FOTO: HBO

Por: Bruno Carvalho

Ligado Entrevista: Henry Winkler, o Gene da série Barry da HBO!

Barry é uma excelente comédia produzida e estrelada por Bill Hader (Saturday Night Live), que conta a história de um ex-assassino de aluguel que decide largar a “carreira” e entra para uma escola de atuação em Los Angeles. Seu professor Gene Cosineau é interpretado por ninguém menos que a lenda da TV Henry Winkler – o eterno Fonzie de Happy Days – que também esteve nas séries Arrested Development, Royal Pains, Parks and Recreation, Mork & Mindy e muitas outras.

Ele falou sobre a 2ª temporada da série, que está em exibição todo domingo logo após Game of Thrones na HBO:

A primeira temporada da série foi um sucesso enorme. Você tinha ideia desta recepção?

Não tinha. Tem vezes que você faz algo e acha que é a melhor coisa do mundo e aí dá de cara na parede quando o público não compra. Tudo que você pode é dar o melhor de si e esperar que o resultado venha.

A que você atribui o sucesso de Barry?

Eu sei exatamente. É uma série escrita incrivelmente bem, é original. Mesmo que sejam histórias que podem já ter sido contadas antes, esses caras possuem uma visão única e clara. Tudo é alinhado: os roteiros com os personagens e há a possibilidade de criar em cima do texto. É glorioso!

FOTO: HBO

Como era Gene na versão original do roteiro e como você o transformou no que ele é em tela?

Muito do que está no texto pode mudar da maneira como você interpreta o personagem: esse é o trabalho do ator. Eles pensaram que o Gene ia ser malvado, ia humilhar as pessoas. Só que ele saiu de mim um pouco diferente. Aí os roteiristas se surpreenderam e disseram: “Oh, ele pode ser assim! Vamos então escrever [Gene] para o Henry.” Achei que foi um dos grandes elogios da minha carreira!

Como foi ganhar um Emmy por Barry?

No Emmy, eles chamaram todos os nomes e tudo, e eu tinha acabado de falar com Kenan Thompson, que também foi indicado. Aí eles chamaram meu nome e lá eu estou subindo as escadas, e percebi que no palco estavam os protagonistas de The Crown, que eu adoro. Aí andei até eles e disse que adorei a 2ª temporada, até eu perceber que tinha que fazer um discurso! Juro por Deus. Foi incrível. O Emmy na mesa da sala de jantar, logo em frente à porta da entrada. Então, se alguém faz uma entrega, eles vêem o Emmy. Quando eles trazem meu Lipitor da farmácia, o entregador vê meu Emmy. Eu abro a porta o suficiente para que todos possam ver!

Quando tem uma primeira temporada tão bem-sucedida, fica aquela sensação se a série vai conseguir se manter na próxima. Como que é isso?
Eu adoro que tenhamos uma segunda temporada, primeiro de tudo. E então fizeram um artigo no New York Times que dizia: “esta é uma das melhores temporadas da história recente; nunca devem fazer uma segunda temporada. Eles nunca serão capazes de superar a primeira temporada.” E então fiquei pensando: e se eles estivessem certos? Mas aí lembrei que quem está comandando a série são Alec [Berg] e Bill [Hader]. O que eles fizeram na primeira temporada? Então decidir cuidar das minhas coisas e eles cuidam das deles. Me acalmei, confiei nos meus líderes e foi isso.

Como Gene passará por essa 2ª temporada?

A gente não se move muito no tempo em termos de trama. Mas se você achava que a primeira temporada estava sombria, eu precisava de uma lanterna para ler este roteiro deste ano. Não estou brincando – era como se eu estivesse em uma mina escura! Eu acho que o tema subjacente da temporada é: você pode mudar sua natureza humana? Gene vai se questionar muito nesta segunda temporada.

Sobre a turma de teatro do Gene: é assim que acontece em Hollywood?

É exatamente assim. Em qualquer lugar que você pensar, tem alguém como Gene. Grandes estrelas e atores maravilhosos vieram até mim e disseram: “Eu tive esse professor, eu conheço esse cara!”. Alguns professores de teatro acham que têm que quebrar todos os hábitos, fazendo do aluno uma tigela de geléia antes de colocá-lo na geladeira para congelar. Muito do que vemos em Barry é aplicável a outras áreas, não só na atuação. Na política também.

Como que é trabalhar com o Bill Hader?

É inacreditável. Ele é uma pessoa adorável, que eu amo conhecer. Eu amo que ele esteja na minha vida. Ele me deu, com Alec, um presente que está além de mim.

Os comentários estão desativados.

ss