FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

As 10 melhores séries de 2015!

10mais2015

Enfim o ano televisivo acabou e com ele chegou a nossa tradicional lista das 10 melhores séries do ano, segundo o Ligado em Série (aka eu). Escolher os 10+ é um trabalho difícil e penoso, ainda mais se considerarmos que 2015 marcou o recorde de produções seriadas no ar. Assim, saiba que é óbvio que muita coisa ficou de fora, já que são apenas dez produções escolhidas num universo de centenas delas.

Então, vale reforçar: esta é uma lista opinativa. É a minha opinião do que eu considero as melhores produções do ano de 2015 na TV, seguida das menções honrosas abaixo. Não estou dizendo que esta é a sua lista ou do universo. É a minha lista. Ok? Minha. “Ah, faltou tal série“. Sim, pode ser que tenha faltado mesmo, porque como já disse o espaço é pequeno, mas qualquer ausência notada não quer dizer que considero a série ruim. Às vezes não tive tempo de assistir ou ainda estou atrasado. Às vezes é ruim mesmo. Mesmo assim, aproveite o tópico para mandar abaixo quais seriam suas 10 melhores séries de 2015!

Sobre a lista em si, vale notar logo de cara que não temos absolutamente nenhuma produção de TV aberta estadunidense, posto que até ano passado era ocupado pela resistente The Good Wife. Mas não teve como mantê-la em 2015, com a queda drástica na qualidade do drama (continua ótimo, mas aquém do que já foi). O ano foi forte para os canais de streaming, em especial Netflix e Amazon, que abocanham cada vez mais posições (aqui e nas premiações) dos canais premium como HBO e Showtime. Também tentei balancear dramas e comédias, classificando-as com base no que propõem (do contrário, pelo peso, as ótimas comédias que tivemos em 2015 não entrariam). Vamos à lista?

bettercallsaul

10. Better Call Saul, 1ª temporada (AMC)

Better Call Saul mostrou uma história que vale a pena ser contada. Não é coincidência que a trajetória de transformação de Walter White em Heisenberg seja tão parecida quanto a de Jimmy McGill em Saul Goodman. Mas enquanto em Breaking Bad a surpresa vinha através da constatação daquilo que Walt estava se tornando ao longo do tempo, aqui o mesmo ocorre quando descobrimos o homem que o causídico Saul foi em seu passado, ja que neste caso nós sabemos o que vai ocorrer no futuro. A série cumpriu a função de expandir o universo criado por Vince Gilligan sem perder a qualidade e criando uma identidade própria. [Leia a crítica]

masternone

09. Master of None, 1ª temporada (Netflix)

Master of None faz côro com outras produções como Sense8Jessica JonesUnbreakable Kimmy Schmidt Transparent e traz para a TV temas que precisam ser abordados. Assim, também foi com surpresa que esta criação de Aziz Ansari (Parks and Recreation) trouxe episódios que miram de forma certeira contra a desigualdade de gêneros, o desrespeito a idosos e, é claro, à pasteurização racial e social que tomou conta da indústria do entretenimento desde o seu surgimento. Estrelada por um elenco multiracial, Master of None é também uma crônica da sociedade conectada nas redes sociais e desconectada da vida. É uma agradável comédia com um belo conteúdo. 2015 foi um bom ano para séries novas. [Leia a crítica]

narcos

08. Narcos, 1ª temporada (Netflix)

Ah, mas que bela surpresa essa aqui também. A história que Narcos nos conta é tão complexa, extensa e incrível, que o exercício da suspensão de descrença mencionado em seu primeiro episódio, aliada à capacidade de síntese documental inenarrável de José Padilha, faz com que esta produção já nasça como um clássico moderno. Reintroduzindo com propriedade às novas gerações um personagem tão fascinante como Pablo Escobar (Wagner Moura), Narcos funciona não só como entretenimento de primeira, mas também como um resgate histórico que ajuda a explicar e estabelecer o universo atual e emaranhado do tráfico de drogas no mundo. [Leia a crítica

transparent

07. Transparent, 2ª temporada (Amazon Prime Video)

Não há produção mais sensível e tocante no ar como Transparent. É sempre complicado falar desta série porque ela é muito pouco acessível: é nichada e está disponível apenas em um serviço de streaming limitado nos EUA. Mas é fantástica e necessária, não apenas por tratar da questão do preconceito de gênero, mas também por abordar diversos aspectos da natureza afetiva humana de forma totalmente respeitosa e sem amarras com convenções ou padrões. Ela usa a transição de Morty para Maura Pfefferman (numa atuação irretocável de Jeffrey Tambor) para contar histórias que mostram o quão simples é o amor, mesmo se manifestando das maneiras mais diferentes possíveis – todas elas válidas. A segunda temporada aprofunda ainda mais no universo dos personagens e traz uma inesperada elipse, que a encerra da forma mais elegante possível, evidenciando o esmero técnico da criadora Jill Solloway. Toda vez que Transparent levar um prêmio nesta temporada de premiações, saiba: foi merecido.

