FOTO: REPRODUçãO

Por: Bruno Carvalho

Chefão da Netflix abre o jogo sobre o fim de Sense8 e The Get Down

Finalmente uma posição mais clara e sem lenga lenga. Ted Sarandos, o presidente de conteúdo da empresa, falou sobre as decisões de cancelar Sense8The Get Down sem final. Contrariando até mesmo as declarações da Netflix sobre serem vários motivos, o executivo confirmou que o principal foi mesmo grana:

Relativamente ao que você está gastando, as pessoas estão assistindo? Isso é bem tradicional. Uma série grande e cara para um público grande é ótimo. Uma série grande e cara para um público pequeno é difícil fazer durar muito tempo até mesmo no nosso modelo de negócios”

A conta, conforme muitos apontaram então (sim, Cardoso estava certo e eu não), passou a não fechar. Por muito tempo o mesmo Ted Sarandos e seu colega Reed Hastings indicaram em conferências, entrevistas e declarações que a plataforma iria investir em séries nichadas, produções “diferentes” e que esse era o “diferencial”, uma casa que atraía “realizadores nada convencionais”. Com isso, a empresa distancia-se de um modelo que alegava ter para aproximar-se do molde “tradicional” focado em “audiência” quantitativa.

Tal mudança indica também que o problema não é apenas volume e barulho (e especialmente Sense8 já mostrou capaz disso) e sim no fato de que o sistema precisa de cada vez maismais assinaturas pra pagar esse enorme boleto e os empréstimos que já mencionei que eles contraíram.

O recente fechamento do primeiro trimestre de 2017, mesmo comemorando 100 milhões de assinantes, indicou sim que os gastos com infraestrutura na expansão e conteúdo estavam pesados e os earnings diminuíram.

Com a então clara pressão dos acionistas, resta saber se a empresa vai continuar trazendo produções menos mainstream como The OAFlakedLoveEasyBoJack Horseman ou se virará uma CBS da vida apostando no seguro e “limpando” sua grade de programas outrora celebrados como seu maior atrativo.

Canais como HBO, Starz e Showtime intensificaram a produção de conteúdo premium e diversificado para seus assinantes, arcando com grandes riscos como WestworldAmerican Gods, esta última licenciada mundialmente através da Amazon Prime Video, justamente para rivalizar com a Netflix.

“Tradicional” foi a palavra usada por Sarandos, o que é uma enorme mudança de paradigma. Após 5 anos inovando e trazendo para a telinha algo que não víamos mais na TV linear, os 70 anos de tradição deram uma rasteira no modelo de streaming pulverizado em atrações nichadas.

O recado é claro: a festa acabou.Foi bom enquanto durou.

51 respostas para “Chefão da Netflix abre o jogo sobre o fim de Sense8 e The Get Down”

  1. xtrmntr disse:

    Se a netflix mudar, darei adeus sem piscar.

  2. Alexandre Cardoso disse:

    Infelizmente,esse blog, que anteriormente era de notícias passou a ser um blog pessoal do autor desse post, que nada mais é, do que um reclamante de Sense8.

  3. Thiago Reis disse:

    Todas as séries que você citou tem custo de produção infinitamente mais barato que sense8

  4. Esse blog SEMPRE foi um blog pessoal do autor desse post. Sempre. Há 11 anos.

  5. Bom, quem aceitou bancar a conta desde o início foi a Netflix, não? Não estou reclamando que a série acabou. Séries canceladas tem aos montes. Mas a Netflix mudou a regra com o jogo andando e finalmente admitiram.

  6. Lucas Pires disse:

    Gente eu tô preocupado com Unbreakable. Mesmo não sendo uma série cara é mt estranho não terem renovado até agora.

  7. marcos disse:

    A série também não tem muita qualidade de roteiro, convenhamos. O especial de Natal foi muito ruim.

  8. Bruno disse:

    Curto muito os post pessoais do dono desse blog. Reprodução de notícia encontro em qualquer lugar. Vai Bruno!!

  9. Giliard Gomes disse:

    Eles precisam ter mais rigor ao aceitar produzir uma série como a HBO faz e parar de “arriscar”. Quem arrisca são apostadores e as chances de perderem são quase 100% e também parar de comprar direitos exclusivos de séries questionáveis, começou com a excelente Better Call Saul e depois compraram várias dispensáveis (alá filmes do Adam Sandler).

    Mais séries como House of Cards, Orange is the New Black, Master of None e The Crown (excepcional e cara mas é queridinha) e menos de séries de heróis, séries tipo “Shadowhunters”, “Van Helsing” e várias outras.

  10. Maria Jordão disse:

    Concordo.

  11. Carlos disse:

    Acho q vc está exagerando um pouco. Tem outras q seriam consideradas de nicho antes e estão dando certo: stranger things, orange is the new black. Só acho que eles vão continuar apostando e esperando resultados. Se não der, partem pra outra.

