FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

O indefensável final de Dexter

dexcomeco

[Todo este texto contém spoilers da série] Em seus primeiros anos, a série Dexter nos apresentou um dos protagonistas mais interessantes, pluridimensionais e cativantes da televisão moderna. Dexter Morgan: herói, anti-herói, assassino serial de assassinos seriais e um ser humano confuso, incerto e às vezes maravilhado por sua própria e indefinida natureza. Com mais acertos do que erros, as quatro primeiras temporadas introduziram e desenvolveram personagens, vilões e coadjuvantes que faziam daquela uma produção aguardada e cultuada por muitos.

dextermoser

Ao final da quarta temporada Dexter trouxe o primeiro grande e irreversível acontecimento na vida de Dexter Morgan: a morte de Rita, sua namorada, noiva, mulher e então mãe de seu primeiro filho. Isso era algo constantemente evitado pelo conveniente roteiro que, até então, trazia seu bem mais precioso incólume ao final de cada ano. Daí pra frente, o drama seguiu numa queda criativa vertiginosa, até chegar ao covarde final de série exibido há uma semana pelo canal Showtime.

dextortuoso

Demorei para escrever este texto porque demorei para processar e entender como pessoas presumidamente capazes (e aí incluo roteiristas, diretores, produtores e executivos) conseguiram destruir um personagem tão solidamente construído e em apenas quatro patéticas e totalmente dispensáveis temporadas. Dexter poderia ter acabado logo ali, em The Getaway, o 12º capítulo daquela empolgante e agitada quarta temporada

dextertrinity

Mas após enfrentar e matar Arthur Mitchell, o último grande algoz de Dexter, a série ficou presa a esta já irritante necessidade de ter um “vilão da temporada”, trazendo a frustrante sequência de antagonistas personificada, respectivamente, por Jordan Chase e a turma do barril, Stan Liddy, Travis Marshall (e seu alter ego, o Professor James Gellar, na mais previsível “reviravolta” narrativa da História), Isaak Sirko, Ray Speltzer, Oliver Saxon e, claro, Hannah McCay.

dexoito

A oitava temporada tinha tudo para trazer de volta os elementos que fazíamos ficar na ponta do sofá há seis ou sete anos. Mas esta jornada final começou com um salto temporal que, mais uma vez, convenientemente evitou lidar com fatos importantes e sensíveis como a morte da capitã Maria LaGuerta pelas mãos de Debra. Ainda apresentou um novo e até então desconhecido elemento na vida do serial killer, a terapeuta Evelyn Vogel, que fora responsável por criar aquele código de conduta rígido que há tempos foi abandonado. Começou até bem, mas no final, como vimos, ela não serviu para absolutamente nada.

Tudo isso para quê? Para voltar a desenvolver um personagem que estava estagnado há anos nas mãos de escritores preguiçosos, medrosos e possivelmente travados por executivos que queriam extrair o máximo de dinheiro possível postergando a mesmice da série? Não. A inércia permaneceu, pois mesmo perdendo qualidade narrativa, Dexter ganhava cada vez mais audiência ao transformar-se numa série que o americano médio gosta de ver pelo conforto e previsibilidade de não ter que acompanhar algo mais elaborado – e uma referência a Breaking Bad aqui não é nada injusta ou incabível.

dexterdebram

Por que gastar tanto tempo com filha de Masuka, com o drama doméstico da babá de Harrison e Quinn ou com a volta da insossa e já despachada Hannah McKay, como o grande amor de Dexter? A temporada seguiu por mais uma dúzia episódios sem foco, inseriu às pressas um dos vilões que menos representou qualquer perigo ou sequer trouxe um senso de urgência de toda a série – Saxon – e encerrou-se da forma mais sacana e hipócrita possível.

dexfinal

Nós não vimos o final de uma série. Ora, nós não vimos nem o final de uma temporada. Dexter acabou, mas até hoje não teve um desfecho. No quadragésimo quinto minuto do segundo tempo resolveram matar Debra Morgan – uma personagem que, convenhamos, também já havia perdido a sua identidade pelas mãos dos roteiristas – na rasa, artificial e risível tentativa de enternecer o espectador com uma mal executada sequência dramática num mar digital. Ela foi alvejada por Saxon para Dexter se “redimir” matando-a e livrando-a do estado vegetativo. Oh, que nobre!

dexterfinale

E esse foi o fim de Dexter. 11 capítulos e meio de enrolação para então vermos um grandioso personagem abandonar o filho com uma sociopata, fingir sua morte de uma maneira estrambólica e contradizente com tudo aquilo que a série direcionava e entregar-se ao nada, ao vazio, de forma abrupta e incoerente, torando-se um lenhador num Estado afastado. O fim de Dexter é inexplicável, é indefensável e inaceitável por aqueles que, como eu, conhecemos, assistimos, torcemos e acompanhamos semana a semana um ótimo personagem que foi gradativamente sendo destruído por um texto expositivo, ralo e errático e por interesses comerciais que superaram, e muito, qualquer mérito ou esforço criativo.

É, realmente, uma grande pena.

1star

122 respostas para “O indefensável final de Dexter”

  1. Lilian Sanches disse:

    Perfeita análise.

  2. cfm disse:

    Depois do final de dexter eu senti um mal tão grande, passei mais de semana me sentindo como traído por uma namorada, sendo covardemente abandonado sem razão, até hoje nem gosto de relembrar, ainda não tive coragem de acompanhar outro seriado.

  3. Juan disse:

    O que vocês esperavam pelo final da série?

  4. Renan Armando disse:

    Acho que fui o único que gostou do final kkkkkkk

    A série é sobre um serial killer. Terminar dessa maneira, na minha opinião, não foi nenhuma “loucura”. Talvez tenha gostado por ser um final tão inesperado

  5. Rodrigo N. de Freitas disse:

    Acompanhei as oitos temporadas em oito dias, uma temporada por dia, e obviamente fiquei triste com muita coisa, as quatro primeiras temporadas eu amei (a terceira foi tediosa, mas tudo bem). A quinta foi um chute, o desmerecimento com a Rita foi pra mim um dos pontos mais decepcionantes de tudo o que aconteceu. A sexta deve seus bons momentos, a sétima também, tirando que ver o Dexter virar um fantoche em um amor gritante do nada e por nada foi ridículo. A última temporada como o autor disse foi um descaso total com os fãs da série. Deb morre e Hannah virou a madrasta do ano? WTF!!!. Ainda meu peito doi com esse final, de esperar pelo menos com um final melhor, gostaria do Dex se tornar um mentor como o pai dele (único ponto bom da 8 que foi tirada como tudo de bom que a série representou). Dexter vai ser uma série marcante, mas se alguém me perguntar eu direi ”assista até a quarta, pula pra sexta e assista só alguns episódios da sétima”. Adorei a análise do autor, muito bacana

  6. Rodrigo N. de Freitas disse:

    Sei como é essa sensação hahahha

  7. wallace disse:

    estou de pleno acordo, fiquei completamente angustiado agora com o seu comentário estou aliviado.