mrrobot

06. Mr. Robot, 1ª temporada (USA)

Essa é a série que marcou um realinhamento dramático da emissora norte-americana USA e que apresenta de forma inesperada um drama que já nasce forte e que, no fim das contas, é capaz de entregar tudo aquilo que prometeu e superar todas as expectativas criadas. Estrelada por Rami Malek e Christian Slater, o drama hacker é ambicioso em termos narrativos, criativos e estéticos. Contemporânea, misteriosa, impactante e deveras viciante, Mr. Robot é o tipo de série “explode-cabeças” que há muito tempo não víamos. Foi a bola fora da curva do ano e a melhor estreia da summer season. [Leia a crítica]

sense8

05. Sense8, 1ª temporada (Netflix)

Única. É a palavra que melhor descreve Sense8, essa maravilha que os irmãos Watchowski (The Matrix) colocaram no ar, também pela Netflix. Foi absolutamente surpreendente o esforço técnico e narrativo que culminou na experiência televisiva mais intrigante e emocionante do ano, e que evidencia a habilidade de seus realizadores em contar uma história com repercussões e ramificações mundiais (graças, inclusive, ao elenco global), numa trama que percorre com facilidade todos os continentes e transcende culturas graças à multiplicidade e simplicidade de sua temática. Essa é a melhor série que a Netflix pôs no ar até hoje. [Leia a crítica]

kimmyschmidt

04. Unbreakable Kimmy Schmidt, 1ª temporada (Netflix)

A comédia de Tina Fey e Robert Carlock trouxe um toque de frescor às comédias no ano que passou. Unbreakable Kimmy Schmidt é uma das séries mais adoráveis que estreou nas últimas temporadas e um grande acerto da Netflix ao “resgatá-la” da NBC. O roteiro ácido e sagaz, repleto de tiradas atuais e referências pop, aliado às performances hilárias de Ellie Kemper, Tituss Burgess e Jane Krakowski, fez desta uma comédia simplesmente imperdível. Além disso, ela traz uma mensagem positiva anti-abuso e de superação e do poder da mulher através da personagem forte que dá nome à série, algo que nunca é demais para ser reforçado na TV. [Leia a crítica]

fargo

03. Fargo, 2ª temporada (FX)

Será que estamos no embrião de uma nova era de ouro da TV? Se depender de Fargo, sim. A série de Noah Hawley, adaptada do filme homônimo dos irmãos Coen, já teve uma primeira temporada acima da média, mas foi em seu segundo ano que a produção atingiu níveis… estelares. Ela prova, aliás, que o formato de “série limitada” pode funcionar muito bem quando empregado da maneira correta por seus realizadores, ao mesmo tempo apresentando arcos narrativos totalmente independentes, mas conectados de alguma forma. Contando com interpretações absurdamente inspiradas de todo o elenco, em especial Plemons, Dunst e Nick Offerman (Parks and Recreation) como o advogado bêbado Karl Weathers, Fargo já se tornou um dos melhores eventos televisivos do ano. [Leia a crítica]

02theknick

02. The Knick, 2ª temporada (Cinemax)

Ela é atual, relevante, tensa e imperdível. E se passa nos anos 1900. The Knick foi a melhor série de 2014 na minha opinião e aqui ganha a medalha de prata do ano, pois segue como uma produção completamente ciente do momento de transformação social que o mundo passa. Sabendo fazer o mesmo paralelo com a virada do século XIX pro XX, o drama de Steven Soderbergh é um primor da TV. A segunda temporada lidou com questões sociais, abordou o vício em drogas e o “complexo de Deus” do Dr. John Thackery (Clive Owen), mostrou o quão hostil era (é) o mundo para um médico negro (André Holland) e introduziu até mesmo um discussão sobre genocídio através das atitudes “bem intencionadas” do cidadão nova iorquino de bem, o Dr. Gallinger (Eric Johnson). Tudo isso enquanto desenvolvia o melhor drama médico que a TV já viu, com a técnica impecável de Soderbergh. Aquele final será tema de uma matéria em breve, mas foi de dar arrepios! [Leia a crítica]

01leftovers

01. The Leftovers, 2ª temporada (HBO)

Não tivemos em 2015 uma série que se igualou ao que The Leftovers fez em termos de história, estrutura narrativa, forma e estilo. A segunda temporada distanciou-se completamente da obra que a originou e trouxe Damon Lindelof conduzindo com maestria os mistérios da trama da Partida Repentina, lidando, de várias formas, com a dor da perda. Foi uma mudança de ares que transformou a série e a catapultou para o posto de melhor drama do ano, extraindo em seu brilhante (e tortuoso) percurso as performances inspiradas e envolventes, em especial de Justin Theroux, Regina King, Carrie Coon e Christopher Eccleston. Foi também, de certa forma, a redenção absoluta de Lindelof após o criticado final de LOST, provando de uma vez por todas que este é um dos maiores storytellers de nossa geração. Tudo isso sem uma linha sequer que explique o mistério central da produção, mostrando o quão seguro e sólido foi o texto e toda a execução deste segundo ano. [Leia as críticas]

