FOTO: DISNEY+

Por: Bruno Carvalho

Pode sentar e esperar (muito) pro Disney+ chegar ao Brasil

A Disney anunciou hoje a data de lançamento e o preço do serviço Disney+. O streaming que reúne as marcas Disney, Pixar, Marvel, Star Wars e National Geographic custará nos EUA módicos US$ 6,99 mensais para quem assinar e US$ 5,83 pra quem optar pelo plano anual (US$ 69,90). O lançamento está previsto para 12 de novembro no continente norte-americano.

Game of Thrones: assista aos recaps da série na HBO GO

O balde de água fria veio para os interessados na plataforma no Brasil: por aqui, o serviço desembarcará somente no fim de 2020. A América Latina ficou por último no rollout mundial:

Conteúdos

A promessa da companhia para o lançamento é de ter no primeiro ano mais de 7.000 episódios de séries (incluindo atrações dos canais ABC e FOX), além é claro das produções originais.

As principais confirmadas são The Mandalorian, Monstros S.A., Falcom e o Soldado Invernal, Gavião Arqueiro, WandaVision (série de Wanda Maximoff e Visão) e uma série animada da Marvel intitulada Marvel’s What If?. Além disso, terá 500 filmes entre lançamentos e clássicos e mais de 250 horas de documentários National Geographic.

Também há o cronograma de estreia de algumas atrações: The Mandalorian estará disponível logo na estreia em 12 de maio; Falcom e o Soldado Invernal no primeiro ano, enquanto Loki, WandaVision e a série de Rogue One chegarão só no ano 2.

Foram anunciados também filmes de Phineas & Ferb, um live-action de A Dama e o Vagabundo e oficializada a nova iteração de High School Musical.

Ainda não há preço oficial no Brasil. Na conversão direta, o serviço custaria por aqui cerca de R$ 27,00 na cotação do Dólar de hoje.

A empresa também revelou as primeiras imagens, que é basicamente a interface padrão dos concorrentes como NetflixHBO GO e PrimeVideo.

FOTO: DISNEY+
FOTO: DISNEY+

Os comentários estão desativados.

ss