  8. Gisele AK disse:

    Eu fiquei muito frustrada pelo incontrolável amor de Dexter por Hannah, não sentia a menor química entre os personagens, soava artificial e falso, não sei se é uma visão enviesada minha pelo apego que tinha à personagem da Rita, mas achei muito estranho ele sequer ter chorado com a morte da Rita e ter se apaixonado tão perdidamente pela insossa da Hannah. E a Debra era uma policial tão dedicada e competente que o final não foi digno de sua participação em toda a série, e qual o sentido de jogar o corpo dela no mar, privando-a de um funeral cristão, e fazendo com ela o mesmo que fazia com seu lixo humano. Como a polícia de miami não descobriu que ele era o Açougueiro assassino que a LaGuerta tanto falava, o nome do Docks não foi limpo, o assassinato da Laguerta não foi elucidado, como a policia técnica engoliu uma cena de crime que não condizia com a verdade? (e o exame de balística?) diria que a bala viria da arma de Deb e a trajetória da bala demostraria de onde veio o tiro. Achei aquilo meio montado na base do ‘pé-de-cabra’ pra eles se safarem, mas não colou. Eu gostei muito de ter acompanhado a série, mas realmente depois da 7º temporada tudo foi caindo vertiginosamente e o final, eu sabia que não seria um mar de rosas, mas não achei que ele abandonaria o próprio filho. Psicopata humanizado no processo? Sera? Ele continuou vivo, mas e seu passageiro sombrio, oq foi feito dele a final? Gostei da analise, sucinta oque eu penso!

  9. Mah disse:

    Muito drama de vocês, obrigada.

  10. Lenington Rios disse:

    somos os unicos que gostaram do final kkkk

  11. .... disse:

    Cada um tem algo que gosta e da um valor sentimental, então não, não é drama.
    Obrigado :)

  12. Roberta F. disse:

    Exatamente isso! Decepcionante o final de Dexter!

  13. Olivia Lima disse:

    O final realmente foi um fortíssimo tapa na cara dos fãs da série. Muitos dizem que ele se tornou lenhador para “se punir”, visto que a mãe dele foi assassinada com uma serra elétrica. Maaaaaaaaaaaaas eu nunca concordei com essa teoria pq se ele é de fato sociopata, não sofreria como um ser humano normal. Em contrapartida, muitos argumentam que ele não era completamente sociopata e, sinceramente, eu acreditei por muito tempo que ele realmente não seria.
    Eu não gostei do final pq não fez justiça à trajetória do personagem e, na minha opinião, não botou um ponto final na série. Contudo, eu não saberia sugerir um final melhor, pois depois da 4ª temporada me senti desconectada da história ):

  14. Julieta Alves De Moraes Filha disse:

    Foi uma decepção o final de Dexter. Uma série carregada de capítulos intrigantes e inteligentes, acabar como se fosse um gibi barato….por favor!!

  15. Olivia Farias disse:

    Também gostei. Acho que as pessoas sempre esperam por um final de conto de fadas, um final feliz. Eu gostei do final, pois mostrou que ele conseguia sentir algo, sentir que a vida de seu filho e namorada seriam melhor sem ele, sei lá, eu gostei, mostrou que ele fez um sacrificio pelo bem de outra pessoa…

  16. Nadia Oliveira disse:

    Concordo com toda a analise!!! O fim me deixou bastante triste… não so pela situação dele virar lenhador woverine… mas poxa pela morte da Debra… não a debra tinha q ter terminado na policia, e matando igual o dex… pra ser animador…
    Ta bom ele era um sociopata… mas era um diferente… matava sempre os sociopata de verdade… primeira temporada muito boa, segunda, terceira, quartaaaaaa noooo a quarta foi tudooooo… final da quarta eu queria gritar de raiva… quinta legalzinha, sexta e setima legal tbm mas a oitava, a oitava nãoooooo debra depressiva, dex apaixonado, pra mim ele tinha que ter matado a Hanna qndo tinha oportunidade, afinal o unico que ele deixou passar foi o Trinity e olha o que aconteceu, ele ja tinha aprendido a sua lição de nunca mais deixar passar ninguem. Valeu, gostei da serie mas o final, foi pessimo!!!

  17. nadia disse:

    me senti assim tbm kkkk

  18. Nadia disse:

    Eu acho que ele ja tinha aprendido a não perdoar mais ngm, desde que ele fez isso com o Trinity, ficou enrolando e perdemos Rita, eu tbm era muito fã dela… Então ele tinha que ter matado Hanna logo em seguida, pra que perder tempo. Deb foi horrivel o fim dela, detestei.

  19. nadia disse:

    Muito drama fazer ele virar lenhador… eu gostava do velho Dex, tirando sangue e guardando na lamina… não considero como drama. E to vendo que todos sentiram o que senti… ou a maior parte, eu senti desgosto daquele fim triste

  20. Gaby disse:

    Falou tudo! E o final foi realmente péssimo mesmo! :(

  21. Gaby disse:

    Depois desse final deprimente, fiquei uns 2 meses sem ver séries no Netflix de tão decepcionante que foi. :/
    A Deb não podia nunca ter morrido. Me senti traída e lembrei quando a Marissa do The OC morreu, rs..
    Esse final acabou com tudo!! Affe

  22. ruthiely disse:

    Análise perfeita mesmo, finalmente alguém me entende!

  23. Suênia disse:

    Também passei muito tempo sem acompanhar outra série, até que encontrei RECTIFY to^acompanhando e gostando muito… super bem produzida.

  24. hully disse:

    Velho Dexter não é um conto de fadas. Quando Deb escolheu dexter no dia em que matou laguerta ela decidiu o futuro dela ali, ela sabia que o fim dela não iria ser legal. E também se dexter fosse pra argentina ser feliz, Deb não iria precisar levar um tiro. Ela teria se matado e ela ja provou isso.E dexter por ser um serial killer diferente, ele decidiu se afastar de todos que ama, e isso foi sim um ato nobre, porque sabemos como é difícil nos afastar daqueles que amamos, e pra ele então que era algo tão novo aquilo. E eu achei legal a dúvida em relação a se ele voltou a matar ou não. Ainda posso me enganar que ele está por aí e pode voltar. Mas não quero que ele volte, sem Deb não será a mesma coisa.

  25. Igor Machado disse:

    Melhor análise que já vi.

