FOTO: NBC

Por: Redação Ligado em Série

#ListaLigada: as maiores injustiças do The Voice

thevoicelistaligadaFOTO: NBC

Reallity Shows são aqueles programas nos quais quase nunca vencem aqueles para os quais nós torcíamos lá no começo do programa. No entanto, é só começar outra temporada e lá vamos nós nos apegar a algum candidato só para vê-lo ser eliminado mais tarde, num ciclo que nunca acaba. E, se você também curte o The Voice, preparamos uma lista que vai trazer à tona aquelas mágoas do passado, aqueles momentos nos quais você ficou chorando abraçado ao travesseiro e querendo processar a NBC pela injustiça da eliminação do seu cantor preferido. Pois então ligue para seu analista, marque uma consulta e nos acompanhe nessa jornada pelos momentos mais injustos do programa.

Amanda Brown eliminada na 3ª temporada

Sério, assista o vídeo abaixo e pense por um momento se um pífio 5º lugar é suficiente para Amanda Brown. Não só cantando o clássico do Aerosmith, como também ao protagonizar uma batalha épica contra Trevin Hunte, Amanda merecia no mínimo um lugar na final do show, mas nem isso o público americano teve a noção de dar a ela.

Julio Cesar Castillo classificado para os Lives na 3ª temporada

Pense bem: MarissaAnn faz um show e estremece o palco com sua performance nos Knockouts. Contra ela, o mariachi Julio Cesar Castillo canta Somebody to Love, do Justin Bieber, deixa metade da plateia dormindo e desafina em metade da música. Escolha óbvia, não? Não para o Blake, que inexplicavelmente escolheu o mexicano para integrar seu time na fase ao vivo do programa e eliminou uma candidata infinitamente mais preparada. Pelo menos o público teve a decência de eliminar o garoto da língua presa logo na primeira semana da fase seguinte.

[Assista no Link]

The Swon Brothers na final da 4ª temporada

Pense por um momento: numa temporada em que tivemos Judith Hill, Sasha Allen, Karina Iglesias e Caroline Glaser, saber que a dupla saída diretamente da Família Buscapé chegou à final é de doer o estômago. Afinados, sim; carismáticos, talvez. Mas, melhores que 90% dos outros candidatos? Não, definitivamente.


Jacquie Lee perdeu a final da 5ª temporada

Ok, essa aqui não chega a ser um crime, já que Tessane Chin é excelente também, mas é inegável que a pupila de Christina Aguilera era melhor preparada para vencer o programa. Não à toa, Jacquie Lee vem pouco a pouco construindo uma carreira (ainda modesta, é verdade) depois que saiu do programa, enquanto Tessane parece estar esquecida, ainda que disponha de toda a visibilidade da NBC.

Bria Kelly eliminada cedo demais na 6ª temporada

Uma das melhores participantes dentre todas as temporadas do The Voice não teve vida longa no programa. Eliminada na segunda rodada dos shows ao vivo, Bria foi injustiçada pelo público, que deixou candidatos bem aquém dela prosseguirem. Bria também é dona da Blind Audition mais sensacional da história do programa.

Jake Worthington na final da 6ª temporada

Semana após semana Jake continuava sendo salvo pelo público e a razão disso continua sendo um mistério inexplicável. Apesar de cantar bem, não era páreo para Bria Kelly, Sisaundra Lewis, Delvin Choise, Kat Perkins e vários outros que dariam um banho de talento no aprendiz de cowboy. Felizmente o estrago não chegou ao seu ápice, já que Josh Kauffman conseguiu o primeiro lugar.

Juliet Simms perdeu a 2ª temporada

Quem é Jermaine Paul? Você alguma vez já o viu fora do palco do The Voice? Eu também não. E podem se passar 20 temporadas do show que essa continuará sendo a maior injustiça da história do programa. Como a pupila de CeeLo Green pode ter perdido um título que parecia certo? Numa final com Juliet, Chris Mann e Tony Lucca, jamais imaginávamos que o esquecível pupilo de Blake Shelton fosse desbancar os três favoritos. Mas, como o universo sempre conspira pela justiça, Juliet vem construindo uma carreira sólida, enquanto a carreira de Jermaine é infinitamente mais modesta.

