FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

The Book of Mormon ganha excelente adaptação brasileira na UniRio

bookmormon

Eu sempre disse aqui no site e no Twitter: se algum dia você tiver a oportunidade de assistir ao musical The Book of Mormon na vida, assista. Criação de Trey Parket e Matt Stone, de South Park, a peça oficial hoje roda alguns países (restrita, porém, à Europa, Estados Unidos e Canadá) e é uma crítica à religião Mórmon inventada pelo “profeta” (na verdade um golpista) Joseph Smith em 1829. O Livro dos Mórmons contém coisas absurdas até para o nível de outras religiões como um Jesus norte-americano que hoje vive em um planeta (e Deus vive em outro ao lado chamado Kolob), a obrigação de todo fiel usar uma cueca especial, alteração de fatos históricos etc.

A produção originária da Broadway conta a jornada de dois missionários mórmons “recém-formados”, Elder Pryce e Elder Cunningham, que são enviados para a Uganda e lá aprendem que a vida não é tão fácil quanto entregar livros e prometer a vida eterna ao lado do Pai Celestial deles, tendo sua fé questionada. Embora não tenha uma adaptação oficial brasileira, alunos do curso de teatro da UniRio criaram a sua versão como projeto de pesquisa sob a direção geral do professor Rubens Lima Jr. A direção musical é de Guilherme Borges e Marcelo Faria, com coreografia de Victor Maia.

O grupo fez apresentações gratuitas no Rio de Janeiro em 2013 e no primeiro semestre de 2014, com todas as sessões esgotadas, e agora retornaram em curtíssima temporada nos dias 19, 20, 25, 26 e 27, sextas à 21h30, sábados às 21h e domingos às 18h na Cidade das Américas, na Barra da Tijuca. As senhas são distribuídas 1 hora antes do espetáculo (e as filas são grandes). Apesar de não ser oficial, a adaptação não fere direitos autorais nos termos da Lei 9.610 por se tratar de um exercício acadêmico e não haver cobrança de entradas. É uma das peças mais concorridas dos teatros do Rio.

foldermormonrio

Eu assisti a duas montagens da peça: a primeira com o elenco original que tinha Andrew Rannels (Girls) e Josh Gad (1600 PennFrozen), que foram projetados ao sucesso após a temporada de lançamento. Depois vi uma nova montagem – essa itinerante em Los Angeles – e posso garantir que pelos vídeos que a UniRio disponibilizou a adaptação está impecável. Os realizadores conseguiram captar e trazer para o nosso vernáculo as músicas, sátiras e piadas do musical e o trabalho ficou tão bom que me pergunto se esta não poderia vir a ser a montagem oficial um dia.

Veja abaixo algumas das principais músicas encenadas, na mesma ordem em que são exibidas no musical original (clique nos links para ver as versões originais). Destaques para “Hello”, que recentemente ganhou uma versão animada, e “Turn It Off”:

1. Olá (Hello)

2. You and Me (But Mostly Me)

3. Hasa Diga Ebowai

4. “Desligar” (Turn it Off)

5. “Machão” (Man Up)

6. “Tenho Fé” (I Believe)

4 respostas para “The Book of Mormon ganha excelente adaptação brasileira na UniRio”

  1. Gabriel Martini disse:

    Abobrinha fala de mais.

  2. Leonardo Siegfried Cezino de Y disse:

    As pessoas falam e criticam o que não conhecem a fundo… Talvez nunca sequer tenha lido o Livro de Mórmon e se o fez, não entendeu. “Golpista” pior do que Joseph Smith?! Repondo: A Justiça Brasileira e seus asseclas!

  3. Pan disse:

    Amor essa peça, um dos meus favoritos da broadway e fizeram uma ótima adaptação.Adotes incrivelmente carismáticos. Claro que vai ter gente falando mimimi como sempre, mas se fala é porq não entendeu a peça ou nem chegou a assistir!é uma ótima critica e nos faz ver como podemos interpretar a bíblia de diversas maneiras, de um jeito cômico é claro. estou indo pela segunda vez <3 desde o ano passado

  4. Pan disse:

    Amo essa peça de paixão, um dos meus favoritos da Broadway e muito bem bolada, atores incrivelmente carismático . Quem vem de mimimi ou esta julgando sem ver ou não consegue interpretar direito e não entendeu a obra, com uma temática fantástica, aborda as diferentes interpretações da bíblia entre pessoas e culturas de um jeito cômico. Parabéns para a UNIRIO, me encantou.

Deixe uma resposta

ss