  26. Blog S2 Ler disse:

    Descreveu meus sentimentos. Estou atrasada com a série e terminei ontem. Apesar de ter chorado horrores com Deb, senti que fui traída! Ainda estou decidindo se gostei ou odiei o final, mas muitas coisas ficaram abertas e isso me deixou P* da vida!

  27. Anônimo disse:

    Vc falou tudo que eu queria dizer, parabéns pela análise perfeita!!!

  28. Braian Robert disse:

    Lamento por não ter tido momentos mais dramáticos que visavam inocentar Docks e investigar mais a morte de LaGuerta. O final eu gostei, não esperava nada feliz para Dexter, para um Serial Killer. Achei bacana a trágica morte de Debra, drama é isso, só iremos sentir e nos lamentarmos com quem nos apegamos. Apostaria também na morte do Batista, na minha opinião, foi um dos personagens mais legais.

  29. Lais Pegoraro disse:

    eu discordo porque eu todos os episódios ele fez sempre questao de programar seu futuro com o filho ai sofre um surto nervoso abandona com a mulher que é outra sociopata
    fim da serie foi decepcionante, quase nao podia ser pior e decepscinante

  30. Marii disse:

    Eu acabei de ver o final e chorei horrores pela traição hahaha que final foi esse?? Dexter pra mim era um ser mais astuto que tolo. Ele já passou por tantos “quase finais” de uma forma tão mágica e que me deixava incrédula pra do nada ir ao abismo. Pra mim foi uma desculpa ridícula ele deixar o filho (o qual protegeu diversas vezes de gente mais amena que Hanna) com a namorada. Na verdade não há palavras, quem acompanhou sabe o sentimento que é amar Dexter e vê-lo terminar (??) como lenhador.

  31. Régis Prado disse:

    Meu Deus!

    Terminei de ver agora…destruíram o meu seriado favorito!!!!

    Mas que porra fizeram com você Dexter????

  32. Henrique Nunes disse:

    Um final de série com aquelas pontas de “dá pra fazer mais uma temporada, se nós quisermos!”

  33. Paula Rocha disse:

    Já eu acho que sou a unica pessoa que gostava da Hannah…

  34. Morgan disse:

    me sentir assim :/

  35. Ezequiel Moreira Martins disse:

    Lenington Rios Eu achei interessante o final, embora que tenha decepcionado minhas expectativas, não o final em si(que terminou da maneira que deveria ser) mas o enredo da 8 temporada foi broxante eles tinha tudo para fazer uma historia de tirar o folego, com dexter se tornando o próprio algoz da série, virando assim assassino em massa de assassinos seriais(quem viu o promo da oitava temporada sabe o que eu to falando), tendo assim uma caçada de gato e rato entre a polícia e dexter mais emocionante que a dá segundo temporada, fazendo assim cumprir aquela promo do dexter ficando com os olhos ensanguentados(não sei de que temporada e mas aquela promo era foda), e terminar com esse final mesmo o que pessoas pensam era que dexter teria um final feliz devido sua simpatia com o público, mas esquecem que ele e um assassino brutal que mata suas vítimas, mutila seus corpos e joga eles no mar, depois vai pra casa como se nada tivesse acontecido, um serial killer jamais tem um final feliz, para eles a desgraça dos outros e a melhor opção, quem viu esse episodio sabe o que ele falou para o Saxon antes de mata-lo “eu entendi que não posso ser feliz, sempre terá uma estrada de corpos e cabeças atrás de mim”, então pessoal e isso pra quem não gostou me desculpe cada um tem sua opinião, um final de um serial killer e sempre assim uma montanha de corpos em cima dele.

  36. Lucas Ferreira disse:

    Tenho a mesma opinião, eu gostei desse final. As pessoas acham mesmo que Dexter (mesmo sendo um personagem carismático eque conquista os telespectadores) merecia um final feliz? Ele era um psicopata, que causou muita destruição pra várias pessoas. Eu particularmente gostei desse fim.

  37. Jean disse:

    Só tem alguns erros, Hannan é uma assassina sim, mas não uma sociopata, e outra, ela na maioria das vezes só mata pra se defender, não faz isso porque gosta como os psicopatas serial killers. Por outro lado o desfecho do Dexter é questão de interpretação, ele forjou a própria morte, assumiu uma nova identidade e um novo estado, percebesse que não se ligou a mais ninguém, não se preocupa mais em ser ou parecer sociável, isso lhe dará mas liberdade pra fazer o que faz por qualquer lugar sem colocar ninguém em risco, ou seja, Dexter não tem mais fraquezas. Fim de papo!

  38. Jean disse:

    Dexter não é normal e nunca poderá ser, ele não acaba como um simples lenhador, ele apenas se afastou das pessoas de um modo geral pra fazer o que ele faz.

  39. Erico Alexandre disse:

    não consegui dormir nao… preferia nem ter visto….

  40. ggfs disse:

    Realmente lamentável esse final… o que fizeram com a série?
    Ainda bem que vi tudo de uma tacada só e não esperei anos pra esse desfecho mais do que infeliz…

  41. josefino disse:

    Final foi excelente. Sem aquele esperado final feliz.

  42. Miqueias Hipólito disse:

    Haha, é assim que me sinto quando termino uma série, caramba essa sensação é que eu busco, e a sensação de euforia com os finais.

  43. Daiane Monteiro disse:

    Concordo plenamente! Lamentável.

  44. Laura disse:

    E o Harisson gente? O pior nao foi nem ele ter ficado com a Hanna, mas foi ngm ter ido atrás dele kkk como assim? e a avó, o avô, os irmãos, a babá?

  45. João Flores Aguiar Lemos disse:

    Acabei de ver o último episodio e estou de acordo em grau, gênero e número. Final para ser esquecido.

  46. Sérgio Oliveira disse:

    Acabei de ver agora. Realmente não era de se esperar um final positivo pra ele, mas o final foi o pior possível. Eu já tinha ficado mal com Breaking Bad, mas com Dexter foi pior, estou pasmo. A única coisa que não concordo com você foi sobre Hannah, pois gostava dela. Independente do fim, Dexter foi a melhor série que vi, e em breve pretendo ver novamente.

  47. Felipe Pinheiro disse:

    Nem pensem em começar a assistir How i met your mother então… a serie tem seus altos e baixos, a partir da metade da 5* temporada mais ou menos começa a cair bastante… te prendem num enredo que é completamente traído nos episódios finais..te faz ver que ou os roteiristas escolheram um desefecho infeliz, ou te enganaram deliberadamente por te fazerem acreditar em algo que, essencialmente, nunca foi verdade..

