FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

AMC chega ao Brasil dublado, exclusivo SKY e terá o spin-off de The Walking Dead

amclogo

A AMC Networks anunciou hoje a chegada do canal AMC (sigla para American Movie Classics) ao Brasil a partir do dia 1º de abril. Desde o ano passado já havia sido anunciado que a emissora desembarcaria por aqui em 2014, mas adiaram pra este ano. A AMC estará disponível de forma exclusiva na operadora Sky (sem planos para outras operadoras ainda), em alta definição e somente com a opção de dublagem em português. [Atualizado] Algumas atrações terão opções legendadas.

O AMC irá lançar duas séries já na sua chegada ao Brasil: Halt and Catch Fire no dia 6 de abril às 22h30 e The Divide no dia 16 de abril às 22h30. No Brasil, a AMC irá oferecer séries exclusivas do AMC Studios e filmes populares e conhecidos do público. A AMC Networks irá substituir oficialmente o canal MGM, que saiu do line-up das operadoras e deu seu “lugar” ao Paramount Channel.

A estratégia errada de estreia somente dublada é uma constante no Brasil, especialmente quando as distribuidoras não conhecem bem a segmentação do mercado brasileiro. Baseados em pesquisas genéricas que apontam pela preferência maciça do público para esta opção, os executivos acabam impondo este padrão para todos os assinantes, preterindo aqueles que preferem assistir com áudio original e legendas. Como as operadoras têm limitação de banda, são poucos ainda os canais que oferecem 100% a opção em toda a sua programação. A assessoria confirmou ao Ligado em Série que não haverá disponibilização de legendas eletrônicas, somente SAP.

A AMC no Brasil ainda vai trazer certa confusão com relação às séries deles que são distribuídas por “terceiros”. The Walking Dead continuará sendo da FOX, enquanto o spin-off de The Walking Dead já virá pela AMC no fim do ano. Os episódios do spin-off serão transmitidos simultaneamente. Better Call Saul seguirá pela Netflix (ufa!), que é “dona” dos direitos de distribuição internacional e Mad Men continuará na HBO para a exibição da temporada final.

Sobre as séries do canal AMC:

Halt-and-Catch-Fire-Destaque

Halt and Catch Fire: Ambientada no início de 1980, uma época de avanços rápidos e expansão da indústria do computador pessoal, a série captura o espírito de uma nova fronteira tecnológica e de um mundo frente a uma mudança sem precedentes. Esse momento é marcado pelo lançamento do IBM PC. No entanto, alguns visionários da indústria identificaram uma falha fatal do produto, o que fez com que houvesse uma verdadeira corrida para construir um novo computador que mudaria o mundo como nós o conhecemos.

Nesta série de 10 episódios de uma hora, o ex-executivo da IBM Joe McMillan (Lee Pace, de Pushing Daisies) planeja fazer engenharia reversa do computador carro-chefe de seu antigo empregador, forçando sua empresa atual, a Cardiff Eléctrica, em uma nova corrida pela supremacia do mercado. McMillan pede a ajuda de Gordon Clark (Scoot McNairy), um grande engenheiro que sonha em criar um produto revolucionário, enquanto tenta gerenciar sua esposa Donna (Kerry Bishe) e o jovem Cameron Howe (Mackenzie Davis), um prodígio que coloca seu futuro em risco para se juntar projeto PC de MacMillan.

Com uma ideia que poderia mudar a cultura de negócios do Texas, tensões começam a surgir dentro do grupo enquanto eles tentam navegar pelas linhas tênues entre visão e fraude, gênio e ilusão, inovação e suicídio dos negócios. Produzida pela AMC Networks, Halt and Catch Fire foi criada por Chris Cantwell e Chris Rogers e pelos produtores executivos Jonathan Lisco (Southland), Mark Johnson (Breaking Bad, Rectify, Diner, Rain Man) e Melissa Bernstein (“Breaking Bad,” “Rectify”). A série foi escrita por Lisco, Cantwell, Rogers, Jason Cahill (“The Sopranos”), Jamie Pachino (“Franklin & Bash”) e Dahvi Waller (“Mad Men”).

thedivide

The Divide: Série de oito episódios de uma hora que exploram temas como moral, política, ambição e justiça. Em lados opostos, após o julgamento de um assassinato controverso, uma assistente pessoal apaixonada por seu trabalho e um promotor público igualmente devoto ao seu trabalho devem conciliar suas ideias diferentes de justiça com suas próprias escolhas pessoais.

