FOTO: HBO

Por: Bruno Carvalho

Lena Dunham é acusada de racismo por ex-funcionária

Uma escritora do site Lenny Letter, de Lena Dunham e Jenni Konner (Girls), está acusando a atriz, roteirista e produtora de racismo.

Ela pediu demissão da publicação após Lena Dunham ter defendido um colega roteirista de Girls acusado de assédio (e depois se retratado, como costuma fazer).

Zinzi Clemmons afirmou que “é hora das mulheres de cor – especialmente as negras – se livrarem de Lena Dunham”. A escritora disse que desde a época da faculdade Dunham e sua turma eram “notoriamente racistas” e utilizavam gírias racistas em seu vocabulário:

“Quando questionados, eles usavam sarcasmo como desculpa, diziam que foi uma piada e que quem se ofendeu está reagindo de forma exagerada. (…) Eles diziam expressões racistas, como uma amiga de Lena que usava sempre palavra com ‘n’ em seu meio social como forma de parecer provocativa. (…) Sempre testemunhei isso com ansiedade e horror”.

Em uma longa postagem, ela quer que Dunham seja responsabilizada por ser conivente com tudo isso, ainda que isso custe dinheiro pra ela, tanto que decidiu parar de escrever no site da atriz. Ao final, a escritora que está na Nigéria em um festival literário, diz em português: “a luta continua”

Lena Dunham já foi acusada de racismo anteriormente. Em uma ocasião, ela postou um tweet ironizando asiáticos (e depois se retratou), depois ressurgiu um tweet dela se referindo a um sonho em que ela teve molestando “ratos Afro-americanos” (e depois se retratou), além de ter sido questionada durante várias temporadas de Girls o motivo da série ter pouca diversidade racial, algo que mudou nos últimos anos da série.

Uma resposta para “Lena Dunham é acusada de racismo por ex-funcionária”

  1. Isotopos Springfield disse:

    E a lata de lixo não para de encher

Deixe uma resposta

ss