FOTO: GLOBO

Por: Bruno Carvalho

Tá no Ar: temporada final estreia com crítica precisa ao “Capitão” do país em paródia hilária de Chaves

A temporada final de Tá no Ar: A TV na TV começou com o pé direito, literalmente. O programa comandado por Marcius Melhem e Marcelo Adnet voltou mais afiado do que nunca, com todas as esquetes relevantes. Em destaque, uma paródia de Chaves em que o “Capitão” assume o comando da vila no lugar do Seu Barriga, o que não deixa de ser uma alusão precisa do Brasil atual.

Na esquete, um Marcelo Adnet vestido de militar e com todos os trejeitos do presidente eleito cobra o aluguel do Seu Madruga, cutuca a Chiquinha (“seu pai deu uma fraquejada e veio você”), Quico (“garoto sem pai que por isso é afeminado”), contesta a “roupa azul” da Dona Florinda, chama o Chaves de vagabundo (“acabou o Bolsa Barril”) e sobra até mesmo para o Professor Girafales. No final, todo mundo preso pelo novo regime da agora Vila Militar do Chaves. Tudo, claro, utilizando as exatas palavras já proferidas pelo presidente eleito em múltiplas ocasiões, além dos já famosos bordões “Isso daí” e “Talquei”.

Vale lembrar que o Tá no Ar também já fez diversas críticas a governos de esquerda, incluindo em seus destaques musicais.

Assista a todas as esquetes do programa de estreia do Tá no Ar

O programa de estreia também veio com paródias interessantes, como a da margarina inclusiva Itambém, uma crítica a ex-BBBs, o posto de gasolina DR (onde casais vão para discutir o relacionamento enquanto abastecem) e encerrou com o Jornal Nacional Musical, com referências até mesmo a La Casa de Papel.

O Tá no Ar: a TV na TV entra em sua temporada final no seu ápice criativo, com um combustível interminável que são as modificações e escândalos que envolvem a política brasileira, a crescente onda de conservadorismo burro e a intolerância no geral.

É uma pena que vai acabar.

FOTO: GLOBO

Os comentários estão desativados.

ss