  12. Leonardo Damaso disse:

    era de se esperar
    só trouxa acredita
    HBO vai ser sempre a melhor
    tenho com mt orgulho
    pela sky 30$ 10 canais + HBO GO pelo cel e PC

  13. Ze disse:

    E nao foi pouco. 2 horas eh muito tempo. Nunca vi um episodio de 2hrs em nenhuma serie, e o primeiro q vi eh justamente um q n tinha mt conteudo. N entendo o apelo todo pela serie… sem conteudo e sem audiencia, esse era o fim mais provavel

  14. Daenerys Misândrica disse:

    Vai ser o fim da Netflix sinceramente a única coisa que sustenta ela em quesito séries originais é OITNB, ST e House of Cards, Amazon com American Gods está chegando com tudo.

  15. Daenerys Misândrica disse:

    Ninguém vai querer ficar assistindo séries originais sem saber se vai ser cancelada.

  16. Daenerys Misândrica disse:

    Exatamente.

  17. Daenerys Misândrica disse:

    A Netflix é PESSIMA de planejamento se queria tanto cancelar Sense8 poderia ter poupado o especial de Natal pra dar um fim na série.

  18. diegborges disse:

    Ninguém tá te obrigando, né?

  19. Terra Nova disse:

    Sempre me questionei sobre series caríssimas que não davam muito retorno… que magia negra a Netflix fazia pra manter isso.

    A resposta veio agora…

  20. Sniderthrash disse:

    Os números de The OA foram bons? Alguém sabe algo sobre essa informação?

  21. Michelin disse:

    Está reclamando que a série acabou sim… há seita que dói menos

  22. Michelin disse:

    Bom, de acordo com a sua opinião exatamente negativa, a Netflix irá cancelar tudo e só deixar Oitnb e HoC na grade… Hahahahahaah

    Diferente do que você acha, Sense8 não se mostrou capaz de gerar barulho e volume a nível mundial. Logo, vieste a foice.

    Ao invés de ficar de mimimi pelo cancelamento, deveria era ficar feliz por ter terem conseguido tirar do papel essas séries, por pelo menos 1 temporada.

  23. Unbreakable foi renovada pra 2 temporadas ano passado.

  24. Thiago Reis disse:

    Nunca vi a Netflix como filantropia, eles aceitaram a conta na expectativa de ser um sucesso que não foi, é um risco e uma tentativa válida.

  25. Bruno Xavier disse:

    Dificilmente uma série ganha novo público quando é cancelada sem final, e sense8 já estava caminhando pra sua conclusão, uma terceira temporada com 4 ou 8 episódios seria suficiente pra encerrar a trama, se já investiu até aqui, porque não concluir uma história que já possui público, do que atirar sem planejamento pra projetos que venham ser fadados ao fracasso.

  26. Alexandrina Oliveira disse:

    Se o bom da Netflix era justamente essa diferenciação.

  27. Murilo Souza disse:

    Serie cheia de frescura…. ja vai tarde

  28. vinland disse:

    Mas ele que criou o Blog ! Darrrrr Vc queria que ele fosse o seu blog pessoal ? Cria um pra vc, ai vc vai poder passar o dia inteiro falando bem de Sense8

  29. vinland disse:

    Stranger Things de Nicho ?? kkkkkkkkkkk
    Essa serie ja foi criada pra fazer barulho meu amigo, ela nunca foi criada pra ser de nicho.

  30. Carlos Gomez disse:

    Mas que publico a serie tinha ? O brasileiro ? Porque esta bem claro que a serie fazia mais sucesso aqui, que em qualquer outra parte do mundo. E isso foi confirmado pelo presidente da Netflix. E isso com certeza nao e bom pra serie.

    “se já investiu até aqui, porque não concluir uma história que já possui público, do que atirar sem planejamento ” Porque que eles iriam investir mais 5 ou 8 milhoes pra concluir uma serie que nao esta dando resultado ???? Pra deixar a minoria feliz ?
    Negocios sao negocios colega.
    Estao muito certos em cancelar essa bomba !

  31. Bruno Xavier disse:

    As pessoas viram alguns dados no google trends e estão tomando isso como fator definitivo pra audiência, como se as série dependessem do quão são pesquisadas mundo a fora, a forma de consumo mudou ao longo dos anos, só que não consideram também que o modelo de contar história da netflix é outro, lançam temporadas completas, não é como se fosse Lost e tivessem abertas infinitas teorias, a serem discutidas ao longo que os episódios são exibidos. Sim, a audiência pode não ser em grande quantidade do público principal americano, mas há um publico grande o suficiente para terem investido em uma segunda temporada. Caso contrário seguiria o caminho de The Get Down.

    A minoria ainda é um público a ser considerado, e a pra a própria empresa ter um investimento tão caro e não finalizar é o mesmo que comprar um carro de luxo e não poder manter a manutenção de seus impostos. Você até pode se gabar de ter, mas não vai poder “brincar”.

