FOTO: ABC/IMAX

Por: Davi Garcia

Crítica | Inumanos é um desperdício colossal de tempo e câmeras IMAX

Você lembra qual foi a pior experiência que teve no cinema esse ano? A minha sem qualquer dúvida foi ver, numa sala IMAX, os dois primeiros episódios de Inumanos, nova série da Marvel que estreia lá fora no dia 26 de setembro e que será exibida no Brasil a partir de outubro pelo canal Sony. A adaptação, que até o início de 2016 estava prevista para fazer parte da fase 3 do MCU (universo cinematográfico Marvel), acabou estranhamente retirada do cronograma do estúdio sem grandes explicações para virar uma série tão medíocre que mais parece uma algo da Asylum (produtora dos filmes Sharknado) do que algo saído dos usualmente competentes estúdios Marvel.

Produzida pela rede ABC (que exibe a boa e divertida Agents of SHIELD) em parceria com a Marvel Television, Inumanos erra em praticamente tudo. Contando com uma introdução preguiçosa tanto da trama quanto de seus personagens (pelos quais não nos importamos, quer seja pela total falta de carisma do elenco ou pelo terrível nível de atuação e do texto), a série patina feio também com as nada inspiradas sequências de “ação”.  E não para por aí, já que a “qualidade” dos (de)efeitos visuais  (Attilan, base dos inumanos na Lua, por exemplo, é risível) aliado ao pobre design de produção com sets nada impressionantes, não faria muita inveja a, sei lá, um episódio do Chapolin voando num aerolito no espaço. Sério: o troço é tosco assim.

A trama da série que terá oito episódios gira em torno de um golpe dado por Maximus (um vilão para lá de caricato feito por Iwan Rheon e que em nada lembra o ameaçador Ramsay Bolton de Game of Thrones), que obriga o rei Raio Negro e sua rainha Medusa (feitos pelos inexpressivos Anson Mount e Serinda Swan, respectivamente) a fugirem para a Terra com a ajuda do cão gigante Dentinho (talvez a única coisa que funcione na série) além de outros dois inumanos. Aqui, ou melhor, no Havaí, onde eles vão parar separados uns dos outros, passam a ter que aprender a conviver com humanos desconfiados, ao mesmo tempo em que tentam descobrir uma forma de impedir que o plano de Maximus (que inclui invadir a Terra) tenha sequência. 

Revelando-se ainda como o que deve ser talvez o mais gritante exemplo de desperdício do uso de câmeras IMAX (e de tempo) numa produção, Inumanos aposta em pouquíssimas tomadas abertas (que obviamente justificariam o uso desse formato) dando mais ênfase em planos fechados e em decisões estéticas tolas (como uso de câmera lenta na sequência de abertura da série sem qualquer propósito aparente) que juntas só reforçam uma única ideia: a de que Scott Buck, da pavorosa Punho de Ferro e das piores temporadas de Dexter, devia logo se aposentar da TV (e do cinema).

  • Robson Sobral

    Triste, triste, triste… Os Inumanos tem a mitologia mais rica da Marvel. Daria umas seis temporadas fácil, falando de ecologia, luta de classes, religião…

  • vinland

    Que pena! Quando anunciaram Inumanos pra fase 3 da Marvel, fiquei super feliz! Ai os caras me mandam isso pra TV e fazem essa merda. Pelas fotos dos atores, que parecia parodia de filme porno, ja dava pra perceber que isso ia ser uma desgraça!

    Com certeza seria uma franquia milionaria no cinema, e a Marvel desperdiçou isso!

  • vinland

    Eu acho uma pena nao terem mantido o projeto para o cinema. A TV hoje em dia esta muito boa, mas nao esta tudo isso ainda. E Inumanos precisava de um orçamento melhor, e com atores decentes!

  • Luiz Felipe Matos

    Estreia na sexta, 29.

  • Anderson Lima

    Galera, assistam antes de tirarem suas próprias conclusões. Muitos filmes esculachados por “críticos” são filmes divertidos de se assistir. xD

  • Igor Lucas

    Espero que quando eu for assistir, não seja tudo isso mesmo.

  • Alexandre Wesley

    Patético! Não dá pra aceitar um desperdicio desse! Uma historia com um potencial tão gigantesco! Um material massivo de bom conteúdo, virar uma piada mundial? Lamentável! Até acho uma boa terem feito uma série, mas teria que ser uma megaprodução pra fazer jus aos quadrinhos. Rua pra esse produtor que já se provou um inutil!

ss