FOTO: AMC

Por: Bruno Carvalho

Fear the Walking Dead: atores falam sobre a 5ª temporada direto do set

Durante a minha visita aos impressionantes sets de gravação da 2ª metade da 5ª temporada de Fear the Walking Dead no Texas, tive a oportunidade de conversar com os atores tanto sobre a trama e seus personagens, quanto sobre o exaustivo processo de produção da atração do canal AMC, em exibição toda segunda às 23h30.

FOTO: AMC

Quem falou comigo primeiro foi a atriz Jenna Elfman, a eterna Dharma de Dharma & Greg, uma das novidades do elenco recente da série, que está sempre em mutação. Logo de cara ela falou sobre o romance de sua personagem June com John Dorie (Garret Dillahunt):

Eu nem havia conhecido ele antes de gravar a nossa primeira cena juntos na série e quando filmamos nós imediatamente tivemos uma química enorme e ele é simplesmente muito tranquilo de trabalhar, não dá nem pra descrever. Então graças à Deus foi muito fácil.

Jenna Elfman
FOTO: AMC

Ela também comentou sobre o quão diferente é estar nesta série itinerante de ação, principalmente comparado a seus papeis anteriores:

É muito divertido, eu gosto demais desse gênero e do universo de The Walking Dead, que sempre traz histórias realísticas e que fazem o público questionar “o que eu faria nessa situação” e acho que isso faz com que as pessoas fiquem super engajadas com a trama e, especialmente, com os personagens e suas constantes transformações, já que isso ocorre muito aqui.

Jenna Elfman

Já os veteranos da série Alycia Debnam-Carey e Colman Domingo, que interpretam os personagens Alicia Clark e Victor Strand também falaram sobre seus personagens e sobre o estado da série nesta reta final da 5ª temporada do drama que já está renovado para mais um ano:

A melhor forma de descrever o que a série se tornou nesta temporada é que tudo ficou mais épico: “go big or go home“. Dá pra ver que estamos com cenários ainda maiores e sequências de ação super elaboradas, com explosões, fogo, queda de avião e tudo mais.

Alycia Debnam-Carey
FOTO: AMC

A gente também percebe que toda a turma está mais altruísta, com a missão de ajudar os outros. No começo quando ouvi essa ideia [dos roteiristas], achei meio estranho, porque desde o início eles estavam apenas tentando sobreviver. Mas agora que sobrevivemos e superamos muitas dificuldades, o que fazemos com isso? Então acho que essa mudança é que faz parte da “escala maior” que a série está trazendo neste novo momento, estamos pensando mais no “macro” do que no “micro”. Isso não seria possível sem a chegada do personagem Morgan (Lennie James), de The Walking Dead. Ele já passou por muitas transformações emocionais e fez uma certa paz com seus demônios – especialmente com a perda de Madison (Kim Dieckens) na última temporada – e isso meio que afetou todos os personagens.

Colman Domingo

Alycia complementou:

Eu acho que o mundo que eles vivem, assim como o nosso, precisa de mais bondade e é isso que [os roteiristas] estão tentando trazer por meio desta mudança na dinâmica do grupo, de ajudar os outros. Ainda assim, todo mundo nessa série suspeita dos outros, pois quem sobreviveu até agora no apocalipse precisa ficar atencioso. Ninguém chegou até aqui apenas sendo bondoso e prestativo. Todos já tiveram que fazer escolhas terríveis e acho que isso é uma forma bastante interessante de ver como os personagens precisaram crescer mentalmente e emocionalmente nessa jornada pessoal, de como reconectar com o mundo e ter um pouco de otimismo neste inferno real. É a primeira vez em muito tempo que vemos, por exemplo, a Alicia sorrindo.

Alycia Debnam-Carey

Por último, o também veterano de Fear Rubén Blades, que interpreta Daniel Salazar, falou sobre os novos episódios e adiantou o que veremos daqui em diante:

Eu acho que [Salazar] foi muito afetado pelo que aconteceu até aqui e eu até meio que criei um pano de fundo para o personagem na minha cabeça, pois os roteiristas não nos dão muita informação e eles que determinam. Então eu acabo conversando muito com eles pra saber como o meu personagem deve reagir a determinada situação ou o que ele faria. Quando sua mulher Griselda morreu, isso foi o fim para o personagem, pois ela e sua filha foram os motivos pelo qual ele manteve sua sanidade desde que ele matou uma pessoa quando jovem. Então ele precisa sempre perguntar por que ele continua sobrevivendo, já que nem ele sabe porque ele continua vivendo. Isso me lembra um pouco de LOST, onde cada personagem precisava encontrar o seu propósito. Acho que na cabeça dele, neste atual momento da temporada, Salazar está tentando se redimir por meio da bondade, daquilo que ele já fez e, ao mesmo tempo, tentando honrar o legado de seus entes queridos que se foram. É uma evolução.

Rubén Blades
FOTO: AMC

Fear the Walking Dead segue em exibição toda segunda às 23h30 no canal AMC.

Veja também:

Bruno Carvalho fala com Alycia Debnam-Carey e Colman Domingo de Fear the Walking Dead:

Os comentários estão desativados.

ss