FOTO: GALERIA DISTRIBUIDORA

Por: Bruno Carvalho

Produtores dos filmes do caso Richtofen fazem live sobre os bastidores da produção

A Galeria Distribuidora e a Santa Rita Filmes, em parceria com a Cinemark, prepararam uma live sobre os filmes A MENINA QUE MATOU OS PAIS e O MENINO QUE MATOU MEUS PAIS, que foram adiados por conta da pandemia de COVID-19. Hoje às 19h o diretor Maurício Eça e os roteiristas Ilana Casoy e Raphael Montes estarão ao vivo nos perfis da Galeria Distribuidora (@galeriadistribuidora) e da Cinemark (@cinemarkoficial) no Instagram. Os três comentarão curiosidades e bastidores das produções, além de responder perguntas do público.

A MENINA QUE MATOU OS PAIS e O MENINO QUE MATOU MEUS PAIS, baseados nos autos do processo do assassinato do casal Von Richthofen, trazem as versões apresentadas no tribunal por Daniel Cravinhos e Suzane Von Richthofen respectivamente. Dirigidos por Maurício Eça, os longas têm roteiro de Ilana Casoy (autora de “Casos de Família: Arquivos Richthofen”) e Raphael Montes.

A MENINA QUE MATOU OS PAIS e O MENINO QUE MATOU MEUS PAIS têm no elenco: Carla Diaz (Suzane), Leonardo Bittencourt (Daniel Cravinhos), Allan Souza Lima (Cristian Cravinhos) e Kauan Ceglio (Andreas von Richthofen), Leonardo Medeiros (Manfred von Richthofen), Vera Zimmermann (Marísia von Richthofen), Debora Duboc (Nadja Cravinhos), Augusto Madeira (Astrogildo Cravinhos), entre outros. A produção é da Santa Rita Filmes em coprodução com a Galeria Distribuidora e o Grupo Telefilms.

Ainda não há data prevista para o relançamento.

Os comentários estão desativados.

ss