Menções Honrosas

Sim, eu sei. Faltou muita coisa. Mas abro aqui espaço para as menções honrosas de 2015 no mundo das séries e da TV.

thejinx

The Jinx

Não é uma série, mas digo sem qualquer ressalva que este documentário criminal da HBO foi a MELHOR COISA que vi na TV em 2015. São seis episódios que me colocaram na ponta do sofá e com direito a um final arrebatador. [Leia o texto]

Last Week Tonight

Continua sendo o maior acerto da HBO no ramo do jornalismo opinativo, superando Bill Maher e, em alguns casos, até mesmo Jon Stewart.

The Comedians

Uma pena que essa comédia com Billy Crystal e Josh Gad foi sumariamente cancelada pelo FX americano, já que além de trazer os dois excelentes comediantes, os trazia como versões de si mesmo numa sitcom metalinguística e com um humor peculiar, mas bastante irreverente.

You’re the Worst

É certo que essa comédia do FXX (que ano passado entrou no meu 10+) deu uma caída este ano, mas se destacou justamente por encarar o tema da depressão com muito bom humor, sem perder o cerne da discussão. Ah, e também trouxe Aya Cash em performances dignas de prêmios.

Review

É uma série diferente e obscura do canal Comedy Central (falei mais dela aqui), e que em sua segunda temporada foi ainda mais fundo nas “reviews” que Forrest McNeil faz e acaba afetando sua vida de maneira irreversível. Sempre me surpreendo o quão além dos limites a trama desta aparentemente descompromissada comédia pode chegar.

Bloodline

Em 2015 a família Rayburn nos hospedou nos Keys da Florida e chamou a minha atenção. Contudo, alguns episódios da temporada de estreia poderiam ter sido mais objetivos e sucintos, menos novelão. Estou muito curioso, contudo, para ver o que vão fazer na segunda temporada. Destaque absoluto para Ben Mendehlson, que roubou a cena.

Man Seeking Woman e BoJack Horseman

Relacionamentos são o tema de duas produções bastante peculiares e com narrativas bem distintas. Se você procura por algo diferente na telinha, essas acima servirão muito bem.

Daredevil e Jessica Jones

Eu sei, eu sei… “Por que essas não estão no seu top 10?!?!” Olha eu gostei MUITO das séries de heroi da parceria Netflix/Marvel. Elas representam um avanço absurdo aos SHIELD e Arrows da vida, mas não posso dizer que Daredevil Jessica Jones foram totalmente excelentes ou impecáveis porque não foram. Personagens ótimos, histórias interessantes, mas ali no meio tivemos vários episódios fillers e que davam voltas e voltas para chegar no lugar onde sabíamos que ambas iriam chegar. São séries divertidas e que trazem um approach bem mais real às séries de heroi.

The Affair

Eu quase coloquei esta série no Top 10 como fiz ano passado. Foi por pouco. O novo ano começou muito bem adicionando Helen e Cole como narradores de suas histórias, ampliando ainda mais nossa percepção daquele universo, mas em meados da temporada a produção deu um bela estagnada, com tramas paralelas bobas (como a da doença de estômago do garoto) para só então, nos capítulos finais, recuperar o controle dos rumos do caso Noah. Encerrou muito bem, aliás (falarei mais dela em breve).

UnREAL

Outra bela surpresa foi esta UnREAL, série do Lifetime sobre um reality de competição amorosa que é uma delicinha de ver. Cheia de intrigas, reviravoltas e momentos “WTF”. Novela em nível extremo, mas numa linguagem ágil e suficientemente interessante para que relevemos os diversos deslizes que comete ao longo dos 10 capítulos iniciais. Promissora.

Veep e Silicon Valley

Adoro estas comédias que fizeram temporadas satisfatórias, embora um pouco estagnadas. Ainda assim, fecharam várias semanas com chave de ouro lá no primeiro semestre.

True Detective

Não, não foi tão boa como a primeira temporada, mas longe de ser o desastre que muitos pintaram. Aparentemente nem todo mundo comprou a proposta repaginada de Nic Pizzolatto e essa quebra de expectativa desde o início foi o único grande erro da produção e da HBO. De restante, foi uma temporada acima da média de grande parte do que temos na TV, só não acima da média de sua primeira temporada.

Mad Men

Matthew Weiner encerrou com propriedade a série dos publicitários em Nova York. Foi um final ambíguo e aberto, mas que evidencia que a série foi coerente e fiel aos seus princípios até o fim. A publicidade venceu e revelou que toda experiência, por mais pessoal que seja, é apropriada, reprocessada e se torna algo vendável e universal.

