FOTO: REPRODUçãO

Por: Fernanda Talarico

Netflix divulga trailer de documentário da obra de Gay Talese sobre voyeurismo

A Netflix divulgou o primeiro trailer de seu novo documentário baseado na obra O Voyeur, de Gay Talese, 84 anos e precursor do Jornalismo Literário.

Talese, célebre integrante da revista The New Yorker, foi até Denver conhecer um homem que lhe mandava cartas pedindo insistentemente uma visita do escritor à capital do Colorado.

O remetente das cartas era Gerald Foos, dono de um motel. Até aí, nada de anormal. Mas Foos era também um voyeur e alimentava sua obsessão através de aberturas ocultas nos tetos dos quartos. A intenção era contar a Gay Talese sobre o que ele viu durante todos os anos observando a intimidade de seus hóspedes.

Depois de muito tempo, Talese cedeu aos pedidos de Foos e foi até a cidade ouvir suas histórias.

A publicação original, que deu origem ao livro O Voyeur, pode ser lida na página da The New Yorker, em inglês.

Veja o trailer:

Também foi divulgada a sinopse oficial:

“Durante décadas, Foos secretamente assistia seus hóspedes através de aberturas estrategicamente instaladas no sistema de ar-condicionado, espiando da sua “plataforma de observação” construída no sótão de seu motel. Ele manteve registros dos momentos mais íntimos de seus clientes – desde coisas comuns às mais chocantes – mas, acima de tudo, ele procurou, espiou e documentou estranhos fazendo sexo. A insaciável curiosidade de Gay Talese transforma Gerald Foos de observador em observado, explorando um emaranhado de questões éticas: quais os limites de um jornalista em relação ao objeto de sua matéria? Como um repórter pode dar crédito a uma informação obtida de uma pessoa de comportamento tão questionável? Quem realmente é (ou é mais) voyeur: Foos, Talese ou seus leitores?”

O documentário tem seu lançamento previsto para 1º de dezembro, na Netflix.

ss