FOTO: NETFLIX

Por: Bruno Carvalho

Netflix revela dados de audiência oficiais pela primeira vez e números impressionam

A Netflix não tinha o costume de divulgar números de audiência, limitando-se a informar apenas que tal filme ou série estava entre “os mais assistidos” da plataforma, bem como sempre descreditando tentativas de empresas terceiras como a Nielsen de tentar medir tais informações na plataforma. Nestes últimos dias, porém, a empresa quebrou sua “regra de ouro” pela primeira vez e nos deu uma ideia de quão significante são os números.

A empresa afirma que na primeira semana de Bird Box, 45.037.125 contas assistiram ao longa estrelado por Sandra Bullock e Trevante Rhodes. Isso representa praticamente um terço de toda a base de assinantes da Netflix no globo, atualmente na casa dos 137 milhões, e a empresa afirma que é o melhor resultado de um filme original (anteriormente era do fraco Bright). No início do mês, ainda, Ted Sarandos havia afirmado que cerca de 20 milhões de contas haviam assistido ao longa Um Conto de Natal. Com Bird Box, porém, a empresa divulgou pela primeira vez um número exato.

“Tirei minha venda esta manhã para descobrir que 45.037.125 contas Netflix já assistiram a Bird Box, se tornando a primeira semana mais bem sucedida para um filme original Netflix.”

A informação, vale registrar, não pode ser confirmada por uma fonte independente e a empresa não informou quais métricas usou para chegar a este número (a conta precisou ter assistido ao filme inteiro, por exemplo?).

Inobstante, a soma impressiona e indica que na primeira semana de Bird Box bem mais que 45 milhões de pessoas podem ter assistido ao filme, especialmente se considerarmos que estamos falando em quantidade de contas e não de pessoas. Naturalmente existem casos em que mais de uma pessoa está assistindo o mesmo título junto, o que faz com que a audiência de fato pode ter sido muito maior.

Essa “quebra” no protocolo evidencia o reposicionamento da empresa em relação aos seus filmes originais. Na CCXP 18, por exemplo, um vídeo promocional exibido no painel de Bird Box estabelecia a empresa como “o futuro do cinema”, anunciando títulos grandiosos como Roma (cogitado para ser indicado ao Oscar 2019), Mogli, Operação Fronteira, A Balada de Buster Scruggs, Bird Box e outros.

Até mesmo uma vinheta diferente da usual foi desenvolvida para os longas originais da empresa e títulos maiores e com mais chances de premiação estão ganhando exibições nos cinemas (gratuitas como a de Roma, que aconteceu inclusive no Brasil) para que se cumpra a regra para que tais produções possam concorrer a premiações como o Oscar.

Se transportarmos estes números divulgados pela Netflix em bilheteria de cinema, considerando um ticket médio de 10 dólares, Bird Box teria feito mais de 450 milhões de dólares em bilheteria na sua primeira semana, o que facilmente poderia fazer com que este se tornasse uma das 10 maiores bilhererias do ano. Em termos de comparação, Aquaman, por exemplo, recentemente atingiu a marca de meio bilhão em bilheteria com algumas semanas em cartaz.

FOTO: NETFLIX

Isso demonstra o poder da rede de distribuição de conteúdo da Netflix que, claro, é muito mais acessível e capilarizada do que salas de cinema, embora a experiência nunca será a mesma.

Os comentários estão desativados.

ss