[Assista no Link]

E então, qual foi a maior injustiça que já aconteceu no The Voice US, na sua opinião? Contrate seus advogados e entre com um processo aqui pelo Ligado em Série!

8 respostas para “#ListaLigada: as maiores injustiças do The Voice”

  1. zepicelli disse:

    As injustiças que mais doeu meu core foram Juliet Simms não levando o prêmio e Gwen Sebastian não chegando aos live shows. Sua eliminação foi triste, e seu discurso de recém eliminada só comprovou o erro que foi ter escolhido a outra (esqueci o nome da que passou para frente nas batalhas). Sua audition de Stay é uma das melhores que o programa já teve.
    Feliz em saber que ao menos ela tem saído em tour com Blake e esposa, participando como backing vocal, apesar de que ela merece ser o centro do espetáculo.

  2. Feco Linhares disse:

    Ah, as piores injustiças pra mim foi Jammal não ter levado a 2º temp (mais do que a Juliet Simms), e a Christina Grimmie ter perdido tambem na temp retrasada. Bria Kelly deslizou MUITO, foi até longe demais pra mim, mas concordo que a Tessane não devia ter levado não, baita injustiça com a Jacquie.
    Dos ganhadores mesmo, única que ta forte na mídia é a Cassadee Pope, de resto tudo sumiu. Mas tem vários participantes que ainda bombam (A própria Christina Grimmie, Raellyn e outros)
    E o ganhador da primeira temp que sumiu ? Nem lembro o nome do cara hahaha

  3. Bruno Luz Sousa disse:

    É opção do site deixar a experiência com vídeos do Youtube tão limitada? Pode até ser mais bonito ter só a tela com o vídeo, mas isso é muito pouco pra deixar de lado controles essenciais.

  4. Bruna Horta disse:

    Só esqueceram de citar a última temporada. Craig Wayne Boyd é bom, mas qualquer um do team Adam merecia mais que ele. Fora a falta que Luke Wade e Taylor John Williams fizeram na final…

  5. Marcelo Chaves disse:

    Concordo, e pra mim o título deveria ter sido do Matt McAndrew.

  6. Leonardo Fernandes disse:

    Faltou algumas ai. como a eliminação dupla da Sarah Simmons e Judith Hill na 4ªtemporada que foi a maior injustiça na minha opinião. assim como a eliminação de Holly Henry, etc.

  7. Luiz Felipe Matos disse:

    A quarta temporada foi, na minha opinião, a melhor no nível de talento! E a que mais teve injustiças. O melhor time Adam de toda a série! Todas mulheres e nenhuma levou. E ainda com Judith Hill e a fodalhíssima Sarah Simmons indo embora na mesma noite? Onde essa américa do norte tava com a cabeça?
    Onde estavam com ela também ao levar Jake pra final da season 6 e manter o Ryan Esqueciosobrenome durante várias semanas de live na season 7?
    Enfim…

  8. Eloisa Pessoa disse:

    Pra mim, tudo começou com a eliminação do Jesse Campbell pela Christina Aguilera na 2a temporada, que acabou com a vitória chocante do Jermaine Paul (duas sequencias de erros absurdas pra uma mesma temporada). Não sei se o Jesse era o melhor e ganharia, mas deveria ter sido escolhido depois de ter cantado Halo da Beyonce tão maravilindo!

    Aí na 4a temporada, que foi aquela explosão de gente muito boa numa mesma temporada, ver Amanda Brown e Judith Hill irem embora assim, como se não fossem tão, mas tão, mas tãoooo boas foi doído! Eu assisti aquele memorial do Michael Jackson e arrepiei com a Judith Hill cantando, quando vi ela no The Voice, ela já era minha favorita. Não deu pra acreditar que Daniele Bradbery era melhor que elas todas. Eu pelo menos não comprei essa.

    Mas o meu estopim foi ver Jake Worthington chegar a final na 6a temporada…aí eu achei o cúmulo. Desisti do programa, não assisto mais.

Deixe uma resposta

ss