    Eu notei sim que Dexter perdeu o fôlego um pouquinho, mas gostei dos episódios finais de uma maneira geral.. torcia pra dar certo entre ele a Hanna…pq o que o ser humano procura no final das contas é verossimilhança.. Fazer parecer que a arte imita,de fato, a vida..ou talvez eu seja mesmo um romântico incurável.
    O fato é que, jamais imaginei que fosse me sentir tão frustrado com o final de uma série como me senti com o final de HIMYM…
    É sentir como te tivesse perdido uma namorada.. ou um amigo
    um vazio esquisito…

  48. felipe disse:

    Assisti hoje o Final do Dexter e Odiei acho que a Debora M não merecia esse fim… e o que foi aquilo com o Dexter??? não teve coragem nem para se matar junto com a irmã….talvez ficaria mas bonito pois a Morgan teve coragem de jogar os dois no rio….

  49. Danielle Cavalcante disse:

    Não concordo. Achei o desfecho perfeito. Se tinha como terminar melhor, não sei, mas foi ótimo. Acho sim que a partir do assassino dos barris a série deu uma decaia, mas com a Debra descobrindo tudo e o surgimento da Hanna voltou a melhorar. Achei o final digno, aliás das séries que eu vi em 2 anos foi a que melhor terminou. Houve suas falhas, mas conseguiram superar.

  50. Nailson Borges disse:

    Eu não concordo que as últimas temporadas foram um desastre, até porque eu achei a 5 e a 7 ótimas, a sétima pra mim foi melhor até mesmo que a quarta que só foi boa nos 4 últimos episódios, o engraçado é que as duas mortes que mais marcaram Dexter na série foram por causa da humanização dele, a da Rita pelo fato dele ter poupado o Trinity, porque poderia aprender como ser um Serial Killer e um bom pai de família, e a da Deb porque ele decidiu deixar a justiça cuidar dele (isso não fez sentido), já o final sim foi desastroso, Ele não merecia um final feliz, mas o filho dele merecia, ele acaba perdendo a mãe e pensando que perdeu o pai e vivendo com uma sociopata. coitadinho do Harrison :( .

  51. Fernando disse:

    Ao assistir a todas as temporadas, posso fazer uma avaliação de Dexter, as pessoas criticam as temporaradas subsequentes a 4 temporada, mas se for pra avaliar friamente, a pior temporada foi a terceira temporada (em minha opinião). Acho sinceramente, a 7 temporada como uma das melhores, em termos de enredo. Ainda digo, que Dexter sempre seguiu o mesmo padrão de qualidade, mas após uma 4 temporada espetácular, todos esperavam temporadas nesse nível de qualidade. Saio em defesa de Dexter, por achar que mesmo n mantendo o nível da 4 temporada, conseguiu manter o nível das anteriores ou até melhor.
    Lembro-me que muitos dos pontos críticados, era o fato de Dexter se envolver rapidamente após a morte de Rita. As pessoas parecem esquecer que o cara é um pisicopata onde pensa apenas em si mesmo. Essa mania de humanizar Dexter, que prejudicava o seriado.
    Quanto ao final, achei muito legal e inesperado, pois ele percebeu que estar com o filho e com a Hanna, mais cedo ou tarde traria problemas a eles. A morte de Debra poderia ter ocorrido antes, pra vermos como séria a reação de Dexter de forma mais rápida, único grande ponto falho (minha opinião).
    Enfim, Dexter terminou como tinha que ser, sozinho como um lobo solitário.

  52. Simone Carvalho Galassi disse:

    Terminei de assitir a série agora e senti o mesmo. O final foi destrutivo, acabou comigo.

  53. Miguel disse:

    Um final que eu estava esperando, era o dexter ser pego pela policia ou ser assassinado, debra ficava com Queen no final e cuidava de seu filho, e Hanna nem se quer ter aparecido na série novamente…Esse final que colocaram foi lamentavel, me deixo mtt na especificava, eu achei meio sem sentido ele matar a Debra, me fez ter raiva dele pq a Debra ja estava encaminhada e ficar com o Queen e ele vai e mata ela? Deixa o filho com uma sociopata qualquer e pronto?

  54. Kamila Kelly Silva disse:

    eu gostei muito do final mais algo que nao gostei foi o filho do Dexter ter ficado com a Hanna poxa porque nao poderia ter sido outra pessoa …aliais porque mataram Debra um personagem otimo que na minha opiniao nao foi bem aproveitado… o filho de Dexter deveria ter ficado com Debra e nao com a Hanna uma estranha isso foi muito louco …..eu ja imaginava que Dexter nao teria um final feliz ….desde o inicio e na 4 temporada entao quando Rita e encontrada morta na banheira coberta de sangue por Dexter dali eu ja sabia por mais que ele tentasse viver uma vida normal formasse familia ele nao consegueria equilibrar sua humanidade e o Serial Killer….eu voltei a mesma linha de pensamento Dexter nunca vai poder viver uma vida normal comum ser feliz ….por causa do serial Killer que existe dentro dele ; ele mata pessoas de forma brutal , mutila seus corpos , e joga no mar e sua reaçao e como se fosse normal ele volta para casa como se nada tivesse acontecido…o rastro das mortes que ele causou seguiria ele para onde ele fosse ….como ele poderia ter um final feliz …seria impossivel …..

  55. Kamila Kelly Silva disse:

    eu nao gosto da Hanna nao tambem…mais nao achei que Dexter nao tenha sentido a morte de Rita ele sentiu sim….e como sentiu ele a amava ….demais …ele pode nao ter chorado porem a morte de Rita o transtornou ele saiu de sim o que dizer de Dexter tirando o filho da poça de sangue de Rita essa cena me deixou muito triste …..

  56. Elis disse:

    Acabei de ver o final e odiei. Horrível.

  57. Lu disse:

    Acabei de assistir a série ontem e estou sentindo um grande vazio. Parece loucura?!
    O fim merecia algo mais planejado, parece q foi feito as pressas, sem originalidade.
    Entendo o fato dele se afastar do filho e da Hanna ( alias, química zero entre eles), mas matar a Deb? E pq jogá-la ao mar?
    Triste!

  58. Chaienne Costa disse:

    Acabei de assistir… Não existem palavras para expressar minha indignação e tristeza, o Dexter era real na minha vida, e na de muitas pessoas também, foram anos para alguns, para mim foi mais intenso porque assisti 8 temporadas em 3 meses, o que esses preguiçosos fizeram, foi acabar com todo um sentimento que nós construímos, acabaram com qualquer alegria que eu tinha em ver a série, que raiva, que tristeza.

  59. Juliana disse:

    Não achei ruim,a serie perdeu um pouco da emoção, sim…algumas coisas não foram previsíveis como a morte da Debra ou o Harrison não ser como o pai,e outras coisas também foram sem sentido como a filha do Masuka e a Dr.Vogel,porém o final já era de se esperar,Dexter é um serial killer e já havia previsto que seu fim não seria nada bonito ,só estávam adiantando o inevitável.