Doze anos atrás, a família Butler foi atacada em sua casa na Filadélfia e todos, exceto a filha mais nova, foram assassinados. As mortes desta família americana afrodescendente por dois trabalhadores brancos (Chris Bauer e Joe Anderson) ameaçou iniciar uma guerra racial. Adam Page (Damon Gupton), ele próprio um americano afrodescendente, o Procurador Distrital da cidade e uma estrela em ascensão no mundo da política, fez seu nome, sua carreira, garantindo suas convicções para todos os homens, incluindo a pena de morte. Já Christine Rosa (Marin Ireland), uma assistente social comprometida com a inocência dos acusados, acredita que os suspeitos foram injustamente condenados e ela sai para impedir a execução iminente.

Em sua busca pela verdade, Christine descobre novas evidências que a coloca em desacordo com Adam. Como ele faz tudo que está em seu poder para manter a sentença e sua reputação, seu comportamento faz que com aumente a pressão sobre seu casamento com Billie (Nia Long), uma advogada corporativa. The Divide mostra a questão da culpa ou inocência dos dois homens, bem como a luta básica entre o certo e o errado, diretamente contra as ambições pessoais de duas pessoas muito diferentes e as complexidades dos sistemas jurídicos e políticos americanos.

Produzida pela AMC Studios para o canal WeTV, The Divide foi escrita pelo renomado Richard LaGravenese (Behind the Candelabra), com Tony Goldwyn (Scandal, Justified, Damages, Dexter) dirigindo o primeiro episódio. LaGravenese e Goldwyn são os produtores executivos junto com John Tinker (The Practice) e o co-produtor executivo.

59 respostas para “AMC chega ao Brasil dublado, exclusivo SKY e terá o spin-off de The Walking Dead”

  1. Flávia disse:

    Adorei!!!!!!!!!!
    Dublado sempre!!!!!!!!!!!

  2. Helio Gaspar disse:

    Beleza!

  3. Gilberto Tirelli Junior disse:

    Dublado only? Parabéns! E eu continuo firme e forte nos torrents. ^^

  4. F disse:

    Ridícula atitude. Pra mim, pessoas preferem dublado por serem preguiçosas ou burras.

  5. Andre Junior disse:

    Estou com vc. Eu NUNCA assinarei uma TV que só dispôe de programação dublada. Viva os torrents!

  6. Flávia disse:

    Pessoas arrogantes como você merecem atitudes como a minha.
    Preguiçosa e burra é você que só se sente (pseudo) intelectual porque sabe ler legenda.
    Se for para ler prefiro ler livros e jornais do que legendas.
    Mas você só se sente letrada dessa forma.

  7. leonardo disse:

    A atitude dos dois estão errada. Primeiro que ficar trocando ofenças não vai adiantar nada. E Flávia, tenho que concordar com ele que foi uma atitude arrogande e egoísta da sua parte. O que você acharia se não tivesse a opção de dublagem? O amigo de cima foi arrogante no comentário dele, mas eu entendo a frustação dele. Só porque você não sabe ler uma legenda – o que eu acho que todo ser que saiba ler devia conseguir – não significa que quem saiba é um pseudo intelectual. Eu tenho preferencia em legendado e não é porque me acho intelectual e sim porque eu prefiro o original e as dublagens não chegam nem perto da mesma. Fora que seriado legenda ajuda bastante a quem quer entender a cultura ou desenvolver melhor o idioma do outro país.