    Imagine um novo público potencial pra série e que provavelmente não irá mais considera-lá, porque a mesma não tem um final. Até a HBO vem encerrado suas séries canceladas.

  32. Carlos Gomez disse:

    A Netflix nao divulgou esses numeros. Mas acho que ela nao passa da segunda temporada.

  33. Carlos Gomez disse:

    Os filmes do Adam Sandler sao uma porcaria. Mas em quesito de apostar igual vc disse, a Netflix apostou e deu certo, pois esses filmes sao um dos originais mais assistidos do serviço.

  34. Giliard Gomes disse:

    Acredito que não, penso que já fizeram esses filmes embasados nos seus usuários que já haviam consumido filmes desse estilo (do Sandler e semelhantes) há bastante tempo, já fizeram sabendo que iria ser sucesso.

  35. Carlos Gomez disse:

    Entao vc mesmo esta se contradizendo no seu comentario. Porque vc disse que os filmes do Adam Sandler sao questionaveis e dispensaveis.

    E depois vc fala que eles ja sabiam que seria um sucesso.
    Se foram um sucesso, e eles ja sabiam disso, logo o produto nao se torna questionavel na forma de ser dispensavel, porque isso nao se trata apenas de entretenimento e qualidade, e sim de o produto ser lucrativo. Entao de forma alguma esses filmes sao dispensaveis.

  36. Giliard Gomes disse:

    Primeiro: não estou afirmando, estou supondo.

    Segundo, não é uma contradição porque eu disse que os filmes dele assim como algumas séries são questionáveis em questão de QUALIDADE, o que não tem nenhuma relação em ser uma aposta ou não da Netflix.

    QUESTIONÁVEL = bom ou ruim e não sucesso ou flop.

  37. João Paulo disse:

    To preocupado com House Of Cards, o final da temporada foi incrivel e deixou um puta cliffhanger que espero ver ainda numa 6å temporada

  38. Carlos Gomez disse:

    Então a culpa é sua que se expressou mal. Leia o que vc escreveu. As palavras que vc usou deu a entender que estava questionado as apostas da Netflix e nao a qualidade. Porque vc mesmo no começo do seu comentário, começou a falar sobre as apostas da Netflix e logo em seguida usou os filmes do dito cujo, como questionável. Vc não especificou em nenhum momento estar falando sobre qualidade.

  39. Giliard Gomes disse:

    Me expressei mal ou você que não soube interpretar? Com certeza é a segunda opção. É tão fácil que fico até surpreso de uma pessoa não ter conseguido entender.

    Não preciso colocar um vocabulário porque o subentendido não precisa ser explicado e sim interpretado.

  40. Carlos Gomez disse:

    É só vc ler o que escreveu colega. E leia com atenção !Se vc realmente acha que não escolheu palavras erradas, vc tem sérios problemas de interpretar o que vc mesmo escreve.

  41. Giliard Gomes disse:

    Li e reli, antes mesmo de postá-lo. Eu, assim como as pessoas que marcaram como “positivo” meu comentário e a @mariajordo:disqus que concordou também respondendo, entenderam perfeitamente o que eu disse. Você que não, apenas você.

    Você que não soube interpretar. No mais, divago.

  42. Roberta disse:

    Já foi tarde !

  43. Roberta disse:

    Eu também concordo com o que vc disse. Mas nesse quesito de qualidade e tals, vc se expressou mal sim, porque eu entendi a mesma coisa. Deixe de ser orgulhoso e admita que vc entrou em contradição. E vc disse que algumas pessoas curtiram seu comentário, mas nenhuma chegou a te questionar sobre isso. Logo elas nem perceberam o que vc escreveu.

  44. Roberta disse:

    Agora ficar marcando pessoas nos comentários pra elas concordarem com vc é muito engraçado kkkkkkkkkkk

  45. Giliard Gomes disse:

    Ela já havia concordado. Olhe a data do comentário. Apenas citei o nome pois foi a única que respondeu.

  46. Roberta disse:

    Sim ! Mas pra que vc marcou ela agora ? Pra ela ler seus comentários e concordar com vc ?
    Hahahahahahaha

  47. Giliard Gomes disse:

    O sistema de comentários do Disqus já a notificou após a primeira resposta postada após a dela, ou seja, ela viu (ou irá ver) essa discussão independente da minha marcação ou não. Se ela irá ou não concordar com o contexto que escrevi após vocês falarem do “tal” erro, cabe à ela. Não irei mudar minha posição.

  48. Roberta disse:

    Tal erro não ! Está errado. Como meu professor de psicologia dizia: Não existe mal entendor e sim pessoas que se explicam mal.

  49. Giliard Gomes disse:

    Continuo relendo e não vejo o tal erro. Se não me engano, aqui mesmo no Ligado em Série, já voltei atrás em algum comentário que eu fiz e neste caso eu vi meu erro, mas não me ocorre aqui neste.

Deixe uma resposta

ss