  60. Mitsukan disse:

    ñ curti o final.

  61. Denise Koch disse:

    pior final de serie ever, e olha q eu continuo amando e revendo sempre,até a sexta temporada no maximo, mas o final, foi totalmente sem nexo, dexter deu a vida pelo harrison e me entrega pra outra serial? e vai pra onde? viver onde?totalmente sem nexo

  62. Bruno Troiano Gym disse:

    bom … eu gostei muuuito do final. Aliás de todas as temporadas. A morte da Deb foi essencial para que dexter percebesse que suas tomadas de decisões referentes a sua condição de vida sempre irão afetar as pessoas mais próximas. o que justifica ele ter deixado o filho, até porque, Dexter sempre deixou o filho correndo riscos para saciar sua vontade de matar, depois da morte da Deb obviamente seria muita ilusão ele ficar feliz para sempre ou morrer. a vdd é que ele estar vivo para vcs é um lixo, mas se fosse real a culpa e solidao seria o pior castigo para Dexter,

  63. Giovanna disse:

    Eu acabei de terminar a série e ñ consigo parar de chorar por causa da Deb :(
    e o final foi uma traição total :/

  64. Leticia disse:

    Muito contraditório o “desfecho” de Dexter. No começo até a quarta temporada me empolguei, queria assistir mais… e mais. Depois foi ficando cansativo e redundante.
    Concordo com sua análise. Me decepcionei com esse final sem sentido. Eu gostava da Debra. Ela terminar como as vítimas de Dexter, no fundo do oceano? Que p… é essa?

  65. VINICIUSANDRADE disse:

    É TRISTE UMA SERE OTIMA IR PARA O BOEIRO POR CAUSA DE ENGRAVATADOS

  66. Clysmare disse:

    Foi frustrante o final de Dexter,toda uma expectativa pra nada..fala sério viu, não
    podia ter sido pior….

  67. Jaques Leite disse:

    Boa!!!

  68. Gê Neto disse:

    Boa tarde a todos, concordo com sua análise parcialmente, pois a serie tinha sim grande potencial para ter decorrido muito melhor nos episódios finais, mas mesmo assim pude observar que o autor deu margem para que o espectador criasse um final individual imaginário para Dexter. No meu entender Dexter não forjou sua morte, pois ele sempre deixou bem claro que Debra era seu porto seguro a linha tênue que ligava ele a sentimentos humanos reais. O Desfecho final me levou ao entendimento de que com a morte de Debra ele resolveu sim eliminar a sua própria vida indo de encontro ao centro do tornado, de onde seria humanamente impossível escapar. Como a psiquiatra Vogel havia dito a Dexter os psicopatas são demograficamente necessários, “uma obra prima da natureza” abrindo margem para que a tentativa de suicídio de Dexter não tenha sido aceita pelas grandes leis forjadas pelo universo, na visão da mesma. Fechamento da ideia Dexter não teve exito na tentativa de dar cabo a sua própria vida, indo parar em uma outra região remota do planeta, onde ele poderia começar tudo outra vez. eu ia adorar : )). Amor sem fim pela serie, que teve sim, um final apressado mesmo assim um bom final !

  69. Maria Fátima de Sá Abrantes disse:

    Amei a Série Dexter! Espero continuação !

  70. Francy disse:

    Eu discordo muito, gostei bastante quando continuou a série depois da quarta temporada, eu não gostava muito da Rita mesmo, pouco me importava a morte dela, NUNCA que deveria ter acabado ali, se tivesse acabado que eu teria odiado e teria trilhões de coisas em aberto. Depois teve seus pontos fortes e seus pontos fracos, porém mesmo com alguns pontos fracos pra mim continuou sendo uma ótima série e o personagem Dexter continuou sendo ótimo, pois ao contrário de que muitos pensam ou queriam, psicopatas tem sentimentos sim, só são incensíveis e confusos, não deixam os sentimentos causarem impacto nas suas vidas como o Dexter conseguiu deixar causar, ele conseguiu ser diferente e único como a Evelyn disse, ela serviu para mostrar isso a ele. E é bem lógico ele querer se afastar das pessoas que ama para não deixá-las correr perigo, até porque todos morreram com uma parcela de culpa dele, ruim mesmo foi a morte tosca da Debra, como que um agente seria tão mal informado e não iria saber que o Saxon estava sendo procurado, quis soltá-lo tão rápido? Isso foi bem cagada de novela. Ela não deveria ter morrido, e se quisessem que ela morresse mesmo ela tinha que ter morrido de uma forma bem melhor. Eles não erraram em mostrar sobre os outros personagens, eles eram bons também e conseguiram tirar proveito deles de forma satisfatória. Dexter foi muito bom!

  71. Francy disse:

    Quanto o amor do Dexter depende da pessoa de gostar ou não, eu não gostava da Rita, mas ele sentiu sim a morte dela, a diferença foi que ele estava descobrindo que podia amar. Eu gostava e não gostava da Hannah, mas por ela ter matado pessoas também ele se identificou e se abriu como ele nunca iria se abrir com a Rita e é por isso que estava apaixonado, ele sempre quis alguém para se abrir e não fingir nada. Quanto ao final da Debra, não foi nem um pouco digno mesmo.

  72. Francy disse:

    Disse tudo!

  73. Daniel Lopes disse:

    Minha decepção com a sequência e desfecho de Dexter é tamanha que, acreditem, não quero ver o último capítulo. Mesmo assim, achei a construção das personagens muito boa! A tentaiva de Dexter, de abandonar seu “passageiro sombrio” durante as temporadas finais foi muito bem construída, bem como as consequências que Debra carregou consigo após a morte de LaGuerta. Minha insatisfação ficou por conta do inexplicável Saxon e pelo final covarde e ganancioso (porque claramente tentaram preservá-lo para uma provável continuação). Que venha Narcos!

  74. marcos vinicius fan disse:

    A única pessoa que Harrison afirmou amar além de Dexter foi Hanna, sem falar ser a unica pessoa que conhecia realmente seu pai, o seriado tem um protagonista que é Dexter logicamente, Debra é um subterfúgio para o que vier a acontecer com ele, sua morte causou tanta dor ao irmão, que ele desejou não ter mais sentimentos, ele mostrou todo seu amor, quando decidiu abrir mão de quem mais amava, Hanna e Harrison.

  75. Eduardo Henrique disse:

    Eu amei o final.

  76. Eduardo Henrique disse:

    Também amei o final. E diante do psicológico dele e do que aconteceu com a Debra era o que eu esperava.