Faltou falar de Game of ThronesHannibal, HomelandBates Motel, House of Cards, Orange, Orphan Black, The Walking Dead (e Fear), né? Pois é.

Curtiu? Não curtiu? Deixe sua opinião abaixo e monte a SUA lista dos 10+ do ano e até ano que vem!


[As 10 Melhores Séries de 2014] [As 10 Melhores Séries de 2013] [As 10 Melhores (e Piores) Séries de 2012]


101 respostas para “As 10 melhores séries de 2015!”

  1. Matheus Maggi disse:

    Não assisto nenhuma dessas. Mas sempre as modinhas ganham né, fazer o quê.

  2. Felipe Almeida disse:

    Na minha humilde opinião só faltou BANSHEE pra completar essa lista, mesmo que no finalzinho como menção honrosa, pois sem medo nenhum digo que é a melhor série que estou acompanhando desde o ano do lançamento.

  3. The Knick, The Leftovers, Transparent e Master of None modinha? Sério?
    Sérião mesmo?

  4. Francisco dos Anjos disse:

    Finalmente alguém sendo realista com Daredevil e Jessica Jones ;)

  5. yuri disse:

    Adorei a lista. The Leftovers definitivamente mereceu o primeiro lugar

  6. André Araújo disse:

    Realmente ele não assiste a nenhuma dessas. Realmente…

  7. Claudio Pereira disse:

    Faço valer as palavras sobre The Leftovers!! A série merece ganhar todas as indicações que tiver!! Série única e sem igual!! Foi o que houve de melhor em 2015!! Belas palavras!!

  8. Luis Fernando Toloi disse:

    Uma muita boa que estou assistindo é Manhattan.. Muito legal para quem gosta de assuntos sobre guerras e ciências…

  9. arthur disse:

    Lista ótima, principalmente por cortar o hypezinho Jessica Jones. Só faltou Hannibal e Homeland (melhor temporada), com certeza.
    Já Master of None não consegui nem terminar o piloto.

  10. Joao disse:

    Faltou Justified

  11. Caio Victor disse:

    Sério que How To Get Away With Murder ficou de fora??

  12. victor disse:

    Só poria a season 2 de Penny Dreadful.

  13. richard disse:

    1
    Fargo 2º temporada
    FX

    2
    Better Caul Saul 1ª temporada
    AMC

    3
    Game of Thrones 5ª temporada
    HBO

    4
    Parks and Recreation 7ª temporada Final
    NBC

    5
    Affair 2 temporada
    Showtime

    6
    The Knick 2º temporada Final:?
    Cinemax

    7
    The Man in the High Castle 1ª temporada
    Amazon

    8
    Les Revenants 2ª temporada Final (FR)
    CH+

    9
    Americans 3ª temporada
    FX

    10
    Hannibal 3ª temporada Final
    NBC

    11
    Manfatan 2ª temporada
    WGN

    12
    Narcos 1ª temporada
    Netflix

    13
    Orange is the new Black 3ª temporada
    Netflix

    14
    Daredevil 1ª temporada
    Netflix

    14
    Bloodline 1ª temporada
    Netflix

    16
    Penny Dreadfull 2ª temporada
    Showtime

    17
    Outlander 1ª temporada
    Starz

    18
    Shameless 5ª temporada
    Showtime

    19
    Humans 1ª temporada (UK)
    CH4

    20
    Homeland 5ª temporada
    Showtime

    21
    Ray Donovan 3ª temporada
    Showtime

    22
    House of Cards 3ª temporada
    Netflix

    23
    Jessica Jones 1ª temporada
    Netflix

    24
    Masters of Sex 3ª temporada
    Showtime

    25
    Unbreakble Kimmy Schmidt 1ª temporada
    Netflix

    26
    Agents of Shield 2ª temporada
    ABC

    27
    Master of None 1ºTemporada
    Netflix

    28
    Silicon Valley 2ª temporada
    HBO

    29
    Walking Dead 5ª temporada
    AMC

    30
    Fresh off the boat 1ª temporada
    ABC

    31
    Mr Robot 1ª temporada
    USA

    32
    Dark Matter 1ª temporada
    SyFy

    33
    Community 6ª temporada Final
    Yahoo

    34
    Orphan Black 3ª temporada
    BBC

    35
    Fear of Walkig Dead 1ª temporada
    AMC

    36
    Helix 2ª temporada Final
    SyFy

    37
    Downton Abbey 6º temp (UK) Final
    ITV

    38
    True Detective 2ª temporada
    HBO

    39
    Wayward Pynes 1ª temporada
    Fox

    40
    Continuum 4ª temporada (Can) Final
    Showcase

    41
    We Hot American Summer 1ª temporada
    Netflix

    42
    Simpsons 26ª temporada
    Fox

    43
    Broadchurch 2ª temporada (UK)
    ITV

  14. Romulo Augusto disse:

    Boa lista… pelo menos as que não tiveram na lista, você lembrou no final do post.. :v