  8. Flávia disse:

    Triste foi ter que ler “ofenças” e não ofensas.
    Amo séries dubladas não por limitação mas por preferência, afinal já tive o desprazer de acompanhar séries legendadas (sei ler sim) e não gosto.
    Fui arrogante porque vibrei que o canal fez uma ótima opção.
    E te garanto que se a notícia acima no lugar de dublado fosse legendado e se eu comentasse “poxa não tem dublagem” viriam milhões de seres educados me chamando de analfabeta, preguiçosa, e outras OFENSAS que para vocês que gostam de legendado seria super normal e nada arrogante e preconceituoso.
    Não sou e não fui arrogante somente sei me defender.
    OBS: Minha opinião antes era dual áudio com legenda, mas mudei depois de atitudes como a sua e todos que tentam impor as pessoas a preferência de vocês, mas o canal Sony, AXN e brevemente a Warner estão fazendo o que vocês tentam e não conseguem.

  9. Lucas disse:

    Flávia, realmente pra quem gosta de assistir dublado é bem legal a vinda da AMC para o Brasil, só acho que eles poderiam deixar a opção Inglês com Legenda, da a impressão de que eles querem empurrar a dublagem de qualquer maneira, mas enfim, diferente do pessoal que está apenas criticando, eu já assisti TWD tanto dublado quanto legendado, e senti que legendado tem mais emoção rsrs.

    Abrçs.

  10. Flávia disse:

    Com certeza seria mais justo se o canal fizesse isso.
    TWD e qualquer outra série tem emoção nas duas opções para quem escolhe de acordo com sua preferência.
    Ninguém sai perdendo quando assiste o que quer e como quer.

  11. Ítalo Silva disse:

    Imagina dublagem feita 24 horas depois do original….

  12. Caroline disse:

    E o que acontece com pessoas que são deficientes auditivas como eu e não consegue entender a dublagem e precisa de legenda? Me ferro né? Não é a toa que sou obrigada a apelar para os torrents. Respeito aqueles que gostam de dublagem mas que exista a opção de legenda, seria o ideal pra atender qualquer público. Lamentável AMC, lamentável!

  13. ZiCAMANHD disse:

    Acho que o ideal seria todos os canais exibirem seus conteudos com opção de audio e legenda, assim acabaria de uma vez por todas essa briga besta, porem brasileiro adora coisa dublada, so estao fazendo com que o canal tenha publico, ou se for pra levantar uma votação com todos que assistem tv nesse pais, a legenda seria a vencedora? quem quer ver algo a noite por exemplo quer algo para descançar a vista e dormir e nao ter sono nos primeiros cinco minutos de tanto ler.

    Novamente digo que o ideal seria oferecer opção de audio e legendas como fazem nos Telecines.

  14. Cris Quates disse:

    Estou com vc Flávia, dublado sempre !!!!!!

  15. Cris Quates disse:

    Concordo c vc, prefiro ler livros !!!! Perguntaram :” O que você acharia se não tivesse a opção de dublagem?. Oras, assistimos legendado a anos e para mim a dublagem foi uma evolução. O cinema tbm, antes tudo era legendado, agora já saem dublado. E pq isso? Cinema, canais de tv, são empresas que não querem perder dinheiro. Com certeza a dublagem foi um pedido da maioria do público. E não acho que a pesquisa citada acima foi genérica, acho que é um avanço mesmo.

  16. Jhom disse:

    Disse tudo!

  17. Robson Reis disse:

    Galera, bom dia!
    Queria deixar a minha opinião sobre o assunto.
    Eu acho que tem que atender os dois lados, tanto pessoas que gostam de filmes dublados, quanto aquele que preferem assistir filmes legendados, temos que ter escolhas, que vai agradar os dois lados.
    Pra quer ficar discutindo, sobre isso? Não tem o porque.

  18. Richard Benetti disse:

    Desculpe Flávia mas hoje há totais condições de se oferecer ambas opções, agradando tanto a quem prefere dublado como quem [como eu] prefere no idioma original.