  77. Eduardo Henrique disse:

    Eu amei do início ao fim. Penso que o final foi de uma maestria sem fim e ainda borbulha nas nossas mentes. Quem sabe um dia volta, como vai voltar Prision Break.

  78. Eduardo Henrique disse:

    Enfim alguém que entendeu a série. Parabéns!

  79. Eduardo Henrique disse:

    Gente o problema está na análise de quem assiste, tem que interpretar. Em todas as temporadas o que sempre atrapalhou ele foram as relações humanas, se apegar à alguém. E ele se isolou e agora não tem nada que o impeça, ele faz o que quiser; matar ou não.

  80. MarcoLakers disse:

    Acabei de terminar a oitava temporada e estou muito puto.
    Por muito tempo durante a oitava temporada eu estava puto com a Debra, entretanto, não era para ela morrer. Pqp, o final dela foi indigno.

    Adoro a personagem Hannah, discordo da parada de ela ser uma sociopata, ela simplesmente matava para se proteger. Ela extraia o que tinha de melhor no Dexter.

    Achei a oitava temporada mais fraca que as anteriores, a humanização do personagem a partir da quarta temporada foi muito bom, tivemos um ponto de vista diferente do ser humano Dexter e ele me agradou bastante. O problema realmente foi o final….

    Não gosto de finais felizes, mas o Dexter merecia um final “feliz”. Pelo choque da morte da Debra ele abandonou tudo de bom que ele tinha conseguido e todos os seus pensamentos e convicções que foram se formando ao longo das últimas temporadas. Ficar com a Hannah e o Harrison seria o melhor final.

    Acabar daquele jeito não foi bom para o personagem que se tornou Dexter. Enfim, muito puto.

  81. Alice Marques disse:

    Leiam os livros galera, são melhores.

  82. Vitor Saturno disse:

    Eu super concordo cm vc, já faz dois meses q terminei de assistir e ainda ñ conseguir superar aquela bosta de final. E quando li sua analise me deu vontade de chorar cm o deprimente desfecho de Dexter, e achei uma falta de respeito o q os produtores fizeram cm os fãs.

  83. Natascha Martins ☮ disse:

    O final de HIMYM foi bem melhor do que Dexter. Não ouse comparar. Quel gostava de Barney e Robin ficou revoltado, mas o final foi bem dividido em questão de ser bom ou ruim. dexter não há uma pessoa que fale que foi bom

  84. JEANE PINTO disse:

    CONCORDO PLENAMENTE. DECEPCIONANTE!!! FIQUEI COM RAIVA DE TER PERDIDO MEU TEMPO ASSISTINDO UMA SÉRIE QUE PENSEI VALER A PENA. A HISTÓRIA É FASCINANTE, ME PERDIA NA HORA E TEMPO, ASSISTINDO. POR FIM, ACABAR DESSE JEITO!!!! COMO DIZ NA MINHA TERRA, ” FIQUEI ARRETADA E DECEPCIONADA”

  85. Flávia Barcellos disse:

    As pessoas não gostam do final de HIMYM porque foi o que ninguém esperava. Eu mesma estava no time dos que odiaram, hoje, assistindo novamente que tudo se encaixou perfeitamente e o final faz total sentido com todas as deixas que indicavam que isso aconteceria e nos passou desapercebido, só mudaria o foco da nona temporada porque aquilo sim não fez sentido. Dexter desconstruiu o personagem mais complexo dos últimos tempos e acabou com a identidade da história. Uma verdadeira decepção.

  86. THAIST disse:

    ai que odio, prei de ver a prtir do momento em que a rita morre, pois o tempo inteiro no finalzinho ele seguiu o Arthur ai do nada ele matou a rita, deixou ele como um tolo

  87. Janaina Barboza disse:

    concordo com sua analise, odiei o final da série! Adorava o Dexter, achava o fascinante mas o final foi decepcionante demais. Aquela Hannah foi a pior personagem que apareceu , não consegui ver química nenhuma entre ela e dexter, ele deveria ter matado aquela idiota. O final de débora foi indigno
    e o filho dele ficar com Hannah totalmente se noção. Enfim ferraram com tudo…

  88. Iori Yagami disse:

    eu devia te parado na 5°Temporada perdi minha vida vendo isso

  89. Iori Yagami disse:

    ve Breaking Bad voce vai fica melhor

  90. Ygor Mesquita disse:

    quando eu comecei a assistir a quinta temporada de Dexter, me soltaram um falso spoiler de que o dexter era descoberto e morria na ultima temproada. Isso, obviamente, me deixou muito mal, então eu tentei aproveitar cada episodio com ele vivo, pra dessa forma ele se tornar esse personagem memorável que ele é pra mim hoje. então na ultima temporada eu fique aflito o tempo todo, e ficava pensando “é agora que a casa caiu pra o dexter!” “dessa ele não escapa!” mas no final das contas, ele fez tudo o que parecia impossível, ele conseguiu forjar a morte dele sem deixar nenhuma suspeita de que um dia ele foi um assassino. eu esperava o pior para o dexter, mas o desgraçado conseguiu mesmo, e quando eu vi aquela cena do dexter com a barba grande eu pensei com um sorriso no rosto “que filho da mãe!”. o final dessas séries sempre são trágicos, vcs se lembram de breaking bad? quase nunca as coisas terminam bem pra esse tipo de gente. Eu gostei do final, talvez o falso spioler tenha ajudado pra o final ter sido tão supreendente e inesperaod pra mim, mas é como as pessoas dizem né? “tem jeito pra tudo, menos pra morte” , e se ele ficou vivo, podem ter certeza que ele vai pegar esse tempo afastado pra pensar e logo vai recomeçar a sua vida com a hanna e o harrisson. Se ele não tivesse forjado sua morte, talvez a policia estivesse caçando ele a hanna até hoje.

  91. Snaake disse:

    Cara, na verdade, gostei muito, por que a série terminou de uma forma muito inesperada, abrindo caminho pra possível e já citada nova série do Dexter. As coisas nem sempre têm que ser “fanservice”. Se tudo fosse ótimo e como queríamos nas séries, não iria acontecer nada surpreendente. Achei muito bom.

  92. Giselle Azevedo disse:

    Falou tudo oq eu pensei da série. Comecei a ver recentemente. Estava empolgada até o capítulo em que a Rita morre… Dexter devia ter terminado em um episódio anterior. Depois daquele foi só enrolação. Nem tive paciência de assistir direito e fui pulando, pulando, vendo só uns trechos e resolvi ir direto pro último capítulo. Lendo seu texto, vi q não estava enganada sobre a opinião q tive, de q a série tinha parado na 4ª temporada. Blza que a Debra descobre sobre o Dexter e tal e parece q teve um episódio em q ela se apaixona por ele, não foi? Mas tirando isso, só lorota e mais lorota e um fim brochante, decepcionante. Dava pra perceber até que os próprios atores não estavam gostando de como tinham que agir. Dexter devia ter sido só 4 temporadas mesmo.