  15. Romulo Augusto disse:

    esse teve uma boa temporada mesmo…

  16. Romulo Augusto disse:

    Teve lançamentos que não assisti ainda, por isso meu top 10 é:
    1- The Leftovers
    2- Person of Interest
    3- Rectify
    4-My mad fat diary
    5- Fargo
    6- Penny Dreadful
    7- Doctor Who
    8- Hannibal
    9- The Last Ship
    10- How To Get Away With Murder

  17. Rafa Silveira disse:

    Senti fata de uma lembrança a Banshee e a nova animação da Netflix, F is for Family, que na minha opinião coloca Archer e Bojack Horseman no chinelo,

  18. Tatiana Rocha de Souza disse:

    Opa, 7 de 10. Vou procurar assistir às outras 3.

  19. Tatiana Rocha de Souza disse:

    Ah, ainda estou em choque com o final de The Knick. E The Jinx também me deixou de boca aberta.

  20. Matheus Maggi disse:

    Não falei que TODAS eram modinhas, mas pelo menos metade sim.

    Ainda bem que cada um tem gostos diferentes, se não todo mundo ia ver as mesmas coisas…

  21. Matheus Maggi disse:

    Eu colocaria Banshee, 12 Monkeys, Empire (pela primeira temporada), Limitless, The 100, The Expanse, …

    E quem sabe Dark Matter, The Middle e Killjoys.

  22. Irani Contini disse:

    Que bom que The Knick esta na lista (obra rara). Este ano adorei Sense8 e quero muito ver Transparente e MR.Robot. Menção honrosa – Bloodline, concordo plenamente.

  23. Lucas disse:

    Uma serie que não vejo muito voce (LIGADOS EM SERIE) falando é The man in the High Castle , muito difundido que esta entre as melhore series de 2015. Voce ja assistiu ?

  24. Breno César disse:

    Faltou, no mínimo, uma menção honrosa pra How to get away with murder!!

  25. Ramon Ewbank disse:

    Achei que poderiam mencionar Rectify que fez uma temporada tão tocante e sensível como Transparent e que cresceu com maestria esse ano.

  26. Guto disse:

    Com todo mundo falando de Sense8, resolvi assistir.
    Mas tou terminando de ver na marra, só pra ver se me convence nos últimos capítulos. Achei muito chata!

  27. Felipe Junio disse:

    Muito boa lista!

  28. Adam Henrique Freire disse:

    Vocês não devem ter assistido American Horror Story: Hotel. Essa temporada esta tipo: ótima!

  29. Diego Ferreira disse:

    The Leftovers melhor série do ano sim! E se reclamar vão confirmar 4ª e 5ª temporada :p

  30. The Muppets >>>>>>>>>>>> abismo >>>>>>>>>> toda essas citadas aí

  31. Augusto disse:

    não vi nenhuma dessas séries ainda. só acho estranho é que por ser de tv aberta uma série não tenha qualidade ou só por não ser de tv aberta possui uma grande qualidade. assuntos polêmicos não quer dizer qualidade. mas não critico pois não as vi. quem sabe esse ano eu começo alguma. um feliz natal a todos.

  32. Diego Pinto disse:

    Please Like Me e Looking estão no topo da minha lista

  33. Diego Pinto disse:

    Superestimada. A protagonista carrega a série nas costas. Os demais são péssimos. A trama já não me prende desde o começo da primeira temporada.

  34. Ivan Nascimento disse:

    SIM!! Esperei até o último indicado e nada de HTGAWM. Claro, gosto é gosto…

  35. Marceli M. disse:

    Tiveste tempo pra acompanhar isso tudo? Que inveja!

  36. Giliard Gomes disse:

    Péssimo dia pra saber ler….

  37. Giliard Gomes disse:

    As minhas são:

    1. Fargo
    2. Mr. Robot
    3. Narcos
    4. Justified
    5. The Affair
    6. Master of None
    7. The Last Kingdom
    8. Rectify
    9. Penny Dreadful
    10. The Knick

  38. Felipe Teixeira disse:

    Community, gente. Community. O mundo inteiro esqueceu dessa série. E olha que essa última temporada foi brilhante, principalmente com aquele season (series) finale esbanjando metalinguagem.

  39. Roberto Fagundes Moreno disse:

    Matheus Maggi,vai assistir Pica Pau.

  40. Douglas Couto disse:

    Modinhas? kkkkkkkkkk o que mais tem aí são séries que pouquissimas pessoas assistem. Duvido que vc saiba o que é The Knick haha

  41. Douglas Couto disse:

    Belo top cara, ótimo mesmo. Só colocaria algo no lugar de Kimmy. Mad Men ou The Jinx. Ainda bem que vc não caiu na besteira de colocar Daredevil ou Jessica Jones, menção já ta bom pra elas.

