concordo apenas no ponto que os agentes poderiam ser um pouco mais preparados, mas ae não tem plot pra sequencia, as demais temporadas por exemplo Carrol segue outra linha, deixa poe e vai pela via religiosa (Ele é Ateu) na qual ele mesmo expõe a Hardy, na última temos uma outra linha com Carrol no corredor da morte. Achei a serie intrigante e sem momentos piegas como muitas outras que considero boas. A série segue um ritmo frenético da ponta ao final em todas as temporadas, não gosto de assistir séries comparando com outras, cada um tem uma história pra contar, por exemplo: Chicago PD e Shades Of Blues, são duas series bem parecidas mas não tem como comparar as ações dos personagens, e se todos fossem pela mesma linha não teríamos series nenhuma e hoje estaríamos assistindo Kojak. Não lembro quem disse mas: críticos são pessoas fracassadas que não obtiveram sucesso é detonam o sucesso que outras conquistaram. Eu fico chateado quando nos derrubamos a oportunidade de uma sequencia, pois achamos o 1º filme ou piloto, ou 1ª temporada ruim, criticamos e tiramos a oportunidade de um acerto. Eu gostaria de ver o que Hardy irá fazer agora que foi declarado morto (SPOILER DO CAPITULO FINAL já que estão detonando uma série boa )

  12. Renan Suriano disse:

    Nunca vi um FBI tao inútil e a porra da SWAT tbm…ninguem pega os caras

  13. Alex Camargo disse:

    cancelada

Deixe uma resposta

ss