    Cito alguns exemplos de canais que pensam amplamente, e não só em um único público, oferecendo ambas opções (dubladas e idioma original com opção de legendagem eletrônica):

    – Canais Telecines (na Sky só no HD)
    – Canais HBO (na Sky não há opção de retirada de legenda, mas oferece ambos canais de áudio)
    – Universal Channel
    – Fox
    – FX
    – GNT: citei esse canal devido a duas séries que passam ali
    – Megapix
    – Space (na Sky só no HD)
    – TNT (na Sky só no HD)

    Sou totalmente contra a atitude da AMC em plenos 2015 continuar agindo como 1990 onde realmente não haviam condições técnicas para tal.

  19. Richard Benetti disse:

    Exatamente Lucas. Infelizmente alguns canais parecem não enxergar que podem ter mais audiência oferecendo ambas opções.

    Respeito quem goste de dublado, porém é obrigação do canal oferecer segunda opção

  20. Vercetti disse:

    Cris e Flávia, vcs são duas semianalfabetas!

  21. João Acácio disse:

    Não são não, cara. Se fossem, não estariam aqui na internet escrevendo. Agora porque uma pessoa prefere um idioma diferente, ela é inferior? Claro que não! Porra, eu também não curto dublado – nem legendado na verdade; mas nem por isso to aí me engrandecendo em cima da galera que prefere áudio dublado.

  22. lucas disse:

    Se quiser em outro idioma e legendado vai morar em outro país, aqui é Brasil meu filho. Fico imaginando o americano falando, Ahh que pena não tem áudio e legenda em português. Sai pra lá cara, dublado for ever

  23. Paulo de Oliveira disse:

    Por causa desse pensamento que o nosso país continua sendo uma ilha.

    Até os canais abertos oferecem opção de legenda eletrônica através do Closed Caption e SAP.

    E legal você falar que prefere tudo em português, mas escreve “dublado for ever”. Você sabe o que significa ‘for ever’?

  24. Paulo de Oliveira disse:

    Exatamente! Aliás não sei por quê de canais insistirem nessa de dublar tudo: se disponibilizar ambas opções, agradará tanto quem gosta de dublagem como quem prefere o original (como eu).

    Outro canal que é patético: Paramount Channel. Já não bastasse a Viacom ter matado a VH1 para criar este, passa tudo dublado.

    O mais triste é você esbarrar aqui mesmo nos comentários com pessoas perpetuando o pensamento de ilha “quer inglês? Mude pros EUA”. A impressão que dá é que vivemos em 1800, e que o mundo hoje não é globalizado.

    Atitude patética da AMC, sinceramente. Criticam tanto a Globosat, mas ao menos ela disponibiliza seus conteúdos para todos os públicos. Aliás não só a Globosat, e faço questão de relacionar quem também respeita o público:

    – Canais FOX: FOX, FX e NatGeo
    – Canais Turner: Space e TNT
    – Food Network (só na Sky)
    – HBO: na Sky não tem opção de tirar a legenda, o que é um erro por parte da operadora (não do canal)

  25. Paulo de Oliveira disse:

    E hoje há totais condições para se oferecer isso: a AMC usou a desculpa de ‘público’ para não admitir sua incapacidade de oferecer legendas eletrônicas.

    Se ela não sabe como fazer, consulte a Globosat, FOX, Turner, HBO.

  26. Paulo de Oliveira disse:

    Totalmente de acordo, Richard! A atitude de alguns canais beira o ridículo! Será que é tão difícil atender os gostos dos telespectadores?

    Estão criando uma briga desnecessária por algo que poderia ser resolvido logo no começo

  27. marcello melo disse:

    Filme dublado só é pra preguiçosos sim. Sou de uma época que só ía para o cinema quem sabia ler. E a legenda forçava á leitura. A dublagem é a praga de quem realmente gosta de cinema.Mais uma estréia de canal estragada pela ignorância.