  42. Matheus Maggi disse:

    Prefiro assistir ficção científica!

  43. JGRS disse:

    Aiai, ele deve ser um novato no mundo das séries e ainda nao sabe a definição de modinha. A gente percebe pela lista de melhores series do rapaz. Quando ele descobrir o melhor da tv paga/straming ai sim a gente conversa.

  44. JGRS disse:

    BOa lista, parabens!!! ai sim acompanha séries.

  45. Manuelita disse:

    obrigada por dizer essas lindas palavras. cheguei a pensar que eu era a unica que pensava isso.

  46. Manuelita disse:

    terminei de ver ontem a 2ª temporada de Fargo. Foi simplesmente incrível.

  47. Carlos Santos disse:

    tem série mais modinha q the 100.

  48. Carlos Santos disse:

    concordo a 2ª temporada de The Leftovers foi incrível, a cada episódio uma surpresa e um Season Finale memorável, ainda não assisti fargo e the knick, valeu pela dica.

  49. Matheus Maggi disse:

    Com The 100 tenho que concordar… Mas foi boa a 2ª temporada, depois da 1ª que foi sofrível

  50. Leonardo Damaso disse:

    Into the Badlands pode ser modinha mais gostei mttttttttttttt
    sobre a Lista VEJO 5
    BELO TRABALHO

  51. Willian Sales disse:

    Se o cara pelo menos citasse The Sopranos ou The Wire!

  52. Willian Sales disse:

    Hannibal é sensacional!

  53. francisco disse:

    Modinha seria se fossem aquelas bostas de super-heróis.. Flash, Arrow, Gotham, SuperGirl. Smallville .. tudo esses lixos chupados dos lixos feitos para o cinema …

    Tira umas 3 series dessa lista “modinha” que você diz .. o resto é puro lixo de paga pau de novelinha americana .. isso sim .. Esse leftovers é uma bosta que promete bater Lost como enrola otários … bem, tem o pedigree do pai. Sense8 .. pufff .. Knick .. Só faltou colocarem aquela bosta de Master of sex … que alguma mal fodida do G1 fica babando ovo …

  54. Sopranos ou The Wire acabaram há mais de um década amg. Estamos falando de séries de 2015.

  55. Tyler Durden disse:

    Achei a lista boa mas senti falta de Demolidor, The Leftovers merece o primeiro lugar, a série teve uma segunda temporada incrível, extremamente sã em sua insanidade, me surpreendeu mesmo.

  56. Lucas Vieira disse:

    Pra mim uma das melhores comédias atuais é Mom, mas quase ninguém assiste

  57. Willian Sales disse:

    Mas eu não estava me referindo à sua lista, mas ao comentário do Matheus Maggi em relação à séries tituladas como “modinha”.

  58. Caio Victor disse:

    Não acho superestimada e não acho que a protagonista carrega a série pelas costas. Cada aluno dela alí tem uma característica própria e que é bem peculiar e importante para a série, mas claro que não posso negar que Viola simplesmente foi sensacional, não e atoa que ganhou o Emmy. E outra, se ela não conseguiu lhe prender, não sei qual série lhe prende, pois os mistérios dela são de arrepiar pqp, tanto que Vi em um dia a primeira temporada, e olha que nem sou de pegar maratona de séries, sempre vejo aos poucos.

  59. Caio Victor disse:

    Pra mim foi a melhor série de 2015, não sei se pegaria um pódio pois não Vi The Knick, The Leftovers, mas Vi Fargo e ela é muito boa. Mas pra mim ela é muito, mas muito melhor que Narcos, que é muito boa, mas HTGAWM é melhor na minha opinao e na de muitos, mas pra mim já ficou claro que o Bruno adora badulejar a Netflix, é uma babação sem tamanho.

  60. Caio Victor disse:

    A moda agora é exaltar o Netflix ZZzZZ Impressionante, eles não fazem uma série ruim, acertam TODAS!

  61. Carlos Santos disse:

    já xingou o suficiente ??? blz agora quais séries vc colocaria na lista ???

  62. Matheus Maggi disse:

    Sense8 e Narcos definem modinha!

  63. Bruno Fernandes disse:

    Colocaria South Park temporada 19 nesse top 10 aí. Foi muito boa.

  64. Rodrigo Lessa disse:

    Gostei da lista (mesmo tendo assistido apenas 4 das 10 séries, o que é até bom, pois conheço novas séries) e adoro o site! Só não concordo com Unbreakable KS na frente de Sense8 e Mr. Robot. Não dá mesmo.
    Minha lista (apenas com as séries que assisti em 2015) seria:
    1. How to get away with murder (mesmo a segunda temp. não tendo terminado)
    2. Fargo
    3. Sense8
    4. Bates Motel
    5. Flesh and Bone

    6. Shameless
    7. Jessica Jones
    8. Mr. Robot
    9. –
    10. –

  65. Lucaa disse:

    Forçou muito falar que Sense8 é a melhor produção Netflix, eu achei a série uma das piores coisas que eu já vi na vida. Tudo bem colocar no ranking (apesar de ser o único até agora a fazer) é sua opinião, mas dizer que foi melhor que a primeira temporada de House of Cards ou Demolidor…….

