FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

Ligado Entrevista: Jordana Brewster, de Máquina Mortífera

Na semana passada conversei com a atriz Jordana Brewster, de Máquina Mortífera, série que estreia esta noite às 22h30 na Warner Channel. Natural do Panamá e filha de brasileiros, a atriz de 36 anos de destacou como a personagem Mia na franquia Velozes e Furiosos. Recentemente ela também esteve nas séries The People vs. O.J. Simpson: American Crime StoryDallasSecrets and Lies.

Em Máquina Mortífera ela interpreta a psicóloga especializada em negociação com terroristas Maureen Cahill. Ela também ajuda o personagem Martin Riggs (Clayne Crawford) a lidar com a perda de sua mulher e filho, tal como ocorre no filme estrelado por Mel Gibson e Danny Glover. O papel de Roger Murtaugh é interpretado por Damon Wayans neste reboot serializado.

Logo de cara, perguntei pra ela qual é o contato que ela tem com a franquia de filmes e a expectativa por levar um sucesso tão grande dos cinemas para a TV: “Eu sempre fui fã da franquia quando criança e sempre assistia a um filme e outro quando estava passando na TV. Mas para fazer a série eu decidi que não iria revisitar os filmes, pois eu não queria adicionar essa camada de pressão para o remake. Não queria parecer que estamos duplicando algo. Eu adoro o roteiro que o Matt Miller fez, então eu não reassisti pra fazer a série. Talvez eu faça isso posteriormente quando estivermos mais adentro da temporada.

No dia da entrevista ela estava gravando o episódio 7 ainda, então há muita coisa pra acontecer. Por isso que questionei ela sobre como a série Máquina Mortífera vai atualizar o filme, sendo um exemplar dessa leva de remakesrebootsrevivals que a TV americana decidiu fazer: “Da forma que atualizamos foi fazer a nossa própria versão. O maior risco nosso era não conseguir captar a química ótima existente entre Mel Gibson e Danny Glover com Martin e Roger. Esse foi o maior desafio de Matt Miller, o roteirisa, e McG, o diretor. Mas Clayne [Crawford] é um ator muito completo. Ele consegue fazer drama e comédia muito bem e a química dele com Damon [Wayans] ficou muito boa, muito dinâmica e assistível. É nela que a série se baseia. Ficou algo único e diferente e toda a comédia nessa interação é o que vai diferenciar a série dos filmes clássicos.

Por fim, questionei como é retornar a uma produção de ação, gênero que alçou ela ao estrelato com Velozes e Furiosos“É ótimo sempre estar envolvida com esses filmes e franquias de ação, mas até engraçado porque eu não sou assim na vida real. Só que aqui estou tendo uma experiência bastante diferente, pois como interpreto uma psicóloga policial, ainda não tive oportunidade – pelo menos nesses sete primeiros episódios – de me envolver diretamente em toda a ação, que é algo que eu gostaria muito. Espero que a oportunidade ainda venha no desenrolar da temporada!

Máquina Mortífera é uma série bem divertida. A Warner nos mandou o primeiro episódio e constatamos que tudo que a atriz falou, em especial a química dos atores, está lá. Tem uma produção caprichadíssima e uma direção competente do McG. Tem tudo para ser um dos hits da temporada. Você pode conferir como ficou a adaptação a partir de hoje às 22h30 na Warner.

Detalhes e nossa crítica sairão no Semáforo Fall Season 2016 em breve!

Uma resposta para “Ligado Entrevista: Jordana Brewster, de Máquina Mortífera”

  1. vinland disse:

    Jordana e filha apenas de Mae Brasileira, o pai dela e americano. ” Filha de Brasileiros ” esta errado ok.

Deixe uma resposta

ss