  28. ZiCAMANHD disse:

    infelizmente nao depende soh do canal, existem canais por exemplo os HBO MAX que existe a opção de legenda selecionavel na NET por exemplo e a SKY transmite todos com legendas coladas na tela com exceção do HBO2 que é somente dublado.

  29. jack scaevola disse:

    Devo dizer que fiquei frustrado pelo canal optar pela dublagem, uma vez que pagamos para ter um diferencial, segundo que muita gente prefere a opção original para estudar, e ou se divertir com a língua original e em muitos casos por terem famílias que tem grandes dificuldades com a língua e preferem o português, pelo fato de serem estrangeiro. Sou totalmente contrario a palavras que ofendem, em primeiro lugar não se chegara em nenhum lugar e em segundo isso prova a falta de educação, cultura e integridade moral. Contudo devo acrescentar que as euforias por receber a noticia de que um canal de tv fechada vai transmitir sua programação dublada, para mim é um simples egoísmo para quem ainda tem outros motivos para quere em som original ou em outros recurso, pois como disse, há milhares de pessoas que não falam o português, que trabalha, aqui, crianças de executivos estrangeiros que precisam ter canais em inglês e outras centenas de milhares que precisam de recursos para estudar a língua. sua língua. Eu tenho a Sky há muitos anos e lamento profundamente por não dar a opção de escolha a nós, assinantes, e por sermos pagantes, deveríamos ter a opção de escolha já que pagamos tão caro para isso.

  30. paulo disse:

    POR FAVOR ME DIGA QUAL A NUMERAÇÃO QUE SERÁ EXIBIDA O CANAL NA GRADE DE PROGRAMAÇÃO, VAI SUBSTITUIR O MGM?

  31. DEL disse:

    Ótimo, para pessoas que são mais velhas ou que têm problema de vista a opção dublada é a melhor. Sempre de ver filmes com áudio original, mas agora com 46 anos prefiro os dublados, por que ver tv de óculos ninguém merece. Portanto na minha opinião: dublado sempre!

  32. r0t3ch disse:

    Só “jênios”, brigando e fazendo mimimi do dublado x legendado.
    Primeiramente é gosto, e gosto não se discute.
    Mas vamos lá, o ideal é ter todas as opções e ponto final.
    Dublagem é importante, para pessoas com deficiências visuais.
    Legenda é importante, para deficientes auditivos.
    Entenderam?
    Pessoalmente gosto de legendas, mas não vejo problemas com dublagens. E nem fico de mimimi nessa guerra patética de legendas x dublagem.

    PS. Se acha o fodão? Assista no áudio original e sem legendas…

  33. Guilherme Leão disse:

    é por essas e outras que as Tvs a cabo perdem clientes para os serviços de streaming!

  34. T disse:

    Desde quando cego assiste filme? Ta isso é uma questão de gosto e preferencia o canal fechado e internacional sempre deve oferecer as duas opções

  35. Fr disse:

    De que adianta o cego ouvir e nao entender porra nenhuma do filme?

  36. r0t3ch disse:

    Sério mesmo?

  37. r0t3ch disse:

    Tá por fora amigão, “cegos” frequentam o cinema.

  38. Caio Marcio Lacerda disse:

    Ditadura televisiva. Porque não disponibilizar a alternativa para inglês com legendas? Pais de analfabetos que não sabem ler ou não gostam de adiar trabalho original dos atores. Nada contra os dubladores, e sim contra a dublagem mecânica. Infelizmente sera um canal que não assistirei.

  39. Ale Sousa disse:

    Vai se fuder vagabunda..quer assistir com legenda muda de país…

  40. Ale Sousa disse:

    Intelectualzinha de merda

  41. Maycon disse:

    VIDA LONGA AOS TORRENT 1080P LEGENDADOS, FODA-SE ESSES CANAIS DE TV DITATORIAIS

  42. Marcio Neves disse:

    Olha, eu curto dublagem, mas tolhir a opção de quem prefere ver legendado, não dá para aceitar hoje em dia nessa hera de tecnologias digitais. E outra: exclusividade de operadora? Me poupe :P