  66. Lucaa disse:

    O problema da TV aberta é que, na maioria das vezes, eles colocam séries com 22 episódios estilo ‘caso da semana’ (ex: House, The Good Wife, CSI) essa enrolação acaba ficando chato e tirando o foco da história.

  67. Aline disse:

    Eu incluiria Psi nas 10+ fácil. Excelente produção nacional infelizmente muito pouco comentada por aqui.

  68. Augusto disse:

    ola lucaa. para mim são situações diferentes. no caso do house não era enrolação já que o foco era na doença e como o enigma iria ser decifrado. histórias por episódio eu considero normal mais até do que 12 ou 13 episódios de uma mini novela. ficar 5 anos em uma série em um mesmo assunto tem que se tomar muito cuidado pois se perde já que fica até 6 meses entre uma temporada e outra. todas tem defeitos e virtudes. mas como disse um colega acima, essas séries off-broadway nunca erram??? sempre são excelentes??? todas ????? como eu disse, não vi nenhuma não vou criticar mas tirar good wife por ter piorado mas ainda assim é boa???
    para mim lembra gostar de um conjunto de rock que nunca ninguém ouviu só para parecer descolado e deixa de gostar por que começou a tocar na rádio.

    eu fico com o pé atrás sempre. mas… vou assistir primeiro… abs

  69. Lucaa disse:

    É cara eu peguei uns exemplos ruins mesmo, amo The Good Wife, por exemplo, mas tô na quinta temporada então não tenho como falar sobre massssss pegando um exemplo melhor, compara Demolidor (Netflix) com The Flash (CW) são series do mesmo tema onde a primeira é infinitamente melhor que a segunda a única diferença: Flash é feito por um canal aberto, quanto mais episódios eles transmitirem mais dinheiro entra.

  70. Augusto disse:

    eheh, não tem problema. o pior, ainda não vi as duas, demolidor e flash, ehehe. mas sim, a tv paga tem mais liberdade, até para fazer mais besteira. e é isso que me pega e até passa antipatia das séries pois é tudo muuuuuito perfeito. mas vou assistir algumas com certeza.
    recentemente vi que a série true detective possa ser renovada mesmo tendo tido uma audiência abaixo de 1 milhão, ou seja, nada para os padrões americanos, mas até mesmo para quem adora séries off. então os críticos adoram e fica? mas…. valeu pelo debate, eheh. abs

  71. leo liçarassa disse:

    Agora só pq uma série estreante conseguiu sucesso imediato é considerada modinha e não pq é realmente boa? E ainda tem gente falando que The Leftovers virou modinha agora só pq está chamando atenção dos críticos mas ainda bem que está chamando a atenção pq ela merece pela sua história e atuação do elenco.

  72. vinland disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  73. vinland disse:

    O mais engraçado de ler os comentarios do povo, e ver o pessoal do site entrando na onda e falando algumas groselhas tambem kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  74. Ricardo Monteiro disse:

    Limitless e 12 monkeys são mt ruins. Pqp.

  75. Ricardo Monteiro disse:

    Tá mt exaltado fera. Vc tem cara de quem assiste limitless, izombie, blacklist, hannibal…

  76. Kareka_almeida disse:

    Cara, acabei de assistir te jinx. Estou extasiado. Valeu pela dica!!!!

  77. Matheus Maggi disse:

    Não sei na onde. Mas ok…

  78. O Invencível Henrique Trindade disse:

    Dessa lista eu só conheço o Narcos. kkkkk Mas anotei todos para ir vendo no decorrer do ano. Não estariam nessa lista a toa né??? Obrigado e parabéns pelo post.

  79. Célia Regina disse:

    Game of Thrones pra mim é insuperável. Sempre penso que estou no cinema assistindo um filme, um excelente filme!

  80. Felipe Diaz disse:

    Cara, as únicas séries que da pra considerar modinha nesse top são SENSE8 E NARCOS talvez Mr Robot, o restante posso afirmar com toda certeza, POUCAS pessoas assistem, e essas que vc citou são bem mais modas que as do top e MUITO INFERIORES.

  81. Felipe Diaz disse:

    Excelente TOP, mas faltou RECTIFY.

  82. Marcelo Duarte disse:

    Apenas de olho nessa zuera de colocar sense8 e unbreakble enquanto House of Cards e Game Of Thrones ficam de fora… se bem que o pessoal desse site idolatra Breaking Bad e odeia GOT então deve ser por isso….