  93. Mariana disse:

    Dexter: de açougueiro a lenhador. Pelo menos terminou cortando alguma coisa.

  94. Luciano Moreira Teixeira disse:

    Terminei de ver hoje a série. Realmente a série foi extremamente foda com seu ápice na 4a temporada, a morte da Rita foi impressionante, algo inesperado. A 5a foi a mais fraca e as demais mantém a narrativa empolgante. O que comprometeu foi o código de Harry ter sido jogado no lixo, desconstrução do conceito de Serial killer, desconstrução da personagem Debra Morgam. Mas vejo que o pessoal não gostou do fim mais pela morte da irmã do Dexter. Como fizeram cagada com a personagem desde o fim da 6a temporada, achei a morte dela como algo plausível. O lixo foi feito antes do fim. Mas mesmo assim Dexter continuou me prendendo até o fim, estou me sentindo órfão, algo que não acontecia desde Breaking Bad.

  95. Guilherme disse:

    Gostei muito de sua análise, pois expressa exatamente meus sentimentos de tristeza e decepção ao ver uma série que acompanhei por 8 temporadas e um total de 96 episódios acabar de forma tão grotesca e tediosa. Realmente podemos perceber que os diretores e roteiristas responsáveis por produzir a série se perderam totalmente a partir da sétima temporada, isso é um desrespeito não só com os fãs mas também com o próprio Dexter, que é um personagem tão querido e marcante.

  96. Yara Kalil disse:

    Obrigada por este brilhante comentário, lavou minha alma!

  97. Willian Lima disse:

    Pensei que acontecia apenas comigo… ahahah… Parece que está faltando algo após terminar Dexter. É assim mesmo?

  98. Rodrigo Castello disse:

    Nada ta bom pra ninguém. A verdade é que a série era tão boa que as pessoas sentem ódio por ela ter acabado

  99. Michael disse:

    Eu estou mais triste pela série ter acabado, eu só fui terminar Dexter agora, sempre tenho medo de terminar séries, por isso demoro tanto tempo para finalizá-las. Esse final não foi bem um final para mim, eu queria que Dexter continuasse, queria poder ver um super final e ao mesmo tempo não ver (contraditório?), eu não sei… Sou muito fã dessa série, não sei como seria um bom final, talvez Dexter ter ido para a argentina e ter recomeçado uma nova vida… Mas aí já seria uma outra série, já que Dexter é uma série sobre um serial killer. O ponto mais chocante da série foi quando a Rita morreu, na 4 temporada, e o Trinity foi o melhor vilão dessa série (na minha opinião). Enfim… Dexter foi a melhor série que eu assisti, e eu não era de assistir séries, eu comecei a acompanhar outras séries graças a Dexter. Foi bom enquanto durou, nunca vou encontrar outra série que eu goste tanto.

  100. Luciano Moreira Teixeira disse:

    É isso mesmo, chapa. Neste momento estou de boa. Mas senti um gostinho de luto por duas semanas.

  101. Débora Lima Valente disse:

    Dexter quando passou a sentir emoções, não conseguiu aguentar tanta dor ao perder a irmã, pois nunca havia sentido algum sentimento perto desse. Imagina viver sem emoções, desacostumado a sentir a vida inteira, e quando sente, é obrigado a aguentar uma das piores dores que existe, perder alguém que se ama… mas, o filho foi a única coisa que ele amou e protegeu de tudo o tempo inteiro, e Debra e Hanna, as outras únicas pessoas que ele amava já estavam cientes da pessoa que ele é, elas não se machucariam mais, e até poderiam o ajudar nos próximos assassinatos de assassinos. Então, ele já tinha um filho, uma namorada que amava e que o amava e uma irmã. Não precisaria mais buscar um amor, ou arranjar um filho (coisa de “pessoas normais”). Pronto, família “completa” pra se viver bem, sem machucar mais ninguém, e poderia continuar matando,pois as únicas pessoas que importavam pra ele, e o amavam sabiam como ele é e o aceitavam, só teriam que esconder do Harrison mais tarde, mas, quem escondeu da polícia a vida toda, conseguiria esconder do filho, talvez, ainda mais com ajuda das meninas. Até a Debra, por fim, já havia aceito a Hanna.
    Então, acho que o final poderia, sim, terminar de outra forma muito mais digna do personagem e do seriado em si. E pra mim, muita coisa ficou sem terminar… como ficou o Quinn? Como descobriram que a Debra sumiu do hospital do nada? Entre outras coisas… Ele narrou a séria inteira e o final não mereceu uma narração, uma despedida desses 8 anos? Terrível, terminei ontem e ainda to mal.

  102. Débora Lima Valente disse:

    Breaking Bad é tão bom quanto :D Recomendo muito ^^

  103. Roger Nitter disse:

    É decepcionante acompanhar uma série que tinha tudo para ser uma das melhores séries já produzidas até hoje, e perceber a sua decaída até o ridículo desfecho final. O último episódio foi uma traição à todos que acompanharam a série. Lamentável.

  104. Márius Costa disse:

    Sem palavras para o final dessa série. Ensaiei digitar aqui umas 4 vezes esse comentário, mas a cada tentativa eu fico ainda mais consternado com tudo que aconteceu.

  105. Vitor Ferreira disse:

    cara eu to igual a você neste momento.

  106. Diego Albuquerque disse:

    A minha opinião é quê no final não é o Dexter. E sim, o Harrison. E que sim, uma possível continuação igual o Prison Break (sem motivos algum).

  107. Henner Benevides disse:

    Concordo plenamente Bruno Carvalho. Uma pena ter acado dessa forma!

  108. Liliana disse:

    Magnifico, também pensei a mesma coisa, a pior forma que ele poderia acabar, sem Deb, Hanna e o filho. Numa dor inacabável, apesar de amar o Dexter e ter torcido por ele. Acho que o autor quis mostrar isso mesmo. Ele acabar sem os 3 foi a pior forma de sofrimento para ele.

