FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

Diário de Hollywood: uma tarde com Jay Leno e Jimmy Fallon

diariohollywood

O Ligado em Série continua em Hollywood e, por coincidência, pegamos a última semana de Jay Leno no comando do Tonight Show, programa que ele apresenta desde 1992 e que agora vai para as mãos de Jimmy Fallon. Na NBC o Tonight Show with Jay Leno é exibido em rede nacional às 23:35 e o Late Night with Jimmy Fallon às 00:35. A troca deixa um clima de suspense pairando no ar por tudo que já aconteceu, ainda que Jay e Fallon sejam amigos.

leno2

Todo o processo para assistir a um talk-show começa no site da atração, onde você deve pedir um ticket gratuito (no Leno não haverá mais, claro). Se você for sorteado, eles te mandam um e-mail com o código e as informações do dia e hora e local das gravações (no caso do Tonight Show, nos estúdios da NBC em Burbank). O mais estranho é que eles distribuem mais confirmações do que o auditório comporta e deixam bem claro no bilhete que, mesmo com a confirmação em mãos, você pode acabar sequer entrando e não há nada o que fazer. Há também a opção de entrar na fila stand-by de última hora, onde lugares vagos – deixados por convidados ou pessoas confirmação que não compareceram -, são preenchidos para garantir a lotação (e as palmas que são exigidas da plateia). As chances de conseguir entrar assim são ainda mais remotas e o interessado precisa pegar o ticket stand-by pela manhã e retornar à tarde para ver se teve sorte ou não. Hoje nenhum stand-by entrou.

Com a confirmação em mãos para duas pessoas, fui (eu e Aline) para Burbank, nos arredores de Los Angeles, 1h30 antes do horário de check-in, marcado para 14:45 da tarde. Chegando ao local (uma área cercada por grades do lado de fora do estúdio) a primeira surpresa: já estava lotado. A fila formada de forma civilizada rapidamente ficou tumultuada quando um page (tipo o Kenneth de 30 Rock) foi avisar que, por ser a última semana, havia a chance de muitos ali com a confirmação em mãos ficarem de fora e que quem não quisesse arriscar deveria simplesmente dar o fora dali. Sim, curtos e grossos. Muitos reclamaram e contestaram, mas de fato estava escrito que a confirmação não garante entrada. O estúdio 11 tem capacidade para 385 pessoas, sendo que cerca de 200 eram “convidados” da emissora que não precisaram passar pelo processo de check-in. Havia, então, uns 185 lugares estimadamente “vagos” e a nossa senha era a de número 170. Após algumas horas sendo movidos de um estacionamento gelado para outro, eu e Aline fomos os últimos dois a serem chamados de um grupo que ainda tinha mais umas 50 pessoas atrás de nós.

jayjimmy

Foi sorte. Precisavam de dois lugares separados na primeira fila e, por isso, acabamos assistindo ao programa nos melhores lugares do auditório, com direito a cumprimentá-lo na entrada. Veja abaixo as imagens do “pit” onde eu e a Aline, após quase quatro horas de espera, conseguimos cumprimentar o Jay Leno em um de seus últimos shows:

tonightshow01

Como já contei aqui no site, toda a gravação é feita de forma ágil e praticamente sem nenhum corte (apenas algumas pausas para reposicionamento de câmeras). Mas a grande atração do dia era ver Jay Leno “passando a tocha” para Fallon. E o clima realmente estava estranho. Jay vem há semanas fazendo piadas com a NBC e com o fato da emissora ter “encerrado compulsoriamente” seu contrato seis meses antes do esperado, para lançar Fallon durante os jogos olímpicos de Sochi. E lá estávamos, testemunhando os últimos dias do sujeito, o último quadro “Headlines” etc. Ele estava visivelmente abatido e melancólico quando apresentava retrospectivas de seus antigos quadros. Nos intervalos ficava sentado em sua mesa encarando o nada e apoiando a cabeça na mão. Não era o Jay Leno ativo e brincalhão que vi em 2009 em minha visita ao The Jay Leno Show.

Quando Fallon entrou o auditório se mostrou bem animado e ambos brincaram com a possibilidade de Jay “passar a perna” em seu sucessor de novo. A entrevista durou dois blocos, com direito ao quadro “Thank You” do Late Night, piadas sobre a transição dos programas e muitos agradecimentos mútuos. Pelo visto dessa vez vai. Em seguida a atriz Betty White (Hot in Cleveland), que acabou de completar 92 anos, entrou para relembrar todos os apresentadores do Tonight Show que conheceu (Steve Allen, Jack Parr e Johnny Carson), embora sequer mencionaram Conan. Fallon também ficou no estúdio até o fim, como é costume na atração. A convidada musical foi Bonnie Raitt e em pouco mais de uma hora o programa estava gravado e pronto para ser exibido na costa leste. Ao final, Fallon foi pessoalmente falar com a plateia e tanto eu quanto a Aline conseguimos cumprimentá-lo e trocar algumas palavras. Desejei sorte no programa, que agora voltará para Nova York a partir do dia 17, e ele foi muito gentil e receptivo. Se alguém tiver alguma visita planejada à cidade, corra ao site do Tonight Show starring Jimmy Fallon (tiraram o “with” e retornaram com o tradicional “starrim” no nome) quando estiver no ar e tente reservar seus tickets com atecedência, já que os auditórios do Rockefeller Center são bem menores que os dos estúdios de Los Angeles. De toda a forma, após tanta espera, estar ali é uma baita sorte e minha animação foi capturada pelo leitor João Paulo Longo, que assistiu ao programa do Brasil:

tonightshow02

Um capítulo na história do Tonight Show foi encerrado hoje e foi bem bacana ter testemunhado pessoalmente e registrar aqui para vocês. Assista ao promo da estreia de Jimmy Fallon ainda este mês na NBC. No Brasil o programa de Jay Leno foi exibido pelos canais The Superstation (na década de 90) e Record News (recentemente).

Leia também no Ligado em Série em Hollywood:

– Um almoço com Kristen Bell
Warner e Conan

Deixe uma resposta

ss