FOTO: HBO

Por: Allan Verissimo

Showrunners de Community, Rick & Morty e Black Mirror defendem final de Game of Thrones

O final de Game of Thrones já entrou para a história como um dos finais mais polémicos e divisivos da história das séries de TV, ao lado de produções como LOST, Dexter e How I Met Your Mother. Mas alguns profissionais do ramo defendem o final.

Dois deles são os showrunners Dan Harmon (Community) e Justin Roiland (Rick & Morty), que elogiaram a série em uma entrevista à EW.

Dan Harmon: “Eu estava com medo de assistir por um tempo porque eu não quería que acabasse. Eu quería manter essa novela na mina vida. Mas eu sabia que tinha que acabar, e eu fiquei o tão satisfeito quanto possível, assistindo essa etapa da minha vida encerrando e todos os personagens conversando uns com os outros. Como showrunner, eu fiquei maravilhado com o que eles conseguiram fazer, especialmente considerando que eles não tinham mais libros para adaptar. Assistindo o Cão lutando com o Montanha nas escadas, eu estava: “Isso é incrível”. Eu estava ciente com o desapontamento dos fãs pela Daenerys indo para o lado sombrio. Eu não vou dizer que os fãs são cínicos e ingratos, mas eu acho que acabei de dizer isso.”

Justin Roiland: “Eu concordo com todos os sentimentos de Dan sobre a série. Do ponto de vista da estrutura, eu achei que foi ótimo. Eu apenas fui egoísta e quería mais episódios. Eu quería ter esas tramas num ritmo mais lento. E eu também não quería que terminasse. Eu quería que tivesse tido mais três temporadas, ou mais três ou quatro episódios. Jamais haverá uma série tão grandiosa. Eu não deveria dizer isso porque sempre há alguma série no canto aparecendo. Mas essa série foi um fenómeno. Foi insanamente grande. Todos estavam assistindo. E eu amo os showrunners David Benioff e D.B. Weiss, eles são ótimas pessoas“.

Outra pessoa que comentou o final de Game of Thrones, mas com algunas ressalvas, foi Charlie Brooker, criador e showrunner de Black Mirror. A declaracão foi feita numa entrevista ao NME:

“Há uma discussão que eu vi sobre a diferença entre um roteirista que improvisa e um roteirista que planeja, e George R.R. Martin é um roteirista que improvisa, criando personagens e cenários complicados e é difícil criar uma resolução para esas histórias, e é por isso que os livros estão demorando com mais frequência. Os produtores da série tinham essa história criada por um roteirista improvisador, mas eles decidiram dar uma conclusão, o que causa um problema, porque personagens em histórias cheias de subtramas tendem a ser um pouco fragéis. Eu sentí que os romances, por exemplo, foram construídos porque eles precisavam acontecer para a trama caminhar. Eu acho que houve uma cena no final, com os personagens todos reunidos num conselho, que me lembrou os episódios antigos, e foi muito bom de assistir. Então no geral, com a situação que eles tinham, eles fizeram um bom trabalho.”

E você, concorda ou discorda dessas opiniões?

Os comentários estão desativados.

ss