  43. Kalista disse:

    Não é a TV é o CANAL

  44. Frank disse:

    LIXO DE CANAL LIXO DE DUBLAGEM

  45. Frank disse:

    como se não bastasse esses canais dublados ainda temos varias porcarias de produções nacionais sendo obrigados a passar

  46. Frank disse:

    os canais ficam uma porcaria com essas dublagens ridiculas

  47. gabriel disse:

    Assisto filmes dublados e séries legendadas

  48. heisenberg disse:

    O canal que produziu a maior serie de todos os tempos é um lixo?? Sobre a dublagem eu concordo! Mas sobre o canal, só por terem feito Breaking Bad ja ganharam meu respeito!! Sem falar que eles tao produzindo outras series boas tbm, ate Twd (nao curto muito nao), mas é outra serie que vem fazendo muito sucesso!… enfim, esse canal é foda! E n vejo a hora dele estreiar logo na sky

  49. heisenberg disse:

    Eu não tenho nenhum problema de audição e tals mas concordo com vc msm assim! O audio original é bem melhor e qnd vc vai lendo a legenda é como se vc tivesse lendo um livro, vc fica prestando mais atenção e fica mais por dentro da série e do roteiro! E sobre quem tem problemas de audição realmente chega a ser lamentável o canal… enfim, Legendado sempre!! Bjss..

  50. Frank disse:

    verdade mas eu também odeio o space os hbo e telecine acho que os canais estão tudo uma porcaria

  51. Frank disse:

    a verdade é a que tv por assinatura não é boa mais como antigamente os filmes estão cada vez piores e os canais cheio de propagandas idiotas e também ficam nos empurrando essas porcarias nacionais guela abaixo.

  52. Cris disse:

    Nossa, quanta agressividade, falta de educação, respeito e ignorância de sua parte! Você já ouviu falar em pessoas
    com problemas visuais, veja bem, não digo cegas, mas que têm dificuldades em ler legendas, E há algumas que por não terem tido a oportunidade de estudar, possuem dificuldades para ler as legendas. Concordo que o canal deveria disponibilizar tb a opção legendado com áudio original, mas daí a ofender os que não tem a sua preferência é de uma pequenez imensa.

  53. Érika disse:

    Da mesma forma existem pessoas com problemas auditivos que não conseguem ouvir as dublagens e precisam das legendas.E aí, como é que fica? O canal deveria disponibilizar as duas opções,e cada um escolhe o que prefere, sem ofender o outro!

  54. Flávio disse:

    Comentário absolutamente cretino! O fato de algumas pessoas preferirem assistir filmes e séries com dublagem ao invés de legendas não é fato suficiente para serem rotuladas de preguiçosas ou burras. É uma questão de gosto pessoal, pura e simplesmente. Quanta prepotência hein, xará!

  55. Flávio disse:

    Comentário absolutamente cretino! O fato de algumas pessoas preferirem assistir filmes e séries com dublagem ao invés de legendas não é fato suficiente para serem rotuladas de preguiçosas ou burras. É uma questão de gosto pessoal, pura e simplesmente. Quanta prepotência!

  56. Beto Zaramello disse:

    Tem crianças que não conseguem acompanhar a legenda, enfim, vai toma no teu cu

  57. Marcos disse:

    Você é um idiota mesmo , a opção original é ótima pois permite a inclusão em um novo idioma eu mesmo estou aprendendo a falar inglês desta forma. E na próxima escreva *Forever ou ate mesmo 4Ever.

