FOTO: REPRODUçãO

Por: Redação Ligado em Série

Crítica | Entourage: O Filme!

entourageposter

Depois de anos de espera, os fãs finalmente podem comemorar, pois Entourage: The Movie (Entourage: Fama e Amizade) chegou aos cinemas! Nós fomos à pré-estreia em Los Angeles na última segunda-feira, com a presença do elenco e convidados. No Brasil infelizmente a estreia foi adiada pela Warner para agosto. O longa é direcionado especificamente àqueles que acompanharam a série homônima desde o inicio. Não há qualquer introdução aos personagens, presumindo-se que o espectador já conhece e é apegado a todos eles. Se você não assistiu a pelo menos alguns dos capítulos, talvez fique um pouco perdido com as “piadas internas” que rolam entre Vince, E, Turtle, Drama, Ari e companhia.

A historia se passa alguns anos após o series finale. Vince (Adrian Grenier) teve um casamento relâmpago e acabou de se separar, E (Kevin Connolly) vai ser pai, Turtle (Jerry Ferrara) ficou milionário com a tequila Avión (além de emagrecer muitos quilos), Drama (Kevin Dillon) finalmente conquistou alguma fama e Ari (Jeremy Piven), após ficar aposentado por um tempo, voltou a trabalhar e tornou-se o alto executivo de um estúdio. E é a ele que Vince recorre quando decide dirigir seu próximo filme, um sci-fi chamado Hyde. O problema é que, meses apos o início das filmagens, o orçamento já foi estourado e, ao pedir mais dinheiro para o investidor – Travis, um texano bem caipira vivido por Haley Joel Osment -, surge uma condição: que as cenas de Drama sejam cortadas do longa. Johnny não fica nem um pouco feliz com a novidade, o que rende algumas das cenas mais engraçadas do filme.

entouragemovie

Em termos de estrutura narrativa, não há qualquer inovação. Entourage: The Movie possui exatamente a mesma construção da série, funcionando praticamente como uma versão estendida de um de seus episódios. Utiliza-se muitos planos fechados e um estilo totalmente televisivo, dando a impressão de estarmos vendo a um capítulo da série projetado numa tela grande em vez de um filme propriamente dito. Não há, também, qualquer tipo de ambição do roteiro em criar algo diferente do que vimos por nove anos. A temática do principal conflito é bastante simplória: Vince tem um interesse amoroso pela modelo Emily Ratajkowski – que faz o papel dela mesma e o romance entre os dois acaba sendo o pivô do conflito do grupo com o investidor Travis, que se interessa por ela. O ciúme e o ego de Vince, claro, acaba influenciando no andamento da produção de Hyde, repetindo a mesma história de sempre: o astro mimado que boicota seus próprios projetos.

turtlentourage

Assim, o filme se limita a retratar este e outros eventos típicos da série: Turtle tenta conquistar a campeã do UFC Ronda Rousey, E precisa lidar com a gravidez de Sloan e Ari enfrenta sessões de terapia de casal com sua mulher para tentar conter seu excesso de raiva e estresse. Ari, é claro, rouba a cena na maior parte do filme. O personagem mais interessante – justamente por ser o mais complexo –  e um dos mais queridos pelo público, tem cenas hilárias como a que ele medita no carro ou quando ele decide esquecer que é ateu e reza para que o filme seja bom. Além dos personagens da série, inúmeras celebridades fazem cameos, como também acontecia na série. Jessica Alba, Piers Morgan, Mark Wahlberg (que é produtor da franquia), Bob Saget, Mike Tyson, Liam Neeson, Chad Lowe e até Warren Buffet. São tantos que muitos passam até despercebidos.

entourage

Resumindo, o filme segue bem o estilo e clima da série (com mais bromance e muito menos nudez), mostrando festas e os bastidores de Hollywood. Os personagens continuam super carismáticos e as situações são divertidas, mas tudo é muito previsível. Entourage teve um final decente e não estava pendente de conclusão, então o filme funciona mais como mais um “bônus” do que como conclusão para a série. Para quem passou nove anos acompanhando estas personagens, será uma experiência divertida e afetiva, mas infelizmente não mais que isso.

3star

Deixe uma resposta

ss