FOTO: REPRODUçãO

Por: Redação Ligado em Série

The Sopranos: revisitamos a série sete anos após o fim

tonysoprano

Há exatos sete anos ia ao ar o último episódio de uma das séries mais bem produzidas de todos os tempos. The Sopranos foi um marco na história da TV norte-americana, conquistando popularidade e a crítica em um só produto – aqui vale lembrar que seu recorde de audiência entre as séries da HBO só foi batido há pouco pelo fenômeno Game of Thrones.

Mas o que fez essa série ser tão especial? Primeiro temos um elenco de peso, com atuações que poderiam servir de escola para qualquer produção atualmente. E nesse quesito, fica impossível não mencionar o grande protagonista da série James Gandolfini e sua triste morte em 2013. Além de ter uma produção nível HBO (It’s not TV. It’s HBO!) e um roteiro bem estruturado, o drama ainda consegue tratar de um assunto batido (quantos filmes de máfia existem por aí?) sob uma ótica diferente.

Logo no começo da produção, Tony Soprano não é apenas o chefe de um grande negócio que intimida os outros, é também um pai de família comum, que vai de roupão pegar o jornal todas as manhãs. Assim, acompanhamos Tony em suas sessões de terapia, seus problemas com sua mãe (Lívia Soprano, a pior mãe de qualquer série já existente), a entrada de sua filha na faculdade, entre outras coisas. Tudo isso com um desenvolvimento perfeito dos personagens e tensão na medida certa. Afinal, mais que uma desmistificação da máfia, The Sopranos é uma série anticlímax. E isso talvez explique o seu final, tão polêmico e ao mesmo tempo tão perfeito. Quem assistiu nunca mais ouvirá a música Don’t Stop Believin da mesma forma (exceto fãs de Glee, né?).

Sete anos depois, não restam dúvidas: The Sopranos é uma série para se ver, rever e relembrar sempre.

2 respostas para “The Sopranos: revisitamos a série sete anos após o fim”

  1. Bruno Costa disse:

    Uma das melhores series ja feitas, isso se não for a melhor mesmo…….Uma serie de difícil entendimento, e com um final fantástico…… Perfeita do começo ao fim

  2. Ramierson disse:

    Série que amo!

Deixe uma resposta

ss