  109. Tio Cley disse:

    CONCORDO ABSOLUTAMENTE. EU OUVIA falar muito de Dexter desde 2009. Não dei importância. Achava que era uma série chata. Com acesso à Netflix agora, em 2017, decidi ver a primeira temporada de Dexter só por curiosidade. Não parei mais. Porém, estou puto com o desfecho. Porra, é como se pegássemos um aparelho complexo, cheio de funções e aplicações, como um notebook, e jogássemos ele fora, numa caçamba de lixo de uma esquina qualquer. Pegaram um personagem foda e todos os elementos que construíam ele e jogaram fora, abandonaram-no num final completamente vazio, simplório, elementar e bosta. Dexter buscava se livrar da alexitimia (um tipo de “sentimento da falta de sentimento”) causado pela psicopatia. Ele passou 8 temporadas em busca de sentir o que os outros sentem. E conseguiu. A vida de Dexter era estruturada numa trama perfeita, bem consolidada. E, de repente, toda aquela trama super elaborada e consolidada, tipo um banquete gourmet VIP, torna-se um arroz com feijão requentado. A série já vinha sofrendo derrocadas, mas eu esperava que o final a salvasse. A impressão que eu tive é que os roteiristas pensaram tanto em salvar a série num final impactante, que exageraram, passaram do ponto. Para mim, na verdade, o que salvaria a série seria optar pela simplicidade. Resumidamente: a Hannah é sensacional, mas seria mais adequado a Lumen voltar, eles ficarem juntos, Dexter continuar em Miami, Deb continuar viva e bem sucedida na polícia e Dexter ser promovido por um órgão secreto do governo como caçador de serial killers. Pronto. Me sinto mal também pelo desfecho de merda da série. Nem sinto saudade dos episódios anteriores porque tudo foi definitivamente jogado na latrina por causa do final.

  110. Tio Cley disse:

    Eu pensei que fosse só eu. Ufa. É mesmo um luto. Eu queria que eles, pelo menos, lançassem um final alternativo, mais otimista.

  111. Tio Cley disse:

    Eu quase parei na morte de Rita também. Rita era uma figura de mulher que eu gosto: serena, boa mãe, sorriso lindo… Um segundo sol no amanhecer. Mas eu continuei e me arrependi. O final é ridículo.

  112. Susi Lima disse:

    Bem assim… decepcionada

  113. Claudia Calo disse:

    Meu amigo, pensa numa pessoa frustrada. Eu fiquei sem ação… Em 30 dias eu vi as 8 temporadas e senti exatamente o que descreveu. Alias eu achei esse texto porque não me conformei com o final e vim procurar alento, pensei que apenas eu sentia o que foi retratado aqui… e agora pergunto… fazer o que?

  114. Ane Souza disse:

    Achei o final extremamente triste. Comecei assistir a série mais ou menos a uns 2 meses e pouco. Terminei hoje. Tô pasma! Chorei e não consigo parar de pensar nisso. Pra mim foi extremamente triste ver a Deb morrer. Querendo ou não foi realmente o Dexter que acabou com a vida dela. Ela passou por muita coisa por conta dele e mesmo assim ainda o salvou quando tentou terminar com suas vidas. Ela vivia por ele. Eu fiquei realmente chocada com a cena do hospital, com o desligar do aparelho, com ela terminar no mar então nem se fala. Pior do que a pessoa morrer de uma vez é acontecer o que aconteceu com ela. Depois de tudo, ficar ligada a aparelhos pelo resto da vida. Nossa! Não sei o que eu esperava. Talvez ele cuidasse dela pra sempre, sei la. Talvez ficasse com Hannah, ela acabasse encontrava e presa e ele ficasse com o filho e a Deb doente, sei la. Mas a Deb de qualquer forma nao merecia ficar naquele estado, nem morrer. Tô até agora remoendo isso. Por mais que eu desejasse um bom final pro Dexter, quem tá mais me afetando é o desfecho da Deb. Eu sinceramente nao sei o que esperava do final, só sei que achei triste demaissssss. E agora, depois de tanto esforço, de ver que ele era diferente dos outros psicopatas, que ele tinha sim sentimento, ele abandonou tudo pra viver um nada. Voltou a estaca zero. Voltou pra vida mizerável. Tudo o que ele evoluiu vai atacar ele por toda a vida. Agora ele vai sofrer por saber que ele nao é mais um monstro como se achava desde o início. Agora que tem consciência de que ele também é bom, de que realmente gosta das pessoas, ele “vai” sofrer extremamente. Antes não fazia diferença, mas e agora? Não tem como não ficar com dó dele. Dá pra imaginar o quanto a vida dele vai ser desgraçada dali em diante. Ele largou tudo o que conquistou e vai ser uma pessoa triste até a morte. Meu, que final irritante. :( eu me apego demais aos personagens. Sofro como se os conhecesse.

  115. Ane Souza disse:

    mas e o filho?????? ele amava loucamente o filho. Todas aquelas cenas dos dois juntos. Nao é possivel que ele tenha conseguido deixá-lo. Que sofrimento. Ele era humano, ele sentia amor sim.

  116. Wesley Alves disse:

    Eu acho que sou o único que aplaudiu o final da série, ele era um psicopata e se safo de tragédias por diversas vezes, ao longo das temporadas. As pessoas criticam por que querendo ou não queriam um final feliz, e devido a vida que o Dexter contruiu era praticamente impossível ter esse tal final feliz. Ele passou durante toda as temporadas com uma vida cheia de dúvidas, sobre quem ele realmente era, o que aconteceu foi que no último episódio ele se entregou a esse seu verdadeiro eu. Adorei o final da série, a melhor que eu já assisti disparado, o que mais retrata a vida real, sem muitas fantasias. E devido ao desenrolar da série em todas temporadas. Seria impossível esperar um final diferente, estão dispersos quem se decepcionou, não entendeu em nada a essência dessa série.

  117. Lipe disse:

    Q final ridículo gente, depois de tanta proteção a irmã, lutar para n perde la, conseguir isso, depois de mostrar o seu lado bom, que ama a irmã, o filho a namorada, a namorada se tornou uma pessoa melhor, abandona tudo, a namorada o filho e termina de matar a irmã e ainda ficou vivo pra q?

  118. Alisson Fernandes disse:

    As pessoas buscam sempre finais felizes, porém nem tudo é lindo como parece. Eu achei o final muito f#da. Para deixar muitos frustados e muitos em êxtase.
    Grande serie, ao final deu uma saudade dos personagens. Aprendam a apreciar finais tristes. Vlw Flw

  119. Fabricio Bento Silva disse:

    Credo que série lixo kkkkkkkk

  120. João disse:

    Exatamente assim que me senti cara !

  121. Robson Dos Santos disse:

    Eu achei a oitava temporada tão insossa, tão chata e tão sem profundida que eu não consegui terminar e hoje, depois de quase 1 ano que dropei da série resolvi ir em busca do final e bem, que bom que não terminei de assistir, foi pior do que eu imaginava…

  122. Otto disse:

    Só agora vi o final da temporada de Dexter e a análise acima está correta. Subestimaram nossa inteligência e sensibilidade. Dexter merecia um desenvolvimento melhor das temporadas seguintes e um final mais competente. Mas valeu a história do anti-herói.

Deixe uma resposta

ss