  83. francisco disse:

    Kkkkkkk . geralmente eu nem respondo comentários, mas o seu foi engraçado.. pelo menos não falou aquela bosta imensurável de Walking dead… Dessas merdas que você apresentou… a única que eu consegui passar o primeiro ep foi a hannibal, tentei dar um voto de confiança pelos 2 primeiros filmes … depois da primeira temporada eu vi que tratava-se de um LIXO … muito mimimi .. “ai .. pq eu quero da a bunda pro hannibal, ele tentou me matar, mas eu perdoo ele .. uiuiui”

    Na minha opinião .. “note que perguntaram”

    Mad Men – BOA!
    Silicon Valley – BOA!
    House of card – ÓTIMA !
    Game of thrones – ÓTIMA !
    True Detective – EXCELENTE !
    FARGO – EXCEPCIONAL !

    Séries ultimamente viraram merdas… “eu não assisto NOVELAS da globo.. aquelas merdas … mas assisto 30 series … e amo walking dead e greys anatomy” .. parece aquele imbecil que xinga religião só para ser “inteligente” .. “ohh .. deus naum existe viu, purque ele num sauvo o aviaum ki caiu” ..

    há excelentes séries .. gosto é que nem CU … mas expor em um blog essas bostas, gerando “tendencias” .. pufff .. é pra foder com os ovos..

  84. Danilo Pereira disse:

    Fumou?

  85. Kaiodn disse:

    Leftovers é modinha sim…

  86. Kaiodn disse:

    Discordo, talvez não mereceçam ir para uma lista de melhores do ano, mas estão bem longes de serem ruins…

  87. Com audiência mínima é modinha como????

  88. Kaiodn disse:

    Se audiência pudesse ser utilizada para medir o que é modinha ou não, as series da CW não seriam consideradas modinhas, e são…

  89. JotaOliveirajr disse:

    Gente, mas que preguiça dessa discussão se tal série é modinha ou não. tão besteira quanto aqueles que pagam de diferentão que assiste aquela série que ninguém assiste ”porquê ela é complexa para mentes pequenas que nem a sua, seu modinha”. Coisa de adolescente isso.
    ADOREI o final de Mad Men e estou ainda meio extasiado com o final da série e com medo de partir pra outra e não ser tão boa quanto Mad Men foi. Sei que é uma série específica – época e ritmo – mas fica apontando o dedo no gosto alheio é feio e imaturo demais. Por favor!

  90. JotaOliveirajr disse:

    Obs: Gostei de Jessica Jones e ADOREI Demolidor! Pra mim a série deveria estabelecer para Kevin Feige e Cia um novo patamar para a Marvel – sabendo dos limites que isso implica. Pelo menos em Demolidor, discordo sobre os fillers. Acho que os 13 episódios foram bem aproveitados principalmente no que diz no bom uso dos personagens, o uso de spoilers e as belíssimas cenas na igreja, conversando com o Padre. No clássico duelo pessoal que todo herói tem em busca da razão dos seus atos.

  91. Alexandre disse:

    Minha lista top 10:

    1: Breaking bad
    2: Game of thrones
    3: Sherlock
    4: Spartacus
    5: Demolidor
    6: Vinkings
    7: The Knick
    8: Arrow
    9: Fargo
    10: The Leftovers

  92. Isacc Alves disse:

    Master of none é modinha sim.

  93. Isacc Alves disse:

    Esses serviços streaming/e tv paga só fazem séries muito lgbt, to fora, só HBO e FX q se salvam, o resto da tv paga é 90% porcaria politicamente correta pra agradar crítico gay.

  94. Thalía disse:

    Sense8 é a melhor!

  95. Pedro Henrique Tavares disse:

    The Leftovers modinha? kkkkk

  96. tonanet disse:

    the knick,,,,demais

  97. tonanet disse:

    mesmo,,,

  98. Rubens disse:

    Bom, eu assisti aos primeiros episodios de The Knick, The Leftovers e Transparent, e nao consegui gostar de nenhuma… Achei The Knick muito over na atuacao, e o mau humor e comportamento exagerado do protagonista torna a serie insuportavel. Transparent parece uma serie brasileira, super-ultra-apelativa na nudez e na tematica, e querendo chocar de qualquer forma. E por aí vai.

  99. Rubens disse:

    Sem querer agredir ninguem pelos gostos, mas eu concordo que series LGBT ou politicamente corretas ao extremo (como Mr. Robot) eu nao consigo suportar…

  100. Isacc Alves disse:

    Pois é, eu assisti Mr Robot e gostei pra caramba do 1 episódio, depois assisti até o 4 e tava achando muito chato, e é exatamente como vc comentou, não sei se um dia volto a assistir pelo menos a primeira temporada, esse politicamente correto de achar que sempre as grandes empresas e o pessoal que trabalha nelas são o mal do mundo irrita muito, até pq sabemos que não é bem assim.

  101. Junior disse:

    Game of thrones é a top das baladas não adianta tentar colocar outra na top 1 só deixa o site desacreditado

ss