FOTO: NETFLIX

Por: Bruno Carvalho

Love, Death & Robots é uma antologia de animação imersiva, inovadora e fenomenal!

Eu fiquei sem palavras quando despretensiosamente assisti ao primeiro episódio de Love, Death & Robots, antologia de animação que estreou este fim de semana na Netflix. É uma espécie de Animatrix encontra Black Mirror com histórias individuais, (bem) adultas e incrivelmente bem produzidas e animadas com técnicas variadas.

FOTO: NETFLIX

Game of Thrones: a temporada final vem aí!

No tema central a distopia já vista na série de Charlie Brooker e Annabel Jones, mas aqui com muitos robôs, humor, gore e as ilimitadas possibilidades da animação. Love, Death & Robots traz ainda um trabalho de curadoria fenomenal de Tim Miller (Deadpool) e David Fincher (Mindhunters, Clube da Luta): cada história é envolvente e única em sua própria maneira e tem uma visão diversa graças a oportunidade dada realizadores de diferentes estilos.

Os estilos quebram barreiras de animações tradicionais, algumas mais puxadas para o anime, outras com técnicas de captura de performance avançadas. São 18 curtas imersivos e fenomenais em suas intenções e resultados.

É uma das melhores (senão a melhor) estreias do ano até agora.

Os comentários estão desativados.

ss