  58. D. Norge disse:

    Regiões do mundo que preferem dublado geralmente o fazem por mentalidade não cosmopolita mais fechada à outras culturas. Não adianta discutir que tem nível superior pois conhecimento técnico de um ramo específico não faz a pessoa aberta e no Brasil estatísticas mostram que mais de 60% dos graduados não dominam a norma culta, não sabem ortografia, gramática, nem possuem compreensão de texto. Uma quase proximidade com analfabetismo funcional. Pesquisa de jornal também mostrou no Brasil que cidades mais ricas possuem mais filmes legendados no cinema. É consenso mundial que animação infantil deva ser dublada. Mas o nível da dublagem no país decaiu com a demanda da nova classe C que emergiu. O ético que se espera da TV PAGA é que disponibilize as duas opções, uma vez que se trata de ASSINATURA, o contrário é inadmissível. Dublagens no Brasil com frequência traduzem conceitos ao pé da letra (cavadora de ouro ao invés de golpe do baú ou arrivista), colocam profissões de personagens como se fossem seus nomes e quando uma personagem fala português como no filme Fenômeno, a dublagem distorce a história trocando para outro idioma, geralmente francês. No filme Fenômeno, Forest Whitaker aprende português com John Travolta para se comunicar e depois conquistar uma empregada doméstica lusitana que na versão dublada vira cidadã francesa. Outro fator depreciante é que a dublagem bani os outros canais de áudio perdendo-se efeitos sonoros dos arredores e muitas vezes a dramaticidade da cena e a performance do ator em questão podem ser anuladas. Piadas também são perdidas e exageradamente domesticadas com referências à celebridades e questões nacionais não análogas mudando-se a percepção que se tem do filme. Na legendagem, o telespectador que não fala inglês ou outro idioma em que o audiovisual tenha sido produzido, ao menos é exposto à palavras que pode pesquisar ou deduzir, fazer analogias, fora que estimula e aumenta o contato com a outra cultura independente de onde seja oriunda a produção. O argumento de que é patriótico assistir filmes dublados em sua língua é patético. O filme ou série não é produção nacional e aqueles americanos das liberal bubbles com mentalidade cosmopolita e interesse por outras culturas e cinema assistiram sim Cidade de Deus com legenda como o Ben Affleck disse que fez. A tv por assinatura surgiu como uma alternativa à tv aberta, quando PT impôs cota de conteúdo nacional, alguns canais de documentário, ciência ou séries tiveram que exibir novela da Record para suprir. Quando se via comercial da SKY com Hebe funcionária da rede TV dizendo que a TV possuia novelas e canais evangélicos em HD, o cliente perde a percepção de vantagem. Se o indivíduo quisesse ver novela atual e programação evangélica em HD bastava comprar a tv digital. A própria rede TV assim como a humilde Gazeta já disponibilizavam conteúdo HD muito antes da Globo. Boni disse na Marília Gabriela que o público de TV por assinatura formou uma certa clientela desde os 90 e que se a TV por assinatura se assemelhasse à aberta, a noção de porque pagar por aquilo se perderia. Daí o sucesso dos streaming como Netflix e o parlamentar Aldo Rebelo já procurando taxar e coibir serviços assim dizendo que não geram emprego no Brasil. Filho de Lula se tornou sócio quando foi permitido que empresas de telefonia entrassem no mercado de tv por assinatura.

  59. D. Norge disse:

    Outro fator que depõe contra a dublagem é que grandes dubladores profissionais que tem recurso dramático estão sendo substituídos por celebridades como Luciano Huck e Michel Teló pois os estúdios e distribuidoras acreditam que isso traz público.
    Admito que a legendagem também deixa a desejar dependendo da empresa. O serviço PAGO Netflix tem “saída de Inocêncio” em Walking Dead, ao invés de “incêndio” obviamente, erros crassos e grosseiros de ortografia e gramática e erros de conhecimento histórico e de cultura geral. A legenda da Netflix para Downton Abbey diz que a Inglaterra possui OAB (o B é de Brasil) e que a moeda da Inglaterra em 1920 seria o Euro, quando até hoje o país tem como moeda a libra esterlina e não o Euro que seria criado várias décadas depois. Os canais por assinatura também não ficam atrás. O Universal Channel ao exibir a série House disse que aborto é crime nos EUA em pleno século XXI, quando a prática não é criminalizada em nenhum país desenvolvido já industrializado há mais de um século, o que era antes chamado de Primeiro Mundo.